Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 8 dezembro 2011

Falta o transporte marítimo

08 de dezembro de 2011 0

Os engarrafamentos em função da inauguração do elevado Carl Hoepcke, ontem, em Florianópolis, foram mais uma prova de que a região precisa diversificar suas alternativas de transporte coletivo. Não dá para admitir que as pessoas demorem duas horas para se deslocar de Palhoça até o Centro da Capital e, por isso, optem por motocicleta, correndo risco de morte.

O transporte marítimo pode ser uma saída. Um exemplo é o transporte hidroviário entre Guaíba e Porto Alegre, oferecido pela empresa CatSul. Inaugurado há pouco mais de um mês tem procura elevada, por isso está sendo aumentado o número de barcos. A passagem sai R$ 6 e são oferecidos 14 horários, um a cada 60 minutos.

Ministro do Turismo visita a prefeitura de Florianópolis nesta sexta

08 de dezembro de 2011 0

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, acompanha amanhã, às 10h30min, no gabinete do prefeito da Capital, Dário Berger, a assinatura do decreto que cria o Plano Municipal de Turismo e o projeto de lei que institui o Fundo Municipal do Turismo. No mesmo evento, também será apresentado o projeto Prodetur Florianópolis. Esta é a primeira vez que um ministro de Turismo do governo da presidente Dilma Rousseff visita Santa Catarina.

Segundo o secretário de Turismo do município, Vinícius Lummertz, o Plano Municipal de Turismo é uma exigência do Ministério do Turismo para que a secretaria municipal tenha condições de receber recursos do Prodetur. O Fundo Municipal de Turismo ainda deverá ser aprovado pela Câmara de Vereadores.

Marfrig vai comprar os ativos da Brasil Foods

08 de dezembro de 2011 2

O acordo era o que o mercado e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) esperavam: a Marfrig, dona da Seara e muitas outras marcas, vai comprar os ativos da BRF Brasil Foods que foram reservados para venda por ocasião da aprovação da fusão Sadia e Perdigão. O negócio envolve, em parte, a permuta de ativos da marca Paty, da Margrig, na Argentina. Em Santa Catarina são duas unidades, a de Lages, que produz pizzas e massas, e a de Salto Veloso, especializada em hambúrgueres. Confira mais detalhes, abaixo, no fato relevante encaminhado pelas duas empresas hoje, à CVM e BM&FBovespa.

FATO RELEVANTE

1. As Administrações da BRF – Brasil Foods S.A. (“BRF” – Bovespa: BRFS3; NYSE: BRFS) e da Marfrig Alimentos S.A. (“Marfrig” – Bovespa: MRFG3; ADR nível 1: MRTTY) vem a público informar, nos termos da Instrução CVM nº 358/02 e do § 4º do art. 157 da Lei nº 6.404/76, que, em cumprimento às disposições contidas no Termo de Compromisso de Desempenho(“TCD”) detalhado no Fato Relevante publicado pela BRF em 13 de julho de 2011, foi firmado,nesta data, documento vinculante entre, de um lado, a BRF e a Sadia S.A. (“Sadia”) e, de outro,a Marfrig Alimentos S.A. (“Marfrig”), cujo objeto é estabelecer os principais termos e condições visando à realização da transação abaixo descrita.

CONDIÇÕES DO NEGÓCIO

2. Nos termos e condições previstos no referido documento, a BRF/Sadia de um lado, e a Marfrig, de outro, acordaram a permuta:

(a) dos seguintes ativos detidos pela BRF e/ou pela Sadia referidos pelo TCD, conforme divulgado pela BRF em 13/07/2011* :

(a1) marcas e direitos de propriedade intelectual a elas relacionados;

(a2) todos os bens e direitos (inclusive imóveis, instalações e equipamentos) relacionados a determinadas unidades produtivas;

(a3) todos os bens e direitos relacionados aos 8 (oito) centros de distribuição;

(a4) a capacidade produtiva da planta industrial de suínos,localizada na Cidade de Carambeí;

 (a5) a totalidade da participação acionária detida pela Sadia,direta e indiretamente, equivalente a 64,57% (sessenta e quatro vírgula cinquenta e sete por cento) do capital social da Excelsior Alimentos S.A.;

(b) pelos seguintes ativos detidos pela Marfrig e/ou pela Quickfood S.A., sociedade controlada pela Marfrig sediada na Argentina: (b1) determinados ativos localizados na Argentina relativos à marca PATY, líder no mercado de hambúrguer argentino, incluindo unidades de processamento de hambúrgueres, presuntos, salsichas, vegetais, e um abatedouro de bovinos,além de depósitos e estrutura de distribuição

 (b2) as marcas, patentes e todos os demais direitos de propriedade intelectual relacionados às linhas de processados Paty (e suas submarcas), Barny, e Estancia Del Sur, acompanhados de todos os demais direitos de propriedade intelectual a elas relacionados;

(b3) granjas de suínos e propriedade rural, todas localizadas no Estado do Mato Grosso; (b4) operações comerciais com a marca PATY no Uruguai e no Chile; e (b5) pagamento adicional da importância de R$ 200.000.000,00 (duzentos milhões de reais), nos prazos e condições a serem acordados entre as partes.

 3. A transação está sujeita a ajustes em função do resultado das auditorias legais, contábeis, financeiras e operacionais a serem realizadas.

 4. A aprovação, em relação à Marfrig, está condicionada aos termos do seu acordo de acionistas.

 

CONDIÇÃO SUSPENSIVA

5. A celebração dos contratos definitivos e a própria implementação da transação estão sujeitas à condição suspensiva, qual seja, a avaliação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (“CADE”), nos termos e limites dispostos no TCD firmado em 13 de julho de 2011 entre BRF, Sadia e CADE.

 INFORMAÇÕES ADICIONAIS

6. As administrações da BRF e da Marfrig entendem que os ativos permutados têm valores equivalentes. 

7. A BRF, a Sadia e a Marfrig discutirão, de boa fé, a forma e o conjunto de atos a serem praticados, a fim de definir a melhor estrutura para a implementação da transação prevista no documento. As administrações da BRF e da Marfrig manterão o mercado informado dos desdobramentos do assunto em questão.

 São Paulo, 08 de dezembro de 2011.

 Leopoldo Viriato Saboya

Diretor Vice-Presidente de Finanças,

Administração e Relações com Investidores

Ricardo Florence

Diretor Executivo de Estratégia

Corporativa e Relações com Investidores

Tractebel inaugura nova sede

08 de dezembro de 2011 0
 

Maior geradora privada do Brasil, a Tractebel Energia, empresa controlada pela multinacional franco-belga GDF Suez, inaugurou sua nova sede administrativa na Beira-mar Norte, em Florianópolis, ontem à noite. A placa foi descerrada pelos presidentes da GDF Suez na América Latina, Jan Flachet (a partir da esquerda); da Tractebel, Manoel Zaroni; da GDF Suez Brasil, Maurício Bähr, pelo governador Raimundo Colombo e o prefeito de Florianópolis, Dário Berger. Conforme Zaroni, a nova sede poderá comportar o crescimento da companhia por mais dez anos. Oferece mais conforto aos colaboradores, é moderna e sustentável, com diferenciais como uso da luz natural, condicionadores de ar que consomem menos energia e outros. 


Foto de José Luiz Somensi, divulgação