Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de fevereiro 2013

Banco do Brasil fará concurso para escriturário

28 de fevereiro de 2013 0

O Banco do Brasil divulgou hoje o edital do concurso para formação de cadastro de reserva no cargo de escriturário em seis estados: Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Amazonas, Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. As inscrições serão abertas no dia 14 de março e podem ser feitas até 12 de abril, no site da Fundação Carlos Chagas, organizadora do concurso, ou nos postos credenciados, estarão em funcionamento no período das inscrições, em dias úteis, das 9h às 12h e das 13h às 17h. A taxa de inscrição custará R$ 40 e o pagamento poderá ser feito até o dia 12 de abril.

Presidente da EPL vem para SC discutir ferrovias

28 de fevereiro de 2013 0

O presidente da EPL, a Empresa de Planejamento e Logística do governo federal, Bernardo Figueiredo, confirmou presença em reunião do Fórum Parlamentar Catarinense, na Fiesc, dia 15 de março, para discutir projetos de ferrovias ao Estado. O evento, que começará às 14h30min, contará com três palestras. O diretor de Infraestrutura Ferroviária do Dnit, Mário Dirani, falará sobre a Ferrovia Litorânea, o diretor de operações da Valec Engenharia Construções e Ferrovias, Bento José de Lima, fará palestra sobre um novo modelo ferroviário, e Bernardo Figueiredo falará sobre os projetos lançados pelo governo.

O evento contará com a participação, também, do coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense, Décio Lima; o presidente da Frente Parlamentar Mista das Ferrovias, Pedro Uczai; e o presidente da Fiesc, Glauco José Côrte. 

A onda do setor de veículos do Norte catarinense

28 de fevereiro de 2013 0

A inauguração da moderna fábrica de motores da General Motors, ontem, em Joinville, considerada a mais ecológica do mundo, marca o início da entrada em operação de uma onda de investimentos no setor de veículos no Norte do Estado. Além da unidade da GM, que vai empregar até 1,5 mil trabalhadores, foi lançada a pedra fundamental da fabricante de tratores coreana, a LS MTron, em Garuva, e a Marcopolo Caio/Induscar formalizou proposta  de aluguel da fábrica da Busscar, em Joinville. E, em breve, deve ser assinado o acordo entre a BMW e o governo do Estado, para a instalação de montadora em Araquari. Todos esses negócios vão aquecer a economia da região e do Estado nos próximos 20 anos, ampliando oportunidade de novas empresas, tanto no setor fabril, quanto em comércio e serviços. Esse boom automotivo também deve elevar o salário médio dos trabalhadores do setor.

A proposta da Marcopolo Caio/Induscar chega ao mesmo tempo em que os ex-trabalhadores da Busscar estão se organizando para formar uma cooperativa para retomar a produção. Mas, considerando o perfil do setor de carrocerias de ônibus, que é intensivo em capital, as dificuldades para ter empresa no Brasil e o fato de que a Marcopolo é a maior fabricante de ônibus do mundo, pode ser melhor para os trabalhadores abrir mão de criar a cooperativa Cooperbuss para continuar produzindo e optar por serem empregados no projeto de locação. O consórcio propõe pagar R$ 300 mil por mês e contratar entre 500 e 600 funcionários para trabalhar na empresa, segundo informações do jornal A Notícia.  

Joy Joy Bistrô muda para o Centro de Florianópolis

28 de fevereiro de 2013 0

Um dos destaque da nova gastronomia da Grande Florianópolis, o Joy Joy Bistrot, do Centro Histórico de São José, está mudando de endereço. Vai atuar, a partir do dia 8 de março, na rua Bocaiúva, 2090, Centro da Capital, onde funcionava o Café Riso. O Joy Joy tem cardápio com pratos inéditos e outros preferidos dos clientes da casa. Une técnicas francesas modernas e ingredientes brasileiros.

Após  imersão de dois meses no Institut Paul Bocuse, na França, onde obteve novas titulações, a chef Joyce Francisco promete muitas novidades, incluindo doces e tortas que estarão expostas no café na entrada do bistrot, que funcionará a partir das 7h da manhã.

Falta acesso a portos de Santa Catarina

28 de fevereiro de 2013 0

Coluna de hoje, 28 de fevereiro de 2013

Falta acesso a portos de SC

Industriais catarinenses avaliam que a oferta de portos é suficiente para atender o Estado e que as mudanças previstas na MP dos Portos vão ajudar a ampliar os investimentos, mas alertam que o grande gargalo do setor, no Estado, são os precários acessos aos terminais. Segundo o presidente da Câmara de Transporte e Logística da Federação das Indústrias do Estado (Fiesc), Mario Aguiar, também primeiro vice-presidente da entidade, a limitação dos acessos foi o tema principal da reunião da câmara, realizada ontem, na Capital. Para Aguiar, deveria haver maior rapidez nas obras de acesso. O obstáculo para chegar ao Porto de Itajaí é a falta de uma rodovia específica, que não está finalizada. A chegada ao terminal de Navegantes é limitada pela ausência de duplicação da BR-470.

