Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Receita de ICMS cresce menos de 5%

25 de maio de 2012 0

O baixo ritmo de atividade da economia acendeu luz amarela nas receitas do governo do Estado. Ao comentar sobre o cenário econômico e o varejo, ontem, antes da entrevista sobre projetos para a quarta ligação Ilha-Continente, o governador Raimundo Colombo disse estar preocupado com a baixa expansão da receita de ICMS.
– Eu tenho um acompanhamento diário, e o mês de maio está sendo o pior do ano. Hoje, já entrou 80% da receita do mês e estamos com menos de 5% de crescimento com relação a maio do ano passado – afirmou, lembrando que, em 2011, a receita com o tributo, no mesmo mês, subiu dois dígitos (10% ou mais).
Segundo Colombo, há uma desaceração visível da economia. Todos os demais estados estão com o mesmo problema. A queda de arrecadação é geral no país. Ele avalia que, apesar de a economia brasileira apresentar boas perspectivas, a crise na Europa está afetando o mundo todo. Na avaliação do governador, o setor público terá que reduzir gastos e promover reformas para uma retomada mais consistente da economia. Colombo observou que, por parte do governo federal, o que ele vê é um esforço, atualmente, para não deixar a economia diminuir o seu ritmo. Mas isso não está produzindo os resultados esperados.
Apesar disso, não há, ainda, uma decisão de fazer reformas mais amplas que poderiam impulsionar a economia.

Arrocho no governo

O governo do Estado fará uma reunião dia 4 de junho para que cada secretaria mostre o quanto gastou em abril e maio, item por item. A intenção é tomar medidas para fazer correções. Isto porque as despesas são crescentes no Estado. Conforme Raimundo Colombo, mesmo sem reajustar os salários a folha do governo cresce 4% ao ano somente em função dos quinquênios e outras vantagens. Ontem à noite, ele falou sobre economia aos lojistas, em Jaraguá.

Comentários

comments

Envie seu Comentário