Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Mais arrocho na Celesc

17 de julho de 2010 0

A longa reunião do conselho de administração da Celesc, quinta-feira, que se estendeu até as 22h, resultou em mais arrocho na gestão da diretoria executiva e nos investimentos. Por não confiarem na maior parte dos diretores, os conselheiros minoritários determinaram que neste período de afastamento do presidente da Celesc Distribuição, Felipe Luz, o presidente da Celesc Holding, Sérgio Alves, fique também à frente da unidade de distribuição.

Aprovaram investimento de R$ 48,1 milhões para a companhia frente aos mais de R$ 80 milhões solicitados, e não liberaram a contratação de financiamento de R$ 90 milhões pela Celesc Geração junto à Caixa Econômica Federal.

Explicações

Um dos problemas que ocupou boa parte do tempo da reunião foi a não inclusão, no balanço do primeiro trimestre da companhia, da compra de R$ 35 milhões em energia elétrica. Membros do conselho fiscal foram informados por um contador que essa recomendação partiu do diretor financeiro, Arnaldo Souza, mas, depois, o contador enviou comunicado ao conselho dizendo que a ordem não partiu de Souza. A não inclusão foi comunicada à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), mas o conselho de administração quer explicações mais claras sobre o fato. Afinal, ele ajudou a elevar o lucro da companhia no primeiro trimestre, que chegou a R$ 124 milhões no período.

Foco na saúde

O presidente da Celesc Distribuição, Felipe Luz, que está se recuperando de um acidente vascular cerebral na sua residência, em Florianópolis, disse que a sua prioridade, agora, é a saúde. Comentou que deverá fazer tratamento, especialmente de fisioterapia, por mais cerca de dois meses. Só depois decidirá se voltará ou não ao trabalho. Para ele, é natural a gestão ficar concentrada na holding.

A Feira de Negócios do Vale do Itapocu, Expo 2010, que vai até amanhã, no centro de eventos de Jaraguá do Sul, tem entre as atrações uma mostra do Impostômetro, o relógio eletrônico que mostra a crescente arrecadação de impostos pelas três esferas de governo. Outra novidade é a Mostra Morada Office Show, voltada a projetos corporativos.

Comentários

comments

Envie seu Comentário