Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Formaplas faz cozinhas para estrelas

23 de julho de 2012 2

O foco na qualidade, inovação, e atendimento aos clientes fazem da Formaplas, indústria de móveis planejados, de Palhoça, na Grande Florianópolis, a líder nacional em luxo no segmento de móveis para cozinhas. As novas demandas do mercado levaram a empresa a lançar a linha noite, somando um mix para todos os ambientes. Essa diferennciação faz com que alguns profissionais apontem a empresa como a Ferrari das cozinhas. O diretor de franquias da Formaplas, Fernando Demetri, um dos dois filhos do fundador, Amaury Demetri, diz preferir não falar em luxo porque parece algo inatingível. Afirma que os produtos têm valor agregado, mas são acessíveis. Entre os clientes da companhia estão celebridades como Xuxa, Sandy, Neymar, Ronaldinho Gaúcho e Faustão. Com 18 franquias no Brasil, a Formaplas oferece 127 empregos diretos na fábrica e mais 380 nas lojas, somando cerca de 500 pessoas. Seu faturamento tem crescido 15% ao ano, desde 2010 e, em 2012, chegará a R$ 70 milhões. No social, já investiu em cursos técnicos e, hoje, apoia uma aluna do Bolshoi.

Fernando Demetri

Diretor de Franquias da Formaplas, indústria de móveis modulados de alta qualidade, de Palhoça. Fernando Demetri, 61 anos, é filho do fundador da companhia, Amaury Demetri. É graduado em Administração de Empresas pela UFSC e fez diversos cursos de pós-graduação. Antes de assumir a área comercial, foi diretor financeiro. O seu irmão, Carlos Demetri, é o diretor industrial da companhia. Fernado é casado com Ana Lúcia, tem dois filhos – Gustavo e Fernanda – e três netos. Gustavo é dono da franquia de Porto Alegre e Fernanda atua com eventos da empresa.

Porque as cozinhas Formaplas são as mais luxuosas do Brasil?

Fernando Demetri – Somos uma empresa que produz cozinhas e linha noite para atender os anseios dos consumidores. O nosso luxo é possibilitar experiência para os clientes. Luxo parece produto inatingível, e nossos produtos não são inatingíveis. Eles têm valor agregado de atendimento, serviços, e qualidade. Achamos importante ter inovações, novos conceitos. Nós utilizamos matéria-prima de alta resistência e certificada, que vem de manejo de reflorestamento e não reage à umidade. Nossos puxadores vêm da Alemanha e Itália, que são o berço da qualidade e design, aplicamos cerâmica em armário, tecido sofisticado (o mesmo dos bancos da Masseratti). Cada projeto é diferente. Eu sempre digo que nós não vendemos cozinhas e dormitórios. Vendemos soluções para o cliente se sentir melhor. Há mais de 25 anos oferecemos garantia de 10 anos.

Como nasceu a Formaplas?

Demetri – Meu pai é brasileiro, descendente de sírio-libanês. Trabalhava na Argentina, eu nasci lá. Ele retornou ao Brasil em 1964 e fundou a empresa em abril daquele ano. Começou com uma marcenaria, com dois empregados, para fazer o que Florianópolis não tinha. A empresa foi aberta em galpão alugado, em área onde está, hoje, a Ponte Colombo Salles. Fabricava cristaleiras, que decoravam as salas, mesas e cadeiras. Os consumidores começaram a pedir coisas que nós não fazíamos e fomos evoluindo. Havia a necessidade de cozinhas. Constatamos, no exterior, que era possível criar ambientes agradáveis. Então, a partir de 1970, começamos a fabricar as cozinhas personalizadas, áreas de serviço e churrasqueiras. Em função da obra da ponte, em 1967, mudamos para a Rua Leoberto Leal, em São José . Nos anos 1980, fizemos a última transferência da fábrica, para Palhoça, onde temos área construída de 12,5 mil metros quadrados.

E a rede de franquias?

Demetri – Começamos, em 1975, a abrir lojas próprias no país. A primeira foi em Porto Alegre. Depois, em 1977, em Curitiba, Londrina, Maringá e São Paulo. Em 2000, formatamos o nosso negócio em franquias porque estávamos ficando muito distante do nosso público receptor. Temos 17, hoje, e vamos abrir mais uma em Alphaville, em São Paulo. Estamos nas principais cidades do Brasil, incluindo Brasília, Rio e no Nordeste. Nosso projeto macro é chegar a 30 franquias.

Quanto por cento são vendas para imóveis novos?

Demetri – Hoje, 90% são para imóveis novos e 10% para reformas. Há um estilo de vida no Brasil em que a pessoa muda de imóvel, em média, cinco vezes na vida, diferentemente da Europa, onde 80% ou 90% reformam porque é muito difícil ter um imóvel próprio.

A Formaplas tem clientes famosos. Pode citar alguns?

Demetri – Realmente já fizemos móveis para diversas celebridades. Entre esses famosos estão Xuxa, Neymar, Ronaldinho Gaúcho, Ana Hickmann, Chitãozinho e Xororó, Sandy, Faustão, Boris Casoy, Djavan, Roberto Talma e Felipe Massa. Aqui na região é difícil dizer. A metade de Florianópolis tem nossas cozinhas. Todos os ex-governadores vivos são nossos clientes. O Costão do Santinho foi um empreendimento corporativo que atendemos. Fizemos 400 cozinhas. Agora, produzimos as do Modevie Boutique Hotel, de Gramado, associado à rede de Relais Chateau e ao grupo LVMH (Louis Vuitton Moet Henessy), assessorado pela MCF, de Carlos Ferreirinha.

Como avalia o cenário econômico do Brasil?

Demetri – Estou confiante na economia brasileira, sinto firmeza nas posições da presidente. Vejo que o núcleo duro em torno da presidente tem sintonia com o que o Brasil precisa. Temos problemas com a carga tributária, que é muito alta. Temos que trabalhar para reduzir isto. O mercado consumidor, com maior renda aos menos favorecidos, têm ajudado a economia a crescer. Hoje, as pessoas estão vivendo e usufruindo melhor. Há moradores de favela com três televisores de tela plana. Isso mostra que o mercado brasileiro tem horizontes novos.

Frase

“Nós não vendemos cozinhas e dormitórios. Vendemos soluções para o cliente se sentir melhor.”

Fundador

Amaury Demetri, o fundador da Formaplas, trabalha diariamente na empresa e é o presidente.

– Ele é o nosso líder, tem uma excelente visão de mercado, ouve todo mundo. O empresário tem que ser político porque o mercado quer atenção – comenta Fernando Demetri.

Segundo ele, o pai segue extremamente exigente e competitivo. Ele foi o artífice do último lançamento da empresa, uma recriação de porta dos anos de 1960, chamada Legacy (legado), com significado especial.

25 mil

reais é o preço médio das cozinhas Formaplas. Mas o valor depende do projeto. Demetri preferiu não revelar o preço da cozinha mais cara feita pela empresa até hoje. Foi para cliente de SC. Há valor menor do que R$ 25 mil.

Garantia

A alta qualidade significa, também, durabilidade. A Formaplas doa aos clientes um kit com diversas peças para reposição, o Easy Fix. Isto porque algumas peças como batentes de armários e dobradiças podem ter problemas com o tempo e o proprietário pode repor facilmente. Há cozinhas com mais de 40 anos.

Do Bolshoi

A Formaplas dedica atenção a projetos sociais e ambientais. Para preservar a natureza e a saúde, só usa madeiras certificadas com tratamento atóxico. Na área social, hoje, apoia aluna do Bolshoi que é de Palhoça, a Anna Pozza. Já investiu no projeto educativo Arueira.

A foto

Na foto acima, do repórter de imagens Julio Cavalheiro, Fernando Demetri mostra os balcões com prateleiras arredondadas e giratórias, um dos detalhes da qualidade de acabamento das cozinhas Formaplas.

Comentários

comments

Comentários (2)

  • Rosi Cordeiro diz: 23 de julho de 2012

    Muito boa a matéria, a Formaplas é tudo isso mesmo…luxo aliado a técnologia e durabilidade.
    Parabéns!

  • Aline diz: 25 de julho de 2012

    A Formaplas é MARAVILHOSA! Imbatível! Melhor do país!

Envie seu Comentário