Para melhorar o acesso ao Porto de São Francisco, falta o anel ferroviário e, ao terminal de Itapoá, uma ligação direta pela BR-101. O que tem melhores condições de acesso é o Porto de Imbituba. Há projetos e obras em andamento, mas a lentidão preocupa. Apesar disso, a nova legislação agradou empresários e investidores, que prevêem mais projetos. Em Santa Catarina, há planos para novos terminais como o de Laranjeiras, em São Francisco do Sul, e o de Balneário Barra do Sul, no Norte do Estado, além de unidades menores em Itajaí.

Academia

Local de frequência de tenistas do Brasil Tennis Cup, que vai até sábado, em Florianópolis, é a academia oficial do evento, a F. Scherer Fitness. Só Venus Williams não apareceu. O sócio Marcelo Scherer disse que são muitos os elogios à qualidade. Pablo Giacopelli, técnico da israelense Schahar Peer, disse que é uma das melhores do mundo. A tenista alemã, Annika Beck (foto), também aprovou a estrutura.

Do Badesc

Depois de repassar R$ 196 milhões e atender 90% das prefeituras catarinenses em 2012, o Badesc, agência de fomento do Estado, lança nova linha para incentivar os investimentos nos municípios, o Badesc Cidades Juro Zero. A meta é atingir 100% das prefeituras. Estão disponíveis R$ 350 milhões para 2013.O total varia de acordo com a capacidade de endividamento de cada município.

Hotéis

A classificação do Ministério de Turismo aos hotéis não pode ser considerada uma prática arcaica, mas uma discussão moderna. Em resposta à crítica do presidente do Sindicato dos Hotéis de SC, Estanislau Bresolin, o presidente do Conselho de Turismo da CNC e da Federação Nacional de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares, Alexandre Sampaio, disse que a classificação é necessária e o setor ansiava por esta iniciativa.

30 bilhões

de reais foi o superávit não financeiro do setor público do país em janeiro. O valor é das contas primárias e exclui receitas e despesas com juros e outros encargos de dívida. A cifra superou a de janeiro de 2012, que ficou em R$ 26 bilhões.

Clientes

O presidente da Câmara de Turismo da Fecomércio, João Eduardo do Amaral Moritz, considera necessária a discussão do novo modelo e adesão dos meios de hospedagem de Santa Catarina. O tema será abordado no próximo encontro dos hoteleiros do Estado, o Encatho, em abril. A classficação dará aos clientes melhores condições de decidir onde se hospedar, especialmente nesta fase de compras pela internet.

E-commerce

O avanço do comércio eletrônico, com vendas de US$ 1 bilhão no mundo em 2012, motivou a abertura da Flexy Negócios Digitais, empresa de tecnologia em Florianópolis especializada em plataforma própria de e-commerce. Os sócios são Marlon Hemkemaier (E), diretor de produto; Juarez Beltrão (C), diretor comercial; e Cristiano Chaussard, diretor de marketing. Beltrão é o presidente da ADVB/SC.

Chevrolet

A inauguração da moderna e sustentável fábrica da GM em Joinville, ontem, dá início à nova fase de dinamismo da economia do Norte catarinense, principal polo metalmecânico do Estado. Em breve, entrará a BMW, acelerando o setor automotivo que produz efeitos positivos na economia. A GM decidiu reforçar a marca Chevrolet.

WEG lucra mais

O Grupo WEG, de Jaraguá do Sul, obteve, em 2012, lucro líquido de R$ 656 milhões, 19% superior ao do ano anterior. A receita líquida consolidada, no período, atingiu R$ 6,172 bilhões, com expansão de 19% frente a 2011. A WEG, que é uma das maiores fabricantes mundiais de motores elétricos, investiu R$ 238 milhões em 2012 e obteve lucro de R$ 183,2 milhões no último trimestre.

Schulz

A joinvilense Schulz, produtora de autopeças e compressores de ar, encerrou 2012 com lucro líquido de R$ 45,9 milhões, 6% inferior ao de 2011. A receita líquida da companhia ficou em R$ 646,5 milhões, 8% menor que a do ano anterior. Segundo a companhia, tanto a conjuntura interna, quanto a externa foram difíceis em 2012.

