Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Promessas de Dilma

31 de outubro de 2010 1

Os desafios econômicos dominaram o primeiro pronunciamento da presidente eleita, Dilma Rousseff, que incluiu, também, temas importantes como o respeito às leis e à liberdade de imprensa. A principal promessa econômica é de luta pela erradicação da pobreza, para a qual pediu apoio dos empresários, igrejas, entidades civis, universidades, imprensa, governadores, prefeitos e todas as pessoas de bem. 

Pelo tamanho desta meta, ela tem razão em pedir todos esses apoios porque, para cumpri-la deverá ir além do que o presidente Lula fez com o Bolsa Família. Só uma educação de alta qualidade, em todos os níveis, especialmente no ensino fundamental, vai permitir a erradicação da miséria. Foi com essa conquista, aliada a mais ações, que outros países conseguiram atingir este objetivo. O principal exemplo é a Coréia do Sul, que há 40 anos tinha a mesma renda per capita do Brasil e hoje é desenvolvida.

Para qualificar o desenvolvimento econômico, Dilma prometeu medidas como o esforço pela melhoria da qualidade do gasto público, simplificação e atenuação da tributação e pela qualidade dos serviços públicos. Incluiu valorização do empreendedor individual, ampliação do limite do Supersimples e modernos mecanismos de aperfeiçoamento econômico. O discurso é positivo e propositivo, com temas prioritários.



Comentários

comments

Comentários (1)

  • Pedro diz: 1 de novembro de 2010

    Fico triste cada vez que ouço que, mesmo com todas as explicações possíveis, permanece (razão?) a confusão entre liberdade de imprensa e liberdade de expressão que são, obviamente, coisas totalmente diferentes. A Dilma discursou endossando o princípio constitucional da liberdade de expressão. A liberdade de imprensa, sabemos, decorre daquela, mas, esta, no entanto, não está contida na pétrea e magna lei brasileira.

Envie seu Comentário