Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de setembro 2012

Vigilância até no escuro

30 de setembro de 2012 1

Bom para a população e alerta aos infratores. A catarinense Intelbras acaba de lançar a VMD 315 IR, primeira câmera dome da marca equipada com infravermelho. A novidade é ideal para ambientes internos como lojas, escritórios e saguões de hotel, e, também, para ambientes externos. O modelo, além de discreto, filma ambientes claros e escuros, 24 horas por dia, com qualidade, em até 15 metros de distância.

Por que o marketing do vinho brasileiro no Carnaval

30 de setembro de 2012 0

Santa Catarina foi o Estado escolhido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) para lançar a campanha 2013 de projeção dos vinhos do país por meio do tema-enredo da escola de samba paulista Vai-Vai. O lançamento, quinta  à noite, na Fiesc, reuniu os produtores catarinenses e integrantes da escola. Entre os presentes, Acari Amorin, da vinícola Quinta da Neve (E), Walter Kranz, da vinícola Kranz (segundo à esquerda) e Wandér Weege, da vinícola Pericó (D).

Segundo o empresário Walter Kranz, presidente da Coopervitis, a cooperativa criada pela Associação Catarinense dos Vinhos Finos de Altitude (Acavitis), o objetivo, com o projeto Vinhos do Brasil, é mostrar aos brasileiros e estrangeiros que o país tem vinhos de qualidade, produzidos em várias regiões. E a maior festa para fazer essa projeção, tanto no Brasil quanto no exterior, é o Carnaval. SC, com os vinhos de altitude, é o segundo maior produtor do país, atrás do RS. Atualmente, elabora cerca de 1 milhão de garrafas por ano e investe para avançar no enoturismo, que apresenta grande potencial em função, também, das belezas naturais da Serra Catarinense.

O Instituto Brasileiro do Vinho, que tem sede no Rio Grande do Sul, decidiu fazer uma promoção conjunta no país porque hoje a produção conta com a participação de novas regiões. Entre elas, além de SC, estão o Vale do São Francisco, no Nordeste, Minas e São Paulo. O foco é chamar a atenção dos consumidores para os vinhos de qualidade feitos no país. Isto porque a concorrência com importados é acirrada. Atualmente, segundo o instituto, 80% do vinho consumido no país é impotado.

O marketing do Carnaval começou em fevereiro deste ano, quando o produto foi o tema-enredo de uma ecola de samba de Porto Alegre. Em 2013, será o tema da maior escola de samba de São Paulo, a Vai-Vai, que abre a folia brasileira, alcançando projeção no mundo inteiro já que é uma festa diferente, por isso é notícia internacional. E em 2014, o vinho brasileiro será o tema da tradicional escola de samba Beija Flor, do Rio de Janeiro, cidade que faz o maior Carnaval do Planeta.

Walter Kranz vê um grande potencial no mercado brasileiro. Observa que enquanto na Europa o consumo per capita de vinho fica em torno de 30 a 40 litros por ano, no Brasil é de apenas dois litros por ano.

Tecidos de SC na passarela da London Fashion Week

30 de setembro de 2012 0

A catarinense RenauxView, fabricante de tecidos para moda, contabilizou mais uma conquista internacional. Seus tecidos de jacquard (fotos) foram usados pelo estilista Jasper Garvida, que apresentou coleção na London Fashion Week. Ele cursou a famosa faculdade de moda britânica Saint Martins. E na semana passada a empresa expôs pela quarta vez na mais prestigiada feira mundial de tecidos, a Première Vision de Paris. Fez atendimentos para marcas de mais de 17 países e pela primeira vez atendeu representantes de países como Finlândia, Letônia, Irlanda, Rússia e Suécia. Dos tecidos feitos em Brusque, os que mais encantaram foram os de jacquard. Aliás, foi na Première Vision Paris que o estilista Jasper conheceu os tecidos da empresa, anos atrás. As fotos são do site da revista Vogue.

Varejo projeta vendas 4% maiores para o Dia da Criança

30 de setembro de 2012 0

Uma data que não passa em branco para as crianças é o seu dia, comemorado em 12 de outubro. Por isso, a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL) do Estado projeta crescimento de 4% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado. Brinquedos, roupas e eletrônicos são os presentes mais procurados pelos catarinenses para esse dia.A FCDL também estima que o consumidor vai gastar entre R$ 50 e R$ 100 com o presente.

– Essa estimativa mostra uma leve recuperação do setor neste segundo semestre. Isso já aconteceu no Dia dos Pais – comentou o presidente da federação, Sergio Medeiros, ao observar que naquela data houve aumento de 4,23%, um pouco acima dos 4% estimados pela entidade.

A queda dos juros também está animando boa parte dos lojistas. Para Medeiros, as vendas do setor, no Estado, deverão aumentar, no máximo, 3% este ano em relação a 2011.No caso dos brinquedos, o consumidor terá que se contentar com muitos importados porque são raras as opções nacionais.

Tractebel, melhor para investidores e nota maior de agência de risco

28 de setembro de 2012 0

Em mais um ranking anual da revista Institucional Investor, a Tractebel Energia, que tem matriz em Florianópolis, foi eleita a número um em Relações com Investidores na América Latina. O presidente da companhia, Manoel Zaroni, também foi eleito o segundo melhor CEO, o diretor Eduardo Sattamini foi o segundo melhor CFO e Antonio Previtali Jr. como o melhor profissional de RI. A escolha da Tractebel foi feita por mais de 800 analistas de mercado e outros profissionais da área. Para o presidente da Tractebel Energia, Manoel Zaroni Torres, esse reconhecimento é importante porque confirma a seriedade e solidez da gestão da companhia.

Nota máxima da Standard & Poors
A Tractebel recebeu da empresa de avaliação de risco Standard & Poor’s a nota brAAA. Este é o rating mais elevado na escala do Brasil, no qual somente nove empresas estão incluídas. E o rating de crédito corporativo de curto prazo foi reafirmado em brA-1. Os analistas da S&P explicaram que a perspectiva estável reflete essa boa posição da companhia, com alto nível de vendas contratadas e o suporte da sua controladora, a GDF Suez SA. O presidente da companhia Manoel Zaroni, afirma que a elevação reflete o desempenho da empresa e é um reconhecimento da solidez financeira obtida pela administração da companhia.


<!– – O Ministério da Agricultura depositou para as seguradoras, terça, R$ 66 milhões da primeira parcela para a safra de verão da maçã. A informação é do deputado Valdir Colatto.

- A propósito, ele avisa que os produtores podem procurar seguradoras para fazer o seguroda safra. Com seguro, é possível evitar perdas.

- O bondinhos do santuário da Madre Paulina, em Nova Trento, está encantando turistas uruguaios. A operadora Ega, do país, promove excursões.

- O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, almoça hoje com industriais paulistas no Iedi. Com projeção de PIB de apenas 1,6% para este ano, deverá pedir mais investimentos.

–>


Confaz debate a implantação do ICMS de 4% para importação

28 de setembro de 2012 0

A reunião do Conselho de Administração Fazendária (Confaz), que começou ontem e se encerra hoje, decidiu criar um grupo de trabalho com participação de Santa Catarina para tentar esclarecer pontos controversos sobre a unificação do ICMS de importação em 4%, que deve entrar em vigor no ano que vem. O secretário da Fazenda de SC, Nelson Serpa, representa o Estado na reunião. Entre os pontos que geram dúvidas estão a aplicação da alíquota única e a definição de critérios e valores que integrarão o cálculo do conteúdo de importação. Não está definido, ainda, se o imposto vai incidir só na primeira operação interestadual ou nas que se sucedem.
Segundo Serpa, outro tema é a possível prorrogação da entrada em vigor da alíquota. Para ele, isso é competência do Senado. SC defende a postergação da alíquota de 4%.

Entre estados

O Confaz vai discutir hoje a convalidação de benefícios fiscais concedidos pelos estados alinhado com um período de transição para a extinção dos mesmos e redução da alíquota para 4% de todas as operações interestaduais. SC terá perdas se houver essa unificação porque é produtora.

Falta espaço para armazenar 2,3 milhões de toneladas de grãos em SC

28 de setembro de 2012 0

A crise do setor produtivo de carnes suína e de aves é agravada porque o Estado enfrenta um déficit de armazenagem de grãos de 2,3 milhões de toneladas. O alerta é do diretor do BRDE, Neuto De Conto, que fez amplo levantamento sobre o impacto da crise de grãos em SC.
Para solucionar essa carência, o BRDE está estruturando, em parceria com o governo do Estado, um
programa com a criação de linha especial de crédito e de mecanismos compensatórios de tarifas para tornar atrativo o investimento de implantação de silos.

Falência da Busscar

28 de setembro de 2012 0

A decretação da falência da Busscar representa uma grande perda para a economia catarinense. Uma empresa com excelentes produtos sucumbiu por problemas de gestão financeira. Faltou à família Nielson transferir para outros gestores em tempo. É sempre melhor vender uma empresa do que fechar, gerando perdas à comunidade.

Setor de vinhos vai fazer marketing no Carnaval

27 de setembro de 2012 0

A parceria do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e Acavitis com a escola de samba Vai-Vai será lançada hoje à noite, na Fiesc. Terá apresentação do samba-enredo, de planos para divulgação na Copa e Olimpíada e a criação da rede de lojas Vinhos do Brasil. Na foto, o presidente do conselho do Ibravin, Alceu Dalle Molle, e Adriana Lessa, no lançamento em SP.

Veja a sinopse do enredo para o Carnaval 2013

Sangue da Terra, Videira da Vida
Um brinde de Amor
Em plena Avenida!

“VINHOS DO BRASIL”

“A vida é como o vinho: se a quisermos apreciar bem, não devemos bebê-la até a última gota.” Lorde Byron

Abertura:

Sangue da Terra

Nasci antes da Escrita e já escreveram bastante a meu respeito. Transformaram-me em predicado, verbo e sujeito de orações
que ecoam pelo Infinito.

Benditos frutos que me deram Vida e, com ela, a eterna missão:
Celebrar a paz e a união entre homens e nações,
uma espécie de porta-voz do Coração.

Lembro-me das Bodas de Caná, cerimônia de casamento entre judeus,
Famílias se uniam na alegria, mas, se bebida não havia.
Como poderiam celebrar?

Foi quando o Mestre intercedeu, atendendo ao pedido de Maria.
A água que enche seis talhas carrega-se em tinta e sabor
um doce aroma, então se espalha, e com ele, surpresa e rubor.

Eis que um milagre se encerra diante dos noivos e convidados
A água transformada em vinho! Abençoado e purificado,
Sou, então, o Sangue da Terra!

Também constam nas Sagradas Escrituras outra passagem interessante:
Depois do Dilúvio, quando preservou Criações e Criaturas
Noé não se esqueceu de um detalhe importante:
Cultivou sementes do trigo e da videira, símbolos de nossa existência,
Corpo e Alma que se multiplicaram pela Terra inteira!

II – Celebrando a vida

Com a sua mania de explicar, o homem decretou a minha sina.
Se não sabia onde era o meu lar, imaginou que eu fosse obra
da Criação Divina.

Se tivesse uma pátria, diria que nasci no Oriente.
Mas, a verdade é que surgi, simultaneamente, na África,
Europa e na Ásia, o maior dos continentes.
Os egípcios foram os primeiros a saborear, Gregos e Fenícios me transportaram pelo mar, os Romanos fincaram minhas raízes
nos caminhos da sua ânsia de conquistar.

Fui testemunha de uma inusitada disputa de poder.
Para surpreender seu convidado e revelar a força do Egito,
Cleópatra organizou o maior de todos os banquetes,
Tecendo as teias de um flerte com Marco Antonio, já enfeitiçado.

Mandou os criados servirem o que havia de mais saboroso,
E para celebrar o início do namoro, colocou no cálice do todo-poderoso
O seu fantástico par de brincos de pérolas e ouro!

III – Cálice Bento

Com a queda dos Romanos, videiras cultivadas por mãos escravas
ficaram ao abandono. Nas trevas da Idade Média
Dormi um longo sono e envelheci em barris, meu novo trono.
Agora, servia ao Senhor, fazendo parte da Liturgia e da Eucaristia em Seu louvor.

IV – Sabor Brasil

Chego ao Brasil trazido por mãos portuguesas, com certeza,
mas foram os italianos que ouviram os conselhos do Minuano.
Semearam as minhas videiras nas altaneiras serras do
Rio Grande do Sul.  
Cresci admirando esse manto azul que cobre terras amigas, 
abençoando pobres e ricos, brancos e negros,
como na Ceia do Bexiga!               

Gregos e romanos começaram uma festa, parecida com essa,
celebrando a alegria. Brindemos à nossa gente bamba,
à Mitologia do Samba e a esse povo festeiro!
Ora, viva o Vinho Brasileiro!

V – A arca do futuro

Sou fonte de inspiração:
luz, câmera, ação! Arte, energia e emoção.
Na tela do cinema nos versos de um poema no calor de uma paixão
Sou a harmonia de vários elementos o detalhe de cada sentimento

E preciso de um momento para a sua reflexão, a vida depende do equilíbrio da Natureza e ela, só depende da gente.
Levem para a Arca do Futuro e guardem em local seguro
todas as provisões que serão legadas às novas gerações.
Mas, não se esqueçam de minhas sementes…

Quando estiverem no futuro abrigo
Matando as saudades desse velho amigo
Tenham muita atenção: 
Celebrem com alegria,
Mas bebam com moderação.

Saúde, Vai-Vai! 

Um brinde a vida!

Cahê Rodrigues
Carnavalesco

Governo de SC adota sistema para prevenir corrupção

27 de setembro de 2012 0

A Secretaria de Estado da Fazenda colocou em operação uma unidade de produção de informações estratégicas, chamada de Observatório da Despesa Pública.A intenção é aprimorar o trabalho de controle interno na utilização de recursos públicos. O foco é identificar possíveis fraudes, como fracionamento de licitação para caracterizar a dispensa do procedimento e outros problemas, como vendas viciadas.
O Observatório da Despesa Pública foi entregue pelo secretário de Prevenção da Corrupção e Informações Estratégicas da Controladoria Geral da União (CGU), Mario Vinícius Spinelli, ao secretário da Fazenda, Nelson Serpa, por meio de um acordo de cooperação técnica entre a União e o Estado. Como contrapartida ao projeto, será produzido um case na área de compras, replicando o modelo de auditoria utilizado pela controladoria federal.

Show de tecidos Lunelli para evento ecológico em São Paulo

26 de setembro de 2012 0

Tecidos da Lunelli Têxtil, de Jaraguá do Sul, vão brilhar em evento promovido pela estilista Chiara Gadaleta, em São Paulo. A empresa está patrocinando a SP Ecoera, que será realizado sexta e sábado, unindo moda, arte, design, gastronomia e sustentabilidade. Segundo Chiara, que há sete anos criou o movimento Ser sustentável com estilo, o objetivo é discutir conexões para a sustentabilidade criativa, propondo novas formas de criar e consumir. A Lunelli tem o SGA (Sistema de Gestão Ambiental) e a ISO 14.001 (Iso verde). Na sexta, Chiara e Kátia Fridrich, do WGSN, vão ensinar a montar looks com turbantes confeccionados em malhas da empresa catarinense. Nas fotos, algumas das criações com tecidos da empresa.

Juros altos de cartões na mira

26 de setembro de 2012 0

Com a decisão do Bradesco de reduzir em 54% as taxas de juros dos cartões de crédito, a expectativa, agora, é de que os outros grandes bancos também façam o mesmo. Banco do Brasil, Caixa, Itaú e Santander informaram que estão analisando o mercado para tomar decisão. O Bradesco cortoude 14,9% ao mês para 6,9% ao mês a taxa do rotativo (o juro cobrado da parte da fatura não paga na data de vencimento), que, no Brasil, é a mais alta do mundo. A propósito, o setor informa que essa taxa elevada é a que paga não só a inadimplência, mas, também, os juros das compras feitas a prazo no cartão quando é cobrado o mesmo valor da venda à vista. Mas tanto o governo quanto o varejo desejam a continuidade das vendas a prazo com cartão porque o uso de cheque pré-datado é de maior risco. Para o consumidor, mesmo com as reduções de juros, é importante quitar todo o valor da fatura na data de vencimento para não cair no juro do rotativo.

Fazenda promete rapidez para atender crédito a milho

25 de setembro de 2012 0

Em reunião, ontem, com representante da Fiesc, lideranças políticas e do agronegócio, o Ministério da Fazenda se comprometeu em agilizar procedimentos para que as agroindústrias de Santa Catarina consigam usar os créditos de PIS e Cofins das exportações como garantia para financiamento. A promessa foi feita pelo secretário adjunto de política econômica da Pasta, João Pinto Rabelo Júnior. O objetivo é obter capital de giro para comprar milho do Centro-Oeste.

Mais custeio

O agronegócio aguarda a reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), quinta-feira, que vai definir se eleva os valores de custeio pecuário para os produtores rurais. Esse pleito está no ofício encaminhado pela Fiesc dia 13 último aos ministérios da Fazenda, Agricultura e à presidência da República. As dificuldades impostas pelo milho mais caro devido à seca nos EUA afetam empresas de todos os portes. O preço da saca de milho aumentou de R$ 17 para R$ 32 ou mais devido ao frete mais caro.

Celesc define PDV e programa concurso

25 de setembro de 2012 0

A Celesc informou ontem ao mercado, em fato relevante, que o programa de demissões voluntárias que está realizando terá custo de R$ 245,1 milhões em valores presentes e ganhou a adesão de 734 empregados. Segundo o diretor de Relações com Investidores da empresa, André Rezende, o conselho de administração autorizou a realização de novo concurso para a reposição de 30% das vagas (cerca de 230 pessoas), e o foco será para a área fim da companhia. Por isso, a maioria a ser contratada será engenheiro eletricista. A comunicação dos números do PDV foi bem avaliada pelo mercado financeiro. As ações PN da companhia tiveram alta de 2,03% ontem, enquanto o índice geral de energia teve queda de 0,18%.

Conforme Rezende, o impacto do PDV no resultado do terceiro trimestre deste ano, após os efeitos tributários, será de R$ 161,8 milhões. Com a efetividade do plano, a economia bruta gerada é estimada em R$ 579 milhões por ano. A decisão visa a adequar os custos de pessoal da empresa às exigências da Aneel.

Provas este ano

O objetivo da Celesc é realizar o novo concurso para repor 230 profissionais na segunda quinzena de novembro. Segundo o diretor André Rezende, é preciso esperar a saída efetiva dos empregados para planejar o concurso, aprovar no conselho de administração e realizar as provas. Ele adianta que não serão contratados profissionais para as áreas meio, como assistente administrativo. A empresa terá um grupo de trabalho que fará um benchmarking (estudo comparativo) com outras empresas do setor no país para definir um novo plano de cargos e salários. Os critérios são mais rígidos porque o conselho da estatal não quer a repetição de algo semelhante ao PDV de 2002, quando a empresa demitiu mais de mil e, um ano e meio depois, contratou o mesmo número.


Posthaus faz cinco anos e aumenta vendas em 73%

25 de setembro de 2012 0

As vendas pela internet vão de vento em popa, com avanço expressivo dos produtos de moda. O portal blumenauense Posthaus.com, especializado  em produtos de moda e que está completando cinco anos hoje, obteve crescimento de 73% das vendas de janeiro a agosto deste ano frente ao mesmo período do ano passado. Registrou, no período, mais de 20 milhões de visitas e vendeu 1,4 milhão de produtos. O tempo de permanência no site também é alto. As pessoas ficam, em média, de 8 a 10 minutos. No Brasil, no primeiro semestre, as vendas pela web faturaram R$ 10,2 bilhões, 21% mais do que no mesmo período de 2011. Segundo a diretora comercial do Posthaus, Taisa Bornhofen, o sucesso é resultado de muito aprendizado e avanço de processos. Inclui informação de detalhes, dicas para combinar, rastreamento do produto e rapidez nas entregas.

- Aplicamos as melhores práticas de comércio eletrônico, aliadas à nossa experiência de vender roupas à distância, atividade que já mantínhamos desde 1983. Desde o início, uma das ferramentas que mais valorizamos são as fotos, que fazemos em nosso estúdio próprio, com riqueza de detalhes para dar mais informação a quem está navegando _ disse a diretora comercial da empresa.

Entre as razões do sucesso das vendas do Posthaus estão a descrição completa do produto, alternativas para combinar, tabela de medidas, provador virtual, vídeos e áudio sobre os produtos, entrega no prazo estipulado, carga rastreada. A empresa oferece, também, novidades que acabaram de ser lançadas e itens de liquidação que são sobras de coleções e recebem descontos agressivos. Taisa também observa que, entre as vantagens de comprar em loja virtual está o fato de poder fazer a compra em qualquer hora, passar uma única vez no caixa e receber em casa ou no local de trabalho.  

Aniversário com promoção

A marca de cinco anos de atividades será comemorada hoje com uma série de promoções, sorteio em mídias sociais, concurso cultural e brindes para todos os pedidos durante o mês.

PDV da Celesc vai custar R$ 245,1 milhões

24 de setembro de 2012 0

A Celesc comunicou ao mercado, hoje, por fato relevante, que o programa de demissão voluntária (PDV) que está realizando vai custar R$ 245,1 milhões, sendo R$ 161,8 milhões no terceiro trimestre deste ano. Estão se desligando 734 empregados, que representam 20% do total do quadro efetivo da companhia. Veja mais detalhes abaixo.

FATO RELEVANTE

Plano de Demissão Voluntária – PDV

CENTRAIS ELÉTRICAS DE SANTA CATARINA S.A. (CELESC), sociedade anônima de capital aberto, com ações negociadas na BM&FBOVESPA, em cumprimento ao disposto na Instrução CVM 358/2002 e no artigo 157 da Lei no 6.404/76, em atenção às regras de Governança Corporativa e, em complemento ao Comunicado ao Mercado divulgado em 25 de maio de 2012, comunica aos acionistas e ao mercado em geral quanto aos impactos do Plano de Demissão Voluntária – PDV proposto aos empregados da subsidiária integral Celesc Distribuição S.A.:

 - Investimento total bruto, a valor presente: R$245,1 milhões

- Inscritos: 734 empregados (20,2% do quadro efetivo atual)

- Período de desligamento: entre novembro/2012 e junho/2013

O impacto do PDV no resultado do mês de setembro (3T12) da Celesc Distribuição S.A., após efeitos tributários, será de R$161,8 milhões. Com a efetividade do Plano, a economia bruta gerada estimada é de R$579,0 milhões, podendo alcançar o montante anual de R$159,2 milhões até o término do plano, previsto para meados de 2018.

Este Programa faz parte da estratégia da Empresa de adequação de seus custos operacionais, otimização dos processos e melhoria dos indicadores com vistas à agregação de valor aos acionistas.

Florianópolis, 21 de setembro de 2012.

André Luiz de Rezende

Diretor de Relações com Investidores, Controle de Participações e Novos Negócios

Um Google de negócios

24 de setembro de 2012 0

O ClicBusiness, rede para compras eletrônicas empresariais que funciona como um Google para negócios, criada na Paradigma, de Florianópolis, agora virou empresa. Denominada ClicBusiness Software SA, recebeu aporte de R$ 1,8 milhão do Fundo SC. O idealizador do novo negócio, Gérson Schmitt, projeta faturamento bilionário para o futuro. A estreia será em outubro.

Como o ClicBusiness começou?

Gérson Schmitt – Em 2008, nós anunciamos a alguns clientes que tínhamos a intenção de criar uma rede de negócios para conectar portais de compras eletrônicas. Eles gostaram, criamos um grupo de usuários e, em 2009, nós começamos, junto com esses clientes, a fazer o desenvolvimento do projeto até 2011, quando colocamos no ar a primeira versão. E, 18 meses depois, chegamos a 17 portais, mais de 200 unidades comprando eletronicamente e mais de 60 mil fornecedores no banco de dados. Além disso, temos uma lista de serviços para executar.

Por que criar uma nova empresa?

Schmitt – O projeto deu muito certo. Por isso decidimos abrir a nova empresa, a ClicBusiness Software SA. Outra razão é que ela tem uma natureza diferente da Paradigma, que é uma empresa de tecnologia de plataforma de software. A ClicBusiness é de relacionamento de portal. Os portais conectados a ela já movimentaram R$ 20 bilhões.

Vocês terão aporte de capital?

Schmitt – A ClicBusiness fez spin off (se tornou empresa) em julho e, este mês está recebendo aporte do Fundo SC, composto por recursos da Finep, Celos, SCPar, Intelbras, WEG e outros. Também há a administradora mineira FIR e a BZPlan, de SC. O fundo vai entrar com R$ 1,8 milhão, o que dá uma participação de 18%. Avaliaram o nosso negócio em R$ 10 milhões.

É um projeto pioneiro?

Schmitt – Acreditamos que é um projeto pioneiro. Estivemos na Europa, EUA e pesquisamos pela internet. Até agora, não encontramos nenhuma rede de colaboração de negócios na área de portal de compras. No início do ano que vem, estaremos com a primeira versão comercial robusta do sistema. Com sede no Corporate Park, a empresa será inaugurada em outubro. O modelo é uma espécie de Google para negócios. Quem busca fornecedor na internet sabe o sofrimento que é. Num processo de compra é lento e improdutivo. E nós estamos colocando os fornecedores à disposição. Começamos o trabalho com a Totvs este ano. Ela já fez cinco vendas.

Quanto vai custar aos usuários?

Schmitt – Só vamos começar a cobrar no mês de outubro ou novembro. Os clientes vão receber usuário e senha para acesso e pagarão mensalidade de R$ 90, menos de R$ 1 mil por ano. No início haverá uma promoção. A Totvs, nossa parceira, tem 26 mil ERPs. Se 40% desses clientes aderirem ao ClicBusiness 40%, teremos receita superior de R$ 1 bilhão em alguns anos.

Como está a Paradigma?

Schmitt – Muito bem. Vai crescer 40% este ano e faturar R$ 12 milhões. Estamos bem no mercado e temos clientes que estão nos levando para o exterior. Já estamos no México e na Colômbia.

Empreendedor

O empresário Gérson Schmitt, 51 anos, nasceu na Ilha de SC. É administrador pela Esag, tem mestrado em Administração pela FGV/SP e curso na Escola de Economia de Estocolmo, na Suécia. Além de fundador da Paradigma e da ClicBusiness, presidiu a Battistella e foi diretor do grupo Dass. Hoje, também preside a Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes).

Aventureiro

Adepto de passeios junto à natureza, com frequência Gérson convida os filhos para acompanhá-lo em caminhadas. É casado com Judith Schmitt, pai de Camila e Pedro Henrique. Com 18 anos e estudando Medicina, Camila é mais urbana. Mas Pedro Henrique, 14 anos, é companheiro para percorrer trilhas na Ilha ou fazer passeios junto à neve na Patagônia. O empresário já fez viagem ao Canadá, com amigos, para andar de snowmobil (moto na neve).

Darwinista

A natureza também dá aulas de gestão, na avaliação de Gérson Schmitt, que é atento ao darwinismo. – Eu acredito nas coisas que a gente aprende com a natureza. Eu adoto a política do tubarão para as decisões do dia a dia. O tubarão é o animal mais bem-sucedido da história.Tem sensores bons para olfato, visão e percebe uma presa a quilômetros. Para chegar até ela, ele faz uma somatória de pequenos erros, mas atinge seu objetivo. A gestão eficaz também é assim – compara. Schmitt recusou convites para presidir empresas para focar o projeto pessoal.

Anac diz que Trip faz pousos de "alto risco" em SC

23 de setembro de 2012 1

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) apurou que a companhia aérea Trip adota procedimento de pouso de alto risco em aeroportos brasileiros sem autorização prévia para realizá-los. A agência, que já proibiu os procedimentos, disse que esses pousos foram feitos em aeroportos catarinenses como os de Joinville e Criciúma. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo deste sábado. Segundo a reportagem, a Anac recebeu denúncia anônima de que a empresa estava adotando a técnica de pouso denominada RNAV Approach. Conforme o professor de Ciências Aeronáuticas da PUC-RS, Ênio Dexheimer, esse voo usa instrumentos de precisão como o GPS e, por isso, permite à empresa voar a alturas mais baixas antes do pouso. A alternativa seria para reduzir custos e até pousar em condições adversas, de maior risco, que não são autorizadas pela Anac.

A agência abriu um processo contra a Trip e proibiu esse tipo de pouso. A companhia está negociando uma fusão com a Azul que deverá ser concretizada até o final deste ano. Diretor da Azul informou que o procedimento RNAV Aprooach é adotado para melhorar a segurança. Além dos aeroportos de Criciúma e Joinville, a Trip também opera nos terminais de Florianópolis e Chapecó.

Governo de SC oferece deságio para pagamento de precatórios

20 de setembro de 2012 1

Como lei nacional obriga o pagamento dos precatórios até 2024, o governo catarinense oferece R$ 7,9 milhões para o pagamento desses débitos com deságio. Confira o texto divulgado pela Procuradoria Geral do Estado:

Acordo para precatórios

“O Estado de Santa Catarina está colocando R$ 7,9 milhões à disposição dos detentores de precatórios que aceitem receber seu crédito com deságio. A medida fundamenta-se na Emenda à Constituição Federal Nº 62/2009, que obriga os estados a quitar todos os precatórios da administração direta e indireta até 2024.

Para isso, foi publicado no Diário Oficial do Estado, nesta quarta-feira (19) o edital de convocação dos credores de precatórios interessados em celebrar acordo direto para pagamento à vista. No documento constam os recursos disponíveis pelo Estado para a negociação, junto com os percentuais do deságio, que vão de 75% a 50%, em gradações de 5% em 5%. Os interessados poderão se inscrever e optar por um desses percentuais.

Criada pelo Decreto Nº 901/2012, a Câmara de Conciliação de Precatórios, vinculada à Procuradoria Geral do Estado (PGE), será responsável por fazer os acordos e é composta pelos procuradores do Estado Ricardo de Araújo Gama (presidente) e Bruno de Macedo Dias, além da servidora da Secretaria da Fazenda Rosilene Eller. Precatórios são ordens judiciais para pagamento de débitos da Fazenda Pública – federal, estadual ou municipal. Atualmente, o débito do Estado com precatórios é de aproximadamente R$ 1,2 bilhão, relativos a 2,1 mil processos.

Os precatórios que tiverem maior deságio terão prioridade no pagamento. Por exemplo: no atual edital, o Estado está disponibilizando R$ 4,3 milhões para pagamento de precatórios da administração direta (os restantes R$ 3,6 milhões são para a administração indireta).

Num caso hipotético, os precatórios inscritos com deságio de 75% somam R$ 2,3 milhões e são os primeiros a garantir o recebimento. Sobram R$ 2 milhões para aqueles com deságio de 70%, cujas propostas, na mesma hipótese, chegariam a R$ 1 milhão. A verba restante, R$ 1 milhão, ficaria à disposição para o pagamento daqueles créditos com deságio de 65%, e assim, sucessivamente. Se o valor disponibilizado pelo Estado for liquidado nos percentuais anteriores, quem colocou deságio menor não será contemplado, mas poderá se inscrever no próximo edital, mantendo o mesmo percentual ou apresentando um novo deságio. A previsão é que devam ser lançados editais de convocação a cada quatro meses.

Atendendo à legislação, em 2012 o Estado de Santa Catarina disponibiliza mensalmente R$ 3,7 milhões para saldar a dívida com precatórios. A partir do atual edital, a metade desse valor será destinada ao pagamento pela ordem cronológica dos débitos e os outros 50%, para os acordos feitos através da Câmara de Conciliação. Em 2013, os recursos disponibilizados devem chegar a R$ 8 milhões por mês.

Inscrição protocolada na PGE

Além da publicação no Diário Oficial do Estado, a íntegra do Edital 01/2012 e o modelo de requerimento para habilitação podem ser acessados no site www.pge.sc.gov.br, na página inicial, na coluna à esquerda, “Conciliação de Precatórios”. A inscrição do credor, com a escolha do deságio, deverá ser protocolada pessoalmente na sede da PGE, na Capital, e dirigida à Câmara de Conciliação de Precatórios. O período de inscrição é de 25 de setembro a 24 de outubro de 2012.

Após prazo para eventuais recursos, a Câmara publicará Edital de Classificação e Intimação, no qual indicará a classificação definitiva dos grupos, os pedidos de habilitação deferidos e a intimação dos credores e advogados dos contemplados para firmarem o termo de acordo, cuja minuta será disponibilizada no site da PGE/SC.

Após a realização do acordo, a Câmara de Conciliação encaminhará ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina a documentação, para que este efetue o pagamento ao detentor do precatório, com os recursos depositados na conta especial, de acordo com o Artigo Nº 97, das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição Federal. Do valor final a ser pago ao titular do precatório haverá o desconto correspondente ao Imposto de Renda, à contribuição previdenciária e demais encargos legais”.

Conab consegue leiloar novos fretes de milho

20 de setembro de 2012 0

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realizou hoje mais um leilão para frete de milho do Mato Grosso para estados produtores de aves e suínos, como Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Minas e outros. O primeiro lote, de 14,96 mil toneladas, teve 73,40% de negociação. O segundo, de 15,05 mil toneladas, teve negociação para 64,81%. O diretor de Operações e Abastecimento da Conab, Marcelo Melo, avaliou o resultado como excelente. Segundo ele, a Conab realiza semanalmente leilão com oferta média de 30 mil toneladas. Na próxima sexta haverá novo leilão de transporte para 75 mil a 100 mil toneladas.