Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de novembro 2010

Marfrig-Seara tem 3 mil vagas

30 de novembro de 2010 0

O presidente da Marfrig, Marcos Molina, desabafou ontem em seminário do Lide _ Grupo de Líderes Empresariais, em São Paulo, que o grupo tem 3 mil vagas a serem preenchidas e não há gente. Ele criticou, também, a falta de logística do país e o câmbio. O diretor de Planejamento da companhia, Ricardo Florence, disse que as vagas incluem o complexo Marfrig-Seara, que soma 34 unidades, sendo 14 da Seara e 20 da Marfrig em todos os estados brasileiros. As vagas são para atender, principalmente chão de fábrica. O grupo emprega 50 mil pessoas no Brasil e 40 mil no exterior.

Acif chega a 2,5 mil associados

30 de novembro de 2010 0

A Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif) atingiu a associada número 2.500, a concessionária Vox, da Volkswagen. O presidente da Acif, Doreni Caramori (E), diz que esta meta de sócios da Acif era para maio de 2011. O número consolida a entidade como a maior do Estado em número de associados, vinculada à Facisc. Na foto, Eliane Nunert (C) recebe o certificado de Caramori e do governador Leonel Pavan.

O ideal seria menos dívidas

30 de novembro de 2010 0

O economista Álvaro da Luz, da Somma, explica que é natural o brasileiro se endividar mais nesta fase de maior expansão da economia e do crédito.

– Isto aconteceu em todos os países que passaram por uma fase de maior crescimento. É o efeito riqueza. Mas o ideal é usar crédito com cuidado, para não contrair dívidas acima da capacidade de pagamento e ter dificuldades no futuro – alerta o economista.

Os gastos do 13º salário

30 de novembro de 2010 1

A maioria das empresas paga hoje a primeira parcela do 13º salário. No Estado, entre trabalhadores da ativa, aposentados e pensionistas, serão R$ 2,59 bilhões, projetou o Dieese. Mas entre o tipo de gasto ideal para o salário extra e o que o consumidor faz tem muita diferença, observa o economista da Somma Investimentos, da Capital, Álvaro da Luz.

Segundo ele, por uma questão cultural, a maioria usa a primeira parte para pagar dívidas, a segunda, para comprar presentes para si e aos familiares, e, além disso, gasta mais com compras financiadas.
Isto porque, quem paga as dívidas acaba criando condições para se endividar ainda mais.

Catarinense vai representar o país no Supermodel of the World

29 de novembro de 2010 1

A modelo Natália Heinzen, 15 anos, de Palhoça, vai representar o Brasil no Supermodel of the wo World, concurso promovido pela agência Ford. O modelo masculino que vai representar o Brasil é o paranaense Fabrício Bach, também de 15 anos. A etapa mundial será em Nova York, no próximo mês. As informações são do site UOL. Natália Heinzen atua como modelo desde os 10 anos. Festejou a vitória no Twitter, com as afirmações “eu ganhei, eu ganhei”.

Este concurso foi o que revelou, também, modelos como a catarinense Mariana Weickert e Adriana Lima. Desta vez, a votação final vai considerar, também, votos via internet. Como os catarinenses estão entre os maiores usuários da rede no país, poderão dar uma ajuda para a bela catarinense.

Atualização às 2h desta terça-freira:

A assessora de imprensa da Ford Models, Maristela Amorim, informa ao blog que a Natália já estava trabalhando, chegou há pouco do Chile e ia para trabalhos no Japão em Janeiro. Abriu mão para participar do Supermodel.

Ano passado, também foi de SC a vencedora nacional do concurso, a blumenauense Bruna Tiedt. Ela conseguiu a sexta colocação no mundial. É o segundo ano consecutivo que dá SC na final brasileira. Antes delas, Amanda Miranda e Patrícia Beck também foram vencedoras. E a Mariana Weickert ficou em segundo lugar. O evento tem apenas 11 edições.

As fotos de Natália são do site da agência Ford Models Santa Catarina.

