Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Fornecedor de SC e crise no grupo Silvio Santos

12 de novembro de 2010 1

Uma empresa catarinense, a fabricante de cosméticos AGE do Brasil, teria motivos para estar preocupada com a crise que atinge o Banco PanAmericano, de Silvio Santos. Mas o empresário Guilherme Jacob, dono da companhia, afirmou, ontem, que está tranquilo. Com sede em Palhoça, a AGE é fornecedora da Jequiti, marca de produtos de beleza do grupo de Silvio. Conforme Jacob, a empresa trabalha com o Banco PanAmericano e, até agora, todas as compras e pagamentos estão sendo feitos em dia. Há pedidos para entrega até no segundo semestre do ano que vem. Só para dezembro, a AGE está produzindo 10 novos produtos para a Jequiti.

– A gente responde pela produção, que garante 30% da receita da Jequiti, e ela responde por 80% do nosso faturamento, que, no ano passado, atingiu R$ 27 milhões – afirmou o empresário.

Também fundador da Akakia Cosméticos, Jacob vendeu esta empresa e focou na AGE, que produz para terceiros. Ela oferece 122 empregos diretos, investiu R$ 3 milhões este ano e projetou mais R$ 3 milhões para 2011.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Osvaldo Peixoto diz: 12 de novembro de 2010

    A Caixa Econômica tem 49 por cento do PanAmericano. Responsáveis pela Caixa, disseram publicamente: “Essas irregularidades aconteceram ANTES de comprarmos parte do PanAmericano”.
    Nunca vi uma CONFISSÃO TÃO GRANDE DE CULPA. Se os próprios responsáveis pela Caixa afirmam que, quando compraram parte do PanAmericano, as irregularidades já existiam, POR QUE COMPRARAM? Passaram a CÚMPLICES, deviam ter denunciado tudo ao Banco Central. Provavelmente não fizerem por saber que o BC era conivente.

Envie seu Comentário