Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Médio produtor tem mais dificuldades

04 de novembro de 2010 1

Quem está sofrendo mais, em Santa Catarina, é o médio produtor rural, observa o presidente da Faesc, José Pedrozo. Isto porque ele não tem capital próprio, como o grande, e não conta com o tratamento diferenciado que o governo dá ao pequeno produtor, via Pronaf. A tendência, então, é ele virar pequeno, alerta o líder rural.

Outra preocupação no Estado é com as ameaças de desapropriações de terras produtivas. Isto vem acontecendo com uma certa frequência. Pedrozo recomenda à presidente orientar o Incra para que desaproprie apenas áreas improdutivas, que são poucas, pelo perfil de pequenas propriedades em SC.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Pedro diz: 7 de novembro de 2010

    Aqui, da mesma forma – e, pelo visto, com maior gravidade -, antes de qualquer conversa seria interessante verificar a atuação desses médios produtores como adquirentes de apartamentos praieros, automóveis importados (e desnecessários), viagens ao exterior. Ou seja, se não estão usufruindo do que seria seu capital de giro. Quanto às desapropriações, também seria oportuno ouvir o INCRA e o Ministério da Reforma Agrária para saber a posição governamental, pois, ao que me consta, não há desapropriações de terras produtivas em qualquer lugar do Brasil. Do que exatamente a FAESC estaria falando?

Envie seu Comentário