Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Maior rigor

18 de novembro de 2010 2

Enquanto barram investimentos, os órgãos ambientais brasileiros não cobram, com o mesmo rigor, o controle de construções em áreas de preservação e a emissão de poluentes em rios e mares, entre outros danos ecológicos. As principais causas de mortes de peixes e golfinhos são os esgotos domésticos e empresariais que reduzem a quantidade de oxigênio nas águas. As baías da Grande Florianópolis e muitos rios do Estado sofrem com esses problemas que precisam ser corrigidos.

Comentários

comments

Comentários (2)

  • Tadeu diz: 18 de novembro de 2010

    Nao entendo porque no nordeste pipocam resortes em areas à beira-mar, em dunas, em meio a coqueirais , e so aqui nao pode nada .
    Cade a licença do mega projeto Quinta dos Ganchos, para a regiao de Gov. Celso Ramos com investimentos que gerariam empregos e renda?

  • Pedro diz: 20 de novembro de 2010

    Cara Colunista, assim, não, porque senão você estaria tentando implementar a política de “uma mão suja a outra”. Quer dizer que se a fiscalização aqui for insuficiente, não haveria razão para barrar o indevido em outro local? Nossa!!

Envie seu Comentário