Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Agronegócio cobra urgência na ajuda para frete de milho

13 de setembro de 2012 1

O setor do agronegócio participou em peso na reunião da Câmara da Agroindústria da Fiesc, hoje à tarde. As lideranças cobraram do governo federal medidas urgentes para trazer milho do Mato Grosso para Santa Catarina, a fim de evitar o fechamento de empresas e empregos no Estado. O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Caio Rocha, levou carta com as reivindicações do setor ao ministro Mendes Ribeiro.  Segundo o presidente da Câmara, Mário Lanznaster, esta é uma crise sem precedentes vivida pelo setor em função do alto preço do milho devido as secas em Santa Catarina desde novembro do ano passado, e nos Estados Unidos, que reduziu em 10% a produção de milho e soja do país. O setor solicita que a Conab traga mais milho ao Estado pelo preço de R$ 21 para pequenos produtores e subsídio de R$ 5 por saca para as agroindústrias maiores. Além disso, pede recursos para custeio da produção.  

Entre os presentes, além de Lanznaster e Rocha, o presidente da Fiesc, Glauco José Côrte; da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado, José Zeferino Pedrozo; presidente da União Brasileira de Avicultura, Franciso Turra; da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetaesc), José Walter Dresch; e os secretários de Estado da Agricultura, João Rodrigues, e Nelson Serpa, da Fazenda.

Comentários

comments

Comentários (1)

Envie seu Comentário