Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Copom reduz o ritmo do aumento de juros

22 de julho de 2010 0

Como a inflação desacelerou no Brasil e a crise continua lá fora, especialmente na Europa, o Copom decidiu ser mais cauteloso e aumentou em 0,5 ponto percentual a taxa básica de juros enquanto uma boa parte do mercado ainda pensava que o aumento poderia chegar a 0,75 ponto percentual. A decisão desagrada menos porque os juros altos, fundamentais para o controle da inflação agora, inibem o crescimento econômico e causam outros estragos ao país.

A taxa de 10,25% ano ano, que foi elevada para 10,75%, já estavam provocando danos à economia. Taxas elevadas aumentam o endividamento do governo e geram valorização do real frente ao dólar. Isto porque, numa fase em que a maioria dos países pratica taxas básicas de juros muito próximas de zero porque ainda se recuperam das crises global e europeia, o Brasil está com juro acima de 10%.

Com a alta dos juros para conter a inflação, o Brasil vem registrando crescente entrada de recursos estrangeiros para aplicações em renda fixa. As cifras superaram US$ 12 bilhões até maio.

Comentários

comments

Envie seu Comentário