Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Ministério Público

15 de outubro de 2010 0

A Celesc está na mira do Ministério Público do Trabalho, também, pela terceirização de atividade-fim, o que a Justiça considera ilegal. O órgão vem ajuizando diversas ações contra a empresa sobre esta prática e não tem sido atendido. O objetivo é proteger a vida e a saúde dos empregados. A ação que resultou na liminar de ontem que impediu o lançamento de um novo plano de demissão voluntária incentivada foi apresentada pelos procuradores do Trabalho Dulce Maris Galle, Quézia Duarte Aguiar e Keilor Mignoni. Eles, pediram, também, que os empregados irregularmente enquadrados em outros cargos retornem à função original para a qual fizeram concurso.

Comentários

comments

Envie seu Comentário