Ingresso Rápido

O crescimento do mercado de eventos da Região Sul motivou a empresa Ingresso Rápido a atuar também no Estado. Criada em 2006, conta com 68 pontos de venda no país.Em Santa Catarina, vai oferecer venda presenciais nas cidades de Joinville, Blumenau e Florianópolis. Agora, está vendendo ingressos para os shows de Roberto Carlos no site o www.ingressorapido.com.br.

MÍNIS

- O diretor de Cooperação Internacional do governo do Estado, Edson Machado, fez palestra sobre conexão global em evento da associação internacional de estudantes, a Aiesc, realizado em Joinville.

- A rede Cassol Centerlar inaugura, hoje, na Praia Brava, em Itajaí, sua 12ª loja. A nova unidade, que recebeu R$ 15 milhões de investimentos, foi projetada nos moldes sustentáveis.

Errata

 

O e-commerce mundial movimentou, no ano passado, mais de US$ 1 trilhão em vendas e não US$ 1 bilhão, como saiu na nota da coluna de hoje (acima). E para este ano, a projeção é de que as vendas pela internet alcancem US$ 1,25 trilhão no mundo. Os dados são da consultoria eMarketer. No Brasil, as vendas por comércio eletrônico atingiram R$ 24,12 bilhões no ano passado, 29% superior às de 2011. Para este ano, as projeções são de receita de R$ 28 bilhões, 25% mais.


Ingresso Rápido avança com vendas pela internet

27 de fevereiro de 2013 0
O crescimento do mercado de eventos da Região Sul motivou a empresa Ingresso Rápido a atuar também no mercado catarinense. Criada em 2006, conta atualmente com 68 pontos de venda em 11 estados do país. Em Santa Catarina, vai oferecer três pontos de venda presenciais nas cidades de Joinville, Blumenau e Florianópolis. Segundo Luiz Armando Oliveira, diretor da Ingresso Rápido, o consumidor do Sul está descobrindo as vantagens de adquirir ingressos para shows e espetáculos com a comodidade de evitar deslocamentos.
A Ingresso Rápido já atua no mercado catarinense de forma virtual com a venda de entradas para eventos, como o Planeta Atlântida 2013 (em janeiro) e o show de Roberto Carlos que será realizado no dia 06/04, no estádio do Figueirense, em Florianópolis. Os interessados em experimentar o conforto de receber os ingressos para assistir ao Rei, em casa, já podem acessar o  www.ingressorapido.com.br

Cristal Blumenau na Gift Fair

27 de fevereiro de 2013 0

Atenta ao crescimento do mercado de vinhos, espumantes e produtos personalizados de bares e restaurantes, a Cristal Blumenau, tradicional fabricante catarinense do setor, vai lançar produtos na Gift Fair, que será realizada na próxima semana, em São Paulo. Para esta edição, a Cristal Blumenau preparou o  uma coleção de taças para mesa e estará apresentando ao mercado suas diversas linhas de produtos. Conforme o gerente comercial da empresa, Ednaldo Machado, a expectativa é de ótimos negócios. Além disso, a equipe da empresa vai interagir e aprofundar relacionamentos, projetando a produção catarinense.

Lucro da Weg cresce 19% e chega a R$ 656 milhões

27 de fevereiro de 2013 0

O Grupo WEG, de Jaragúá do Sul, obteve em 2012 lucro líquido de R$ 656 milhões, 19% superior ao do ano anterior. A receita líquida consolidada da companhia, no período, atingiu R$ 6,172 bilhões, com expansão de 19% frente a 2011.

A WEG, que é uma das maiores fabricantes mundiais de motores elétricos, sistemas de automação empresarial, soluções para energia e tintas industriais, fechou o último trimestre do ano passado com lucro líquido de R$ 183,2 milhões, 17% maior que o dos mesmos meses do ano anterior e queda de 1% em relação ao trimestre anterior. A receita líquida dos três meses considerados alcançou R$ 1,662 bilhão, com crescimento de 13% na comparação com o quarto trimestre de 2011. Durante 2012, a WEG investiu R$ 238,4 milhões em ativos fixos.

Um novo prazo para a BMW

27 de fevereiro de 2013 0

Coluna de hoje – 27 de fevereiro de 2013

Um prazo para a BMW

A montadora BMW deve assinar o memorando de entendimentos com o governo do Estado em março, mas o dia ainda não está definido. A informação é do secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Paulo Bornhausen. Segundo ele, a companhia está demorando um pouco para assinar porque quer definir, primeiro, o seu presidente no Brasil. Ele deverá participar do evento em SC.

