Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Desafios futuros do Costão do Santinho

21 de dezembro de 2011 1

Fernando Marcondes de Mattos afirmou que a “grande guerra” do Costão do Santinho, no presente e no futuro, é contra o custo Brasil.
– Temos quatro agravantes: dólar baixo, legislação trabalhista anacrônica, uma das cargas tributárias mais altas do mundo e juros exorbitantes. Estamos exportando turistas, mas não conseguimos importar turistas porque o Brasil é o país mais caro do mundo. Não é porque não sabemos produzir – diz.
Mas parece que a presidente está atenta. O ministro do Turismo, Gastão Viera, esteve na Capital a poucos dias e convidou Marcondes para falar sobre desoneração do setor, no próximo ano.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Ernesto São Thiago diz: 21 de dezembro de 2011

    A melhor parte da nota é o que está nas entrelinhas. Ao que tudo indica o Marcondes, parou de usar os cruzeiros como cavalo de batalha e finalmente focou no grande problema que de fato lhe desafia e que desafia a todo o Turismo brasileiro. Vamos em frente. Mas falta agora ele, como liderança do trade que é, engajar-se na luta coletiva e cidadã por um terminal de cruzeiros em Florianópolis. Todos ganharão com isto, inclusive o Costão do Santinho.

Envie seu Comentário