Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

SC potência de moda

24 de novembro de 2012 0

A indústria têxtil, com trajetória superior a 130 anos, constituiu a base para Santa Catarina responder, hoje, por 40% da moda brasileira. Dos 20 maiores grupos do setor no Brasil, oito são catarinenses, entre os quais, Hering, AMC Têxtil, Malwee, Marisol, Dudalina e Havan. Para o presidente do movimento Santa Catarina Moda Contemporânea (SCMC), Cristiano Buerger, as perspectivas atuais, com possibilidade de crescer dois dígitos por ano em função do bônus demográfico, colocam um desafio ao Estado: aproveitar para avançar no conceito de moda.

Este é o foco do trabalho sétimo ano do SCMC, que está sendo apresentado hoje no P12, em Jurerê Internacional. A proposta é definir uma identidade de moda para SC com base no Resort Culture, ou seja, no estilo de vida no Estado, com preservação ambiental e baladas internacionais. O evento, com etapa na Fiesc, coloca o desafio de uma maior participação da entidade. O Fashion Rio teve investimento de R$ 18 milhões da Firjan. O SCMC tem R$ 800 mil/ano.

Atenção à sustentabilidade

Em painel internacional, ontem, na Fiesc, o SCMC focou inovação e sustentabilidade. Nancy Hales, da Portland State University, falou sobre as interações com a iniciativa privada e as razões que levaram a cidade americana a focar a preservação ambiental. Outro palestrante foi Scott Hamlin, fundador da Looptworks, empresa que produz bolsas de luxo com retalhos industriais. Na foto, criação do Senai Joinville para a Karsten, com estampas do artista Luciano Martins focando um ambiente praiano catarinense.

Comentários

comments

Envie seu Comentário