Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Wikileaks cita empresa de SC em espionagem

02 de dezembro de 2011 1

Organização especializada em denúncias de fontes anônimas, o Wikileaks divulgou, ontem, que há um banco de dados com informações sobre sistemas internacionais de interceptação de massa. Disse que é um mapa mundial com empresas de inteligência ligadas à filtragem de informações de pessoas da sociedade civil, uma prática não-regulada, informou o portal Terra. A única empresa brasileira apontada pelo WikiLeaks como capacitada para esse tipo de interceptação é a Suntech Intelligence, de Florianópolis, Santa Catarina. Segundo a organização, a empresa se define como capaz, flexível e confiável de inteligência de comunicação, que fornece soluções únicas em gerenciamento de rede, retenção de dados e interceptação legal em todo o mundo.

A Suntech, que tem 15 anos de atuação e foi vendida em agosto para a multinacional israelense Verint, listada na Nasdaq, informou para a coluna que não faz operações ilegais. Explicou que tem o sistema Vigia, fornecido a operadoras de telefonia para garantir o controle de interceptações legais, solicitadas pela Justiça, órgãos policiais ou operadoras de telecomunicações. É uma plataforma de mediação que oferece segurança jurídica para as operadoras. Vai na central, pesquisa os números programados por autoridades para escuta e derruba as escutas não autorizadas que, eventualmente, possam ser feitas por técnicos em telefonia.

Na CPI dos grampos

Mesmo sem ser convocada, a Suntech deu depoimento na CPI dos grampos de 2008 para explicar que oferece segurança jurídica para as operadoras que fazem escuta. Isto porque a escuta de massa não é autorizada no Brasil. O Vigia oferece outros serviços além desse controle de centrais. A empresa atua, também, com outros sistemas. Um deles é o Satcel, que faz a gestão de equipamentos de telefonia celular. Ele aponta, por exemplo, quando uma antena está fora do ar. Esse problema, além de afetar os consumidores, causa elevadas perdas de receitas.

Essa citação do Wikileaks é um problema para a empresa, que tem que se defender, dar explicações e fica mais observada. Mas, por outro lado, mostra para o mundo que Florianópolis tem polo tecnológico de ponta. A acusação de escula ilegal inclui órgãos de imprensa da Inglaterra e Estados Unidos.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Carlos diz: 2 de dezembro de 2011

    Esqueceram da Digitro e seu sistema Guardião?

Envie seu Comentário