Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Atenção ao cooperativismo e agroindústrias

24 de julho de 2010 0

Os grandes frigoríficos, num eventual governo de José Serra, não serão os únicos do setor com atenção especial e empréstimos com juros baixos do BNDES. As cooperativas agrícolas e pequenas agroindústrias também terão acesso a linhas acessíveis de crédito. Serra disse ter interesse especial em apoiar o setor cooperativista do Sul do Brasil por ser um modelo de sucesso. O presidente da Coopercentral Aurora, Mário Lanznaster, aproveitou a reunião na Fiesc para cobrar crédito do BNDES ao setor. A Aurora tem mais de 70 mil famílias associadas, nunca teve problemas com bancos, mas não conseguiu nenhuma linha de crédito do BNDES em 2009, ano em que mais sofreu em função da crise global.

Investimentos prioritários

Parte das prioridades catarinenses na área de infraestrutura pode ser resolvida com mais rapidez junto com a iniciativa privada. Este foi um dos pontos defendidos pelo candidato à Presidência da República, José Serra, no Painel RBS, ontem à tarde. Ele propôs o regime de concessão para novos aeroportos e para a duplicação de rodovias no interior de Santa Catarina, como as BRs 282 e 470, com a transferência das duas para o governo do Estado.

Sobre a carência de trabalhadores qualificados em praticamente todas as áreas, o candidato disse que o seu programa de governo prevê a formação de 1 milhão de pessoas no país. Além disso, prometeu que, se eleito, vai dar continuidade aos projetos em andamento. Também disse ser favorável a mais investimentos em geração térmica a carvão com tecnologias limpas e prometeu executar os investimentos da União no projeto de recuperação de passivo ambiental da região carbonífera do Estado.

Comentários

comments

Envie seu Comentário