Apesar dessa demora, a BMW tem pressa para essa formalização porque precisa iniciar a produção, no Brasil, num prazo de 24 meses após ahomologação ao programa federal Inovar-Auto, que aconteceu em 8 de fevereiro. Mas enquanto a assinatura não sai, profissionais da empresa estão dando continuidade a processos burocráticos. Um deles é a formalização da empresa na Junta Comercial do Estado.

Após a publicação da adesão ao Inovar-Auto, a empresa tem 24 meses para iniciar a produção na fábrica brasileira, que será em Araquari. Se isso não ocorrer, terá que devolver os valores relativos ao incentivo que recebeu. Em função dessa menor tributação, a BMW reduziu os preços dos seus carros. O mais barato, o BMW Série 1, ficou em R$ 89,9 mil, e o mais caro, o BMW Série 5, sai por R$ 546,5 mil.

 À prova de água

Entre as novidades tecnológicas do Mobile World Congress, que acontece em Barcelona, Espanha, está o smartphone da chinesa Huawei, o Ascend D2, à prova de água (foto). A empresa está investindo pesado na qualidade dos aparelhos para avançar fora do mercado asiático. Este modelo, por exemplo, tem display de cinco polegadas, tela com resolução Full HD e tecnologia FHD IPS+ (“super- retina”), e sistema operacional Android Jelly Bean.

Para proteger a poupança

Mais investidores estão protegendo seus recursos aplicando no Tesouro Direto, em títulos públicos indexados à inflação (IPCA), os NTN-B e NTN-B Principal. Segundo o Banco Central, em janeiro, 58,6% das vendas foram desses dois títulos, enquanto os papéis indexados à Selic (LFT) apresentaram participação de 5,7% nas vendas totais. O número de novos participantes cadastrados no Tesouro Direto, em janeiro, alcançou 5.446, segundo o BC.

Bilhões para portos

A nova legislação portuária vai atrair cerca de R$ 44 bilhões, nos próximos dez anos, no país, mais em projetos privados. A informação é de Wagner Cardoso, da CNI, que faz palestra, hoje, na reunião da Câmara de Logística da Fiesc, comandada por Mario de Aguiar. Engenharia da Mobilidade também está na pauta.

Mais energia

Ao falar no Congresso de prefeitos, ontem, o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, disse que os R$ 976 milhões serão para ampliar e melhorar a distribuição de energia. A Grande Florianópolis receberá R$ 114,9 milhões; o Norte, R$ 235 milhões; Vale, R$ 233,4 milhões; Oeste, R$ 164 milhões; o Planalto, R$ 50,2 milhões; Meio-Oeste, R$ 75,3 milhões; Sul, R$ 60,9 milhões; e Extremo-Sul, R$ 42,5 milhões.

Educação para detentos

Um dos temas relevantes colocados no Painel RBS de ontem, que debateu segurança pública, foi a importância de ampliar a oferta de educação para detentos. Os que estudam têm a pena reduzida, a exemplo dos que trabalham. Se a sociedade investe para ressocializar presos, o sistema prisional deve ampliar a oferta de atividades com esse fim.

Turismo do sabor

Florianópolis tem tudo para serpelas ostras e frutos do mar. A Associação Comercial e Industrial (Acif), Sebrae e Abrasel lançaram projeto de R$ 1,6 milhão, ontem, para criar 10 vias gastronômicas até 2016. Na foto, secretária de Turismo da Capital, Maria Cláudia Evangelista, e o presidente da Acif, Doreni Caramori (D), no lançamento do programa. referência em turismo gastronômico, especialmente

Para hotéis

Representante do Ministério do Turismo diz que as informações sobre o novo Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass) não são como saiu na coluna de ontem. Segundo ele, são sete tipos de meios de hospedagem: Hotel, Resort, Hotel-Fazenda, Cama & Café, Hotel Histórico, Pousada e Flat/Apart-Hotel. Não existe hotel de mata. O custo da avaliação vai de R$ 838,64 a R$ 5.031,34, conforme o tipo.

Resistência

A classificação de hotéis por estrelas lançada em 2012 encontra resistência em SC. De acordo com Estanislau Bresolin, presidente da Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Fhoresc), esta exigência partiu de uma desconfiança dos organizadores da Copa do Mundo e Olimpíada. Para ele, essa classificação “arcaica” caiu em desuso em diversos países e é cobrada no Brasil por ser Terceiro Mundo.

Investidor protege poupança aplicando em títulos indexados à inflação

26 de fevereiro de 2013 0

Diante da constante alta de preços, mais investidores estão protegendo seus recursos aