Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Morre o professor Stemmer, protagonista da excelência da UFSC

12 de dezembro de 2012 16

O professor Caspar Erich Stemmer, 82 anos, ex-reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, faleceu hoje, às 10h, em Florianópolis. Natural de Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, ele veio para Santa Catarina para implantar, a partir de 1962, o curso de Engenharia Mecânica da instituição e traçou as linhas que o tornaram o melhor do Brasil até hoje. Os graduados no curso estão entre os profissionais mais procurados por empresas gigantes do Brasil, como a Embraer, a WEG e outras, e, também, têm colocação fácil em países do Primeiro Mundo. Na foto, o professor (E) com o governador Raimundo Colombo, no ano passado.

Caspar Stemmer foi reitor da UFSC e exerceu outras atividades. Ontem, a Fundação de Amparo à Tecnologia do Estado (Fapesc) entregou prêmio de inovação que leva o seu nome. O professor estava hospitalizado há vários meses. Deixa viúva, três filhos, noras e quatro netos. O sepultamento será nesta quinta-feira, às 10h, no Cemitério Jardim da Paz, em Florianópolis.

Sepultamento às 10h

O sepultamento do professor Stemmer será às 10h desta quinta e não às 8h, como este blog informou ontem.

Um professor brilhante

O engenheiro Caspar Erich Stemmer, que faleceu devido a consequências do mal de Parkinson, mostrou que a educação, mesmo com recursos limitados, pode fazer uma revolução econômica e social com benefícios que se multiplicam por tempo indeterminado, no mundo todo. Dois exemplos são empresas catarinenses líderes globais. O consumo menor de energia de refrigeradores no Japão, Europa e EUA, por exemplo, resulta da sólida parceria de pesquisa entre a UFSC e a Embraco, firmada há 30 anos com base na semente que ele plantou de incentivo à pesquisa pela instituição, em parceria com empresas. O mesmo ocorre com a WEG, que é líder mundial em motores elétricos com baixo consumo de energia.

Boa parte do conhecimento diferenciado de gestão da educação Stemmer obteve na universidade de Aachen, na Alemanha, onde cursou especialização com uma bolsa da Fundação Rotária. A estratégia vitoriosa, que resultou no melhor curso de Engenharia Mecânica do país e outros cursos relevantes na UFSC incluiu dedicação integral de professores e alunos, exigência de alto nível educacional, formação de professores no exterior e aproximação com o mercado. Com seu fusquinha, Stemmer ia pessoalmente conversar com empresas no interior de Santa Catarina para saber o que elas precisavam do mundo de pesquisa e desenvolvimento. Um exemplo a ser seguido.

Hospital e Parque Alfa

Além de fundar cursos de graduação e mestrado em engenharia, Stemmer também concluiu o Hospital Universitário e liderou a construção do Parque Tecnologico Alfa, um projeto do governo de Vilson Kleinubing proposto pelo professor Carlos Alberto Schneider. Sérgio Gargioni, que foi seu aluno e, depois, colega de departamento, disse que Stemmer era um trabalhador incansável.

“Só o tempo dirá”

Depoimento do fundador da Dígitro e ex-presidente da Fiesc, José Fernando Xavier Faraco, sobre o legado do professor Stemmer

_ Bem, lá se vai parte expressiva da história da UFSC, obra que imortaliza a enorme contribuição que deu o Profº Gaspar Erich Stemmer ao crescimento econômico e social de SC; Só o tempo dirá o real valor da dívida que este Estado terá para com ele.
Repousará no Panteão dos grandes nomes da história brasileira, por reconhecimento voluntário ou por incontornável conhecimento das evidências.
Que Deus o receba em posição destacada _ disse. 

Homenagem de ex-alunos

O professor Caspar Erich Stemmer recebeu diversas homenagens nos últimos anos. Uma delas foi da turma de 1974 de graduação em Engenharia Mecânica, que comemorou jubileu de 35 anos de formatura em 2009. Ao centro, de terno cinza, o guru Stemmer. Além dos graduados, os professores Arno Blass (primeiro à esquerda, em pé) e o professor Sérgio Gargioni (primeiro à esqueda, à frente).

 

 

 

 A trajetória do professor Stemmer

(Material divulgado pela assessora da Fapesc, Heloísa Dallanhol) 

Em sua trajetória profissional, seja na qualidade de engenheiro, de executivo de empresa, de empresário, de professor universitário, de gestor de órgão governamental ou de gestor da comunidade científica, Caspar Erich Stemmer teve uma atuação intensiva e multiplicadora em prol da competitividade da indústria brasileira, por meio da inovação tecnológica e da melhoria dos processos produtivos e de gestão institucional.

Stemmer iniciou sua carreira acadêmica na UFRGS, ministrando a disciplina “Construção de Máquinas” do curso de engenharia mecânica. A partir de 1964, passou a vir a Florianópolis, na qualidade de professor regente, responsável pela implantação da disciplina de Vibrações Mecânicas na UFSC; já como professor efetivo, pode aqui introduzir uma série de medidas que viriam a ser adotadas como regras em muitas outras universidades. Em pouco tempo, Stemmer tornou-se Diretor da Escola de Engenharia Industrial da UFSC.

Algumas idéias e contribuições introduzidas para o ensino de engenharia em Florianópolis: estágios obrigatórios curriculares para todos os alunos; estabelecimento de parcerias com empresas; convênios internacionais que possibilitaram a capacitação de laboratórios e bibliotecas; estímulos diversos ao aperfeiçoamento cultural dos alunos; criação da Fundação do Ensino da Engenharia em Santa Catarina, a primeira fundação universitária da UFSC e que viabilizou os repasses de recursos de diversas fontes destinados à implantação do curso de Engenharia Elétrica; descentralização do vestibular em várias cidades do estado para os cursos de engenharia.

 Stemmer – Reitor da UFSC

Em 1968, Stemmer instituiu uma comissão para elaborar o projeto de um mestrado em engenharia mecânica na Escola de Engenharia. Em 1971, organizou em Florianópolis, o Simpósio Nacional de Engenharia Mecânica. Este evento se tornou bienal, e já encontra-se na 20ª edição, tendo sido transformado em Congresso Internacional de Engenharia Mecânica. Fruto dos primeiros eventos, fundou-se em 1975 a Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas.

De 1976 a 1980, foi Reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, administrando a instituição de forma marcante. Durante sua gestão, diversos cursos foram criados, dentre os quais arquitetura, computação, psicologia, jornalismo, nutrição, engenharia sanitária, engenharia de alimentos, engenharia química, engenharia de produção, e diversos bacharelados, assim como o primeiro curso de doutorado da UFSC, em engenharia mecânica.

Construção do Celta

Após seu mandato de reitor, Stemmer retornou ao Departamento de Engenharia Mecânica, novamente como Chefe do Departamento.

O Pólo Tecnológico da Grande Florianópolis (TECNÓPOLIS), hoje uma referência nacional, tem sua origem e base de conhecimento calcado na área tecnológica da Universidade Federal de Santa Catarina. Neste contexto, Stemmer criou as condições para o estabelecimento da Fundação CERTI, foi gestor de uma das empresas âncora do pioneiro processo de incubação de empresas e foi o Secretário Executivo do TECNÓPOLIS, em sua fase de implantação formal.

No âmbito da administração federal, foi um estrategista e realizador de ações fundamentais a favor do desenvolvimento tecnológico. No MEC-PREMESU, empenhou-se pela modernização dos laboratórios universitários. No MCT, teve papel fundamental na implementação dos programas PADCT e RHAE, ambos visando primordialmente à inovação tecnológica e à formação de recursos humanos de interesse de áreas estratégias da economia/indústria brasileira.

Em 1999, já aposentado da UFSC, o Conselho Universitário outorgou ao Stemmer o título de Professor Emérito, reconhecimento que se juntou a outros tantos que recebeu, dentre os quais os graus de Comendador e de Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico, assim como de Cidadão Honorário de Florianópolis, título concedido em 1999.

Recentemente, Prof. Stemmer recebeu a condecoração Anita Garibaldi, concedida pelo Governo do Estado de Santa Catarina, em reconhecimento a sua brilhante e bem-sucedida trajetória profissional.

 CURRICULUM REDUZIDO

Engenheiro Mecânico‐Eletricista e Engenheiro Civil , graduado em 1953 na Escola de Engenharia da UFRGS

  • Especialista pela Technische Hochschule Aachen – Alemanha, formado em 1958
  • Coordenador do Programa de Expansão e Melhoramento das Instalações do

Ensino Superior do Ministério da Educação e Cultura, Brasília, de 1974 e 1976

 Secretário Executivo  do Ministério da Ciência e Tecnologia, de 1994 a 1995

  • Secretário da Secretaria de Desenvolvimento Científico do

Ministério da Ciência e Tecnologia, 1995.

  • Professor Titular do Curso de Engenharia Mecânica, UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), de 1979 a 1997
  • Diretor do Centro Tecnológico da UFSC, de 1970 até 1974
  • Reitor da UFSC – de 1976 até 1980
  • Chefe do Departamento de Engenharia Mecânica, 1992 a 1994.

 PARTICIPAÇÃO EM SOCIEDADES CIENTÍFICAS E/OU PROFISSIONAIS

  • Academia Nacional de Engenharia
  • Associação Catarinense de Engenheiros
  • Associação Alemã de Engenheiros VDI – Verein Deutscher Ingenieure
  • Associação Brasileira do Ensino de Engenharia
  • Associação Brasileira de Ciências Mecânicas – Membro Honorário
  • American Society for Engineering Education

 DISTINÇÕES, PRÊMIOS, PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS

  • Medalha da Inconfidência, concedida pelo Governo de Minas Gerais, por serviços

prestados a UFMG, em 1976.

  • Professor Honorário da Universidade Autônoma de Guadalajara – México e sua Escola de Engenharia, título concedido em 1977.
  • Medalha “Andrés Bello” da Universidade do Chile, concedida em 1979.
  • Homenagem pela denominação de nova espécie de Mirtacea com o nome de Myrcia Stemmeriana – Flora Ilustrada Catarinense, 1977.
  • Cidadão Honorário da Rheinische – Westfalische Technische Hochschule de Aachen, República Federal da Alemanha, 1980.
  • Prêmio “Anísio Teixeira”, concedido em 1986 pela CAPES, por relevantes serviços prestados à educação.
  • Medalha da Ordem de Rio Branco no grau de Comendador – Itamaraty, Brasília, 1987.
  • Membro da Comissão de Instalação da Faculdade de Tecnologia da Universidade de Brasília, 1966.
  • Título de Professor Emérito, concedido em 1993, por ocasião dos “200 anos de Ensino

Regular de Engenharia no Brasil” – CREA/RJ, IME, UFRJ.

  • Admitido na Ordem Nacional do Mérito Científico na classe de Comendador, em 1996.

       . Admitido na Ordem do Mérito Naval, no grau de Oficial em 1996.

  • Título de Professor Emérito, concedido pelo Conselho Universitário da UFSC, em 1999.
  • Cidadão Honorário de Florianópolis, título concedido em 1999.
  • Condecoração Anita Garibaldi, concedida pelo Governo do Estado de Santa Catarina, em 2009.
  •  

LIVROS

  • “Projeto e Construção de Máquinas” Editora Globo, Porto Alegre, 1974

“Ferramentas de Corte I e Ferramentas de Corte II

Comentários

comments

Comentários (16)

  • João Lidio Sprada diz: 12 de dezembro de 2012

    Excelente amigo.Vai deixar saudades para família, amigos e para a UFSC.

  • Carlos Loch diz: 12 de dezembro de 2012

    Prof Caspar Erich Stemmer é uma hnanimidade dentro da comunidade academica, quanto a grande referencia que ee representa para nós professores, funcionarios e alunos. Temos que agradecer a Deus por ele ter nos dado um colega professor e reitor da Nossa UFSC. É nesta hora que precisamos agradecer por existir referencia humanas e profissionais como prof Stemmer como era conhecido
    Procurem saber ujm pouco do que este homem dedicou a vida por esta Universidade
    Para saber mais quanto ao prof Stemmer, procurem os livros da Historia da UFSC, procuremno Google,que terão uma noção de quem foi e sempre será o amigo Caspar Stemmer

    Atenciosamente

    Carlos Loch
    Prof do Depto de Engenharia Civil da UFSC

  • JOÃO JÚLIO DOS SANTOS diz: 12 de dezembro de 2012

    Está de luto a Engenharia Catarinense pelo falecimento de um dos mais importantes fundadores da UFSC e em especial dos cursos de engenharia, o professor Caspar Eric Stemmer. Como reitor e professor renomado só engrandeceu o ensino no Centro Tecnológico. Sua esposa, Dona Helena Stemmer também admirada ex-professora da engenharia civil, sempre foi muito respeitada pelos conhecimentos em estabilidade das construções. Uma grande perda para a Tecnologia de Santa Catarina e UFSC.

  • Antônio Carlos Scherer diz: 12 de dezembro de 2012

    Estou orgulhoso de ter sido discípulo de um mestre tão inovador e realizador.
    Vivera na memória de todos os formados, professores e colaboradores da UFSC.
    Scherer.

  • Erwin W. TEICHMANN diz: 12 de dezembro de 2012

    Uma pessoa fantástica, tive a oportunidade de ser seu aluno, uma experiência que me marcou por toda a vida. O estado de Santa Catarina e o país devem muito a ele. Descanse em paz Prof. Stemmer.

  • Marcelo Felipe Custodio diz: 12 de dezembro de 2012

    GRANDE PERSONALIDADE. COM ELE APRENDI MUITO. UMAS DAS PRINCIPAIS LEMBRANÇAS QUE TENHO E SOBRE OS TEMPOS PRIMÁRIOS E SECUNDÁRIOS RELACIONADOS A PRODUÇÃO. MUITAS SAUDADES, MEU SABIO PROFESSOR. QUE DEUS ESTEJA CONTIGO. ENG. MARCELO/ ALUNO DA UFSC 1982/2 DE PORTO ALEGRE PARA FLORIANÓPOLIS

  • Paulo ms coelho santos diz: 13 de dezembro de 2012

    Meu primeiro contato com o Prof. Stemmer ocorreu em 1985 na disciplina de Processos de Fabricação I, ferramentas de corte. A paixão e o amor que tinha pelo assunto e sua preocupação em transmitir o conhecimento já demonstrava sua generosidade e o cuidado na formação de seus futuros sucessores. Meus pesames a todos os seus familiares!

  • SERGIO BAYESTORFF diz: 13 de dezembro de 2012

    FOI MEU PRIMEIRO REITOR, AHHHHHHH QUE SAUDADE.FAZ MUITA FALTA NOS DIAS DE HJ.

  • Milton Pereira diz: 13 de dezembro de 2012

    Uma grande perda… Exemplo como profissional e como pessoa. Um mestre cativante, sempre disposto a transmitir seus conhecimentos… A Engenharia de SC deve muito às suas realizações. Descanse em paz!

  • Alexandre d´Avila da Cunha diz: 13 de dezembro de 2012

    O Setor Tecnológico Catarinense perde um dos seus maiores incentivadores. Visionário, deixa um legado que é base do sucesso que o setor vem alcançando.

  • Mario Luiz Rambo diz: 13 de dezembro de 2012

    Como aluno da Engenharia Civil e de sua esposa Maria Elena,tornou me possivel conhecer e admirar este grande Brasileiro de 80 a 85 na UFSC; Santa Catarina lhe deve muito pelo seu espirito visionario e empreendor. Que Deus conforte a famila e a todos nós pela sua ausência.
    Mário Luiz Rambo
    Rotariano do Rotary Camboriu Norte

  • Nuno Lopes da Costa diz: 13 de dezembro de 2012

    Sou um previlegiado por ter sido aluno do professor Stemer, grande figura humana e apaixonado pelo que fazia. Suas obras ficam no patrimonio do estado de Santa Catarina e principalmente da cidade que amava, Florianópolis.
    Descanse em Paz PROFESSOR!

  • Telesforo Liz de Oliveira diz: 13 de dezembro de 2012

    À família, em especial a ProfªMaria Elena, deixamos aqui o carinho e o abraço fraterno, por ter tido como professores pessoas tão abnegadas ao ensino da engenharia, base sólida de tantos engenheiros, que como eu dependia da escola pública de qualidade, das parcerias da UFSC,e da repercusão positiva do curso para contruidas por esta família,para acessar o mercado.Que Deus os conforte por esta perda que também é nossa, catarinense.

  • Camilo Petter Hoss diz: 13 de dezembro de 2012

    Prof. Stemmer como era conhecido em toda UFSC, foi um grande exemplo de pessoa, proferssor, mestre e reitor. Só quem o conheceu sabe de sua grandeza indiscritivel.
    Com simplicidade e sabedoria conduzir os trabalhos.
    Tive a oportunidade de conhece-lo nos anos 80 e depois em varias oportunidades de estar com ele.Fez grandes contibuições na pesqusa e no governo federal,
    Que Deus o abençoe e dê muita paz, e um descanço em PAZ.

  • José Antonio Carlos Pereira diz: 17 de dezembro de 2012

    Prof. Stemmer, além de todo o seu conhecimento na área de Eng. Mecânica, enquanto Reitor da UFSC, mostrou na prática sua capacidade administrativa, até nos pequenos detalhes como higiene e Limpeza do Campus. Um Homem de enorme valor para o serviço público, a quem devo a honra de ter estudado Engenharia no seu período na UFSC. Devemos seguir seus exemplos como homem público.

  • Eng.° Evandro Francisco FARINA diz: 17 de dezembro de 2012

    Tive a honra de ser aluno deste excelente Professor: CASPAR ERICH STEMMER, na disciplina de Processos de Fabricação I – Curso de Engenharia Mecânica, Turma 1986/1. Até hoje tenho lembranças de seu entusiasmo, extremo conhecimento e permanente bom humor… Além de tudo que fez e aconteceu nesta vida, e de forma BRILHANTE, ainda ministrava aulas… QUE COMPETÊNCIA… Que sirva de exemplo para as futuras gerações…

Envie seu Comentário