Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

BMW busca mudança tributária

30 de dezembro de 2011 0

O presidente da BMW no Brasil, Henning Dornbusch, aproveitou o baixo ritmo de atividade do governo federal, neste intervalo entre o Natal e o Réveillon, para reafirmar o interesse da empresa em mudança na política do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de automóveis importados. Ontem, ele se reuniu com a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, para explicar a necessidade dessa alteração para empresas que têm planos de instalar unidade fabril no Brasil. O projeto da BMW gera interesse especial em Santa Catarina porque o Estado é um dos cotados para receber a unidade da montadora, que detém tecnologia de ponta na produção de automóveis de luxo. Dornbusch afirmou que a empresa já procura locais para sua unidade, mas a decisão ainda não foi tomada porque aguarda a definição de uma política com relação às montadoras que estão entrando comnovos investimentos no país. A ministra respondeu ao empresário que o governo ainda está estudando o tema.

O grande entrave

Henning Dornbusch disse que a decisão de instalar unidade no país não está 100% tomada em função do IPI. Segundo ele, primeiro a empresa precisa da definição do governo sobre a política para novos investimentos. Depois, vai informar sobre onde será a unidade.

– A questão básica é: os novos investimentos que entram no Brasil têm prazo de maturação para gerar receitas. Durante esse período, como você lida com esse fluxo operacional? Esse é o grande entrave hoje que as empresas têm no Brasil quando vêm se instalar – disse o executivo.
Mas o presidente mundial da BMW, Norbert Reithofer, disse que a decisão de montar uma unidade no país está tomada.



Comentários

comments

Envie seu Comentário