Casan compra 300 mil hidrômetros para renovação

29 de novembro de 2010 0

A Casan comunicou ao mercado hoje que comprou 300 mil hidrômetros para renovar 50% das unidades que têm instaladas no Estado. O objetivo é aumentar a receita nos próximos anos. Leia o fato relevante abaixo:

CIA. CATARINENSE DE ÁGUAS E SANEAMENTO- CASAN   

 

FATO RELEVANTE


A Cia. Catarinense de Águas e Saneamento – Casan, Companhia Aberta, com

sede social na Cidade de Florianópolis Estado de Santa Catarina, na Rua Emilio

Blun, 83, centro, inscrita no CNPJ/MF sob o n° 82.5 08.433/0001-17, vem a público,

nos termos da Instrução CVM nº. 358, de 03 de janeiro de 2002, informar que

assinou em 25/11/2010, dois contratos no montante de R$ 20.741.689,93, para

aquisição de 300 mil hidrômetros visando a renovação de 50% do seu parque de

hidrometria, permitindo dessa forma, substituições e novas instalações de

medidores em todos os municípios em que a Empresa mantém convênios de

concessão, objetivando incremento na receita para os próximos exercícios.

Os recursos financeiros para esta aquisição são oriundos do contrato assinado

com o International Finance Corporation – IFC, membro do Grupo Banco Mundial,

no valor de R$ 40 milhões de reais, para modernização de suas áreas comercial e

operacional, divulgado ao mercado em Fato Relevante do dia 19/10/2010.

Florianópolis, 26 de novembro de 2010

 

 Laudelino de Bastos e Silva

 

 Diretor Financeiro e de Relações com o Mercado

Defesa do código atual

29 de novembro de 2010 0

Entre as lideranças que defendem a continuidade do atual código brasileiro, de 1965, que prevê a manutenção de reservas nas margens dos rios, está a presidente da ONG catarinense Associação Acolhida na Colônia, a engenheira agrônoma Thaise Costa Guzzatti. Segundo ela, é possível plantar nas pequenas propriedades preservando as margens dos rios. A Acolhida desenvolve projeto turístico pelo qual propriedades rurais se tornam pousadas que permitem aos hospedes vivenciar a agricultura.

Código Florestal em debate

29 de novembro de 2010 0

Nos esforços de votações no Congresso Nacional, neste final de ano, há uma pressão pela aprovação do novo Código Florestal Brasileiro. Mas, enquanto a bancada ruralista, que tem entre os líderes a senadora Kátia Abreu e o deputado catarinense Valdir Colatto, quer a votação ainda este ano, os ambientalistas, entre os quais a senadora Marina Silva, defendem o projeto em vigor, de 1965. O projeto do código nacional contempla medidas incluídas no Código Ambiental Catarinense, evitando que 80% das propriedades do Estado sejam consideradas ilegais.

Mas o deputado Colatto defende um novo Código Ambiental Nacional, com proposta técnica e científica, que não se limite à questão florestal, mas envolva toda a sociedade, inclusive as cidades, considerando a preservação de água, terra, ar, fauna e flora. Ele argumenta, também, que o agricultor não tem condições de arcar sozinho com o custo da preservação florestal. Apesar da pressão, a aprovação do Código Florestal, ainda este ano, será difícil porque, antes, o Congresso deve votar projetos do pré-sal.

Sapiens Parque no Estadão

28 de novembro de 2010 0

O parque tecnológico Sapiens, do Norte da Ilha de Santa Catarina, é tema de reportagem do jornal O Estado de São Paulo deste domingo. O texto destaca o foco na inovação e cita projetos já confirmados no empreendimento como centro de pesquisa da Petrobras , o InPetro, em parceria com a UFSC; e o Centro de Referência em Farmacologia Pré-Clínica, com recursos da Finep e Ministério da Ciência e Tecnologia, que serão inaugurados no ano que vem.   Leia as retrancas da reportagem nos links:

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20101128/not_imp646348,0.php e http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20101128/not_imp646350,0.php

Sindicato dos funcionários do BC cobra autonomia da instituição à Dilma

28 de novembro de 2010 0

A assessoria de imprensa do sindicato dos servidores do Banco Central divuga cópia da carta que enviou quinta-feira à nova presidente, Dilma Rousseff, cobrando autonomia da instituição para desenvolver suas funções e pedindo a manutenção dos benefícios de aposentadoria aos cerca de um terço dos servidores do BC, que se aposentarão este ano. Confira abaixo:

Carta à Presidente eleita, Sra. Dilma Roussef

  O Sinal – Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central cumprimenta a Senhora Dilma Roussef, presidente eleita, pela vitória numa eleição democrática, realizada num país de dimensões continentais em moldes dos mais avançados do mundo.Desejamos-lhe, pelo contínuo progresso do Brasil, e como não poderia deixar de ser, um bom sucesso nos planos e projetos a que dará início ou continuidade.Como brasileiros, e no intuito de colaborar com o desenvolvimento do país e com as diretrizes de seu governo, gostaríamos de tecer algumas considerações sobre temas que nos são muito caros, aos quais devemos nossa própria existência: o Banco Central e seu funcionalismo.

O BCB goza hoje de imenso e merecido prestígio no Brasil e em todo o mundo. Nossa Instituição tem atuado incessantemente, de forma autônoma, no sentido de garantir o poder de compra da moeda e de assegurar um sistema financeiro forte e saudável.Não por acaso, o Brasil foi dos poucos países a sair fortalecido da grave crise financeira de 2008. Ao contrário do ocorrido alhures, a crise se deparou aqui com uma economia forte, bons fundamentos econômicos, inflação sob controle e um sistema financeiro rígido.

As medidas adotadas pelo BC para debelar o impacto inicial da crise financeira se mostraram extremamente acertadas. Entre outras, o aumento do crédito em dólares para o setor privado e a diminuição do nível dos depósitos compulsórios para dar liquidez ao sistema.O conjunto de medidas de cunho financeiro, complementado pelas medidas contracíclicas adotadas pela área econômica do Governo Federal, suavizaram enormemente os efeitos da crise.

Impossível negar o papel central do BC em todo o processo de construção de um bem, intangível e contínuo, que envolve todas essas coordenadas e tem sido fundamental para o país, porém, só lembrado em momentos de crise: a estabilidade.No momento em que são definidas as políticas do futuro Governo Dilma, diversos atores políticos expressam suas opiniões a respeito do Banco Central, gostaríamos de realçar a importância de o Brasil ter um BC – órgão de Estado – forte e autônomo na condução dos processos contínuos necessários para conferir ao país estabilidade e controle da inflação.

O Sinal vem discutindo, há cerca de um ano, em profundidade, o Sistema Financeiro Nacional.  O resultado desse trabalho é um projeto de lei complementar para regulamentação do artigo 192 da Constituição Federal de 1988.

Nosso objetivo é fazer do SFN um “sistema cidadão”, com a perspectiva de acesso de todos os brasileiros aos serviços da rede bancária nacional. Enviaremos ao Congresso Nacional a referida minuta, em que citamos medidas para estimular a inclusão bancária.

Defendemos também a autonomia legal necessária para que o BC possa continuar no seu trabalho da forma firme e segura como até aqui, tendo sobre si o controle social correspondente. O funcionalismo da Instituição foi valorizado no atual governo, e esperamos que essa política se mantenha.  Referimo-nos aqui não somente à valorização salarial, mas, no caso específico do BC, à reposição de quadros, em função da possibilidade de aposentadoria de cerca de um terço de seus componentes nos próximos três anos.

Confiamos em que os direitos dos servidores sejam respeitados de forma ampla na questão previdenciária.  O marco legal atual já prevê regras claras e justas para a aposentadoria, mas a discussão sobre o propalado déficit vem ocorrendo em cima de premissas e dados falsos, a respeito dos quais esperamos seja seu governo alertado.

Reiterando-lhe nossos votos de sucesso em seu governo, colocamo-nos à sua disposição para quaisquer esclarecimentos sobre esta e outras matérias de interesse do Banco Central do Brasil. 

Sérgio Belsito, presidente do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central

Para longo prazo

27 de novembro de 2010 0

Para quem vai fazer poupança de longo prazo com parte do 13º, o professor de Finanças Pessoais da UFSC, Jurandir Macedo, recomenda formar um capital mínimo para cobrir quatro meses de despesas. Para valores menores, segundo ele, o ideal é aplicar na caderneta de poupança mesmo.

Quem declara Imposto de Renda em formulário completo pode fazer aplicação em fundo de previdência que permite redução do imposto a pagar. Outras opções de aplicação, conforme o professor, são o Tesouro Direto, para quem quer renda fixa, e fundos de ETFs, de gestão passiva. O melhor é o FIBB11, do BNDESPar, o braço de investimentos do BNDES.

Como gastar ou poupar o 13º salário

27 de novembro de 2010 0

O dinheiro do 13º salário, cuja primeira parcela chegará na próxima terça-feira, e a segunda, no dia 20 do mês que vem, traz tranquilidade para pagar as despesas extras de final de ano, férias e início do novo ano. Mas é sempre bom seguir o manual conservador recomendado pelos profissionais de gestão financeira para não se endividar neste período porque os juros, no Brasil, estão entre os mais altos do mundo.
Em primeiro lugar, é preciso pagar as dívidas, principalmente quem tem dívidas de cartão de crédito e cheque especial, recomenda o professor de Finanças Pessoais da UFSC Jurandir Sell Macedo. Outras dívidas também devem ser pagas, e, quando possível, é bom tentar fazer renegociação com o credor.
– A segunda coisa é criar uma reserva para imprevistos, especialmente os do começo do ano. Em Florianópolis, há desconto vantajoso para o pagamento à vista do IPTU – recomenda o professor.
Para o Natal, Macedo diz que o excesso de presentes para crianças faz mal porque dificulta a formação de memória afetiva relativa a data, apuraram pesquisas.

 



Nova atração no turismo agroecológico

27 de novembro de 2010 0

O programa de turismo agroecológico da Associação Acolhida na Colônia ganha mais uma atração. A bela Igreja Santa Catarina, em comunidade de mesmo nome no município de Santa Rosa de Lima, será reinaugurada hoje, às 10h. O projeto de restauração, desenvolvido em quatro anos, contou com apoio da Fundação Interamericana e trabalhos voluntários, informa a presidente da Acolhida na Colônia, Thaise Costa Guzzatti. A Acolhida na Colônia oferece hospedagem em residências do meio rural para turismo agreoecológico em Santa Catarina.


Malwee confirma saída do futsal

26 de novembro de 2010 0

A Malwee, de Jaraguá do Sul, oficializou na manhã de hoje o fim do patrocínio ao futsal após 10 anos. Mas não informou que tipo de marketing fará para continuar projetando sua marca, se será com outra modalidade esportiva ou seguirá estratégia diferente.

Cartões precisam de mais mudanças

26 de novembro de 2010 0

As mudanças anunciadas ontem para a indústria de cartões de crédito pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), como o aumento de 10% para 15% do pagamento mínimo e limitação em cinco tipos de tarifa são positivas, mas estão muito aquém do ideal para o consumidor, especialmente o de baixa renda. Os avanços são difíceis porque o setor não é regulado pelo Banco Central, mas o problema mais grave são as absurdas taxas de juros cobradas, uma média de 13% ao mês para quem atrasa o pagamento da fatura. A indução ao pagamento do valor mínimo tira renda das pessoass. Como uma minoria presta atenção para o fato de que os juros são altos e que o ideal é pagar todo o valor da fatura na data do vencimento, acabam parcelando e pagando muito caro aos bancos.

Gestão pública premiada

26 de novembro de 2010 0

Os municípios de Joinville, Rio do Sul e Campo Alegre são os catarinenses vencedores da premiação Municípios que podem render mais, promovida por entidades empresariais lideradas pela Acij e a FGV. A distinção foi para municípios de portes diferenciados. Na categoria até 50 mil habitantes, os vencedores foram Campo Alegre e São Lourenço do Sul (RS), entre 50 e 250 mil habitantes, os vitoriosos foram Rio do Sul e Bagé (RS) e, mais de 250 mil habitantes, Joinville.

O presidente da Acij, Carlos Rodolfo Schneider, falou sobre a importância de os municípios buscarem a eficiência dos recursos públicos como forma de fortalecer o processo de industrialização e fazer frente às pressões dos países que competem com o Brasil no mercado internacional.

_ Queremos que o Brasil melhore por meio da melhora da eficiência da gestão e entendemos que começando pelos municípios teremos maior potencial para gerar efeitos positivos _ disse.

Além da Acij, apoiaram a premiação a Federação das Associações Comerciais e Industriais de SC (Facisc), Federação das Indústrias (Fiesc) e Federação do Comércio (Fecomércio) além de federações empresariais de outros estados. A premiação considerou os municípios que se projetaram em crescimento, evolução e melhor uso do dinheiro público.  

Há 400 anos no mundo dos vinhos

25 de novembro de 2010 0

A família Cuvelier, da região de Bordeaux, França, atua no setor de comércio de vinhos há 400 anos, e, há cem anos, também produz a bebida. Atualmente, tem vinícolas em duas regiões francesas, Saint-Estèphe e Saint-Julien, integra o exclusivo projeto de Clos de Los Siete, em Mendoza, Argentina, e iniciou produção de vinho natural na região de Maule, no Chile. Um dos herdeiros e diretores da empresa Domaines Cuvelier & Filhos, Baptiste Cuvelier está em Florianópolis, a convide dos empresários Mônica Rabelo e Hélcio Gleizer, das lojas Expand Store. Veio para contar um pouco da saga da sua família e divulgar os vinhos premium que produz.  O encontro será hoje, a partir das 19h, no bistrô da Expand, Centro da Capital. Segundo Baptiste, os principais mercados para vinhos premium são o Brasil e EUA nas Américas; Alemanha, Inglaterra, Suíça e Dinamarca na Europa do Norte; e Japão, Coréia do Sul e China, na Ásia. A Expand tem três rótulos da produção argentina da Cuvelier.


Futuro do marketing esportivo da Malwee

25 de novembro de 2010 0

O presidente da Malwee, Wandér Weege, vai anunciar amanhã o futuro dos investimentos em marketing esportivo do grupo. Há informações de bastidores de que a empresa vai mudar de modalidade esportiva. Deixará de patrocinar o futsal para investir no vôlei feminino. O objetivo seria projetar a marca em esporte que tem maior atenção do público feminino, que é quem decide a maioria das compras dos produtos Malwee.

Concessão do Porto de Imbituba na agenda

25 de novembro de 2010 0

A super longa concessão do Porto de Imbituba, de 70 anos, vence, enfim, em dezembro do ano que vem, e a Secretaria Geral dos Portos, do governo federal, iniciou avaliações para definir que tipo de transição será feita. O tema foi levantado pelo ministro dos Portos, Pedro Brito, ontem, durante a audiência com o prefeito de Imbituba, Beto Martins, o senador Neuto De Conto e o futuro senador, Paulo Bauer.
Concedida para a família Catão em 1942, por meio da Docas Imbituba,a concessão agora está sob o controle de outros investidores dessa companhia, que têm à frente a Brasportos. Se a União fizer um leilão, poderá pedir uma cifra expressiva porque o Porto de Imbituba poderá ter calado de 15 metros de profundidade e receber grandes navios. O grupo Santos Brasil venceu a licitação para explorar o terminal de contêineres com oferta de R$ 120 milhões. Além disso, está investindo cerca de R$ 250 milhões em novo cais de atracação e equipamentos.
A concessão do Porto de São Francisco do Sul vence em 2011, mas o Estado já solicitou a renovação por 25 anos para a União e vai ser atendido.

Jackson com empresários de SC

25 de novembro de 2010 0

O lançamento, no Brasil, do polêmico livro O que realmente aconteceu a Michael Jackson, que será feito hoje, em São Paulo pelo pai do cantor, Joe Jackson, tem assessoria de empresários catarinenses. A edição brasileira da obra conta com investimento de dois empresários de SC, Jakson Collaço e Leonardo Pereira, além do paulista Rosimiro Amancio. E a assessoria para a divulgação do livro é feita pela jornalista Rachel Sardinha, sócia da Em Voga Comunicação, que está em São Paulo para a coletiva que Joe dará hoje. O livro, escrito pelo produtor de shows Leonardo Rowe, mostra uma versão inédita da mostre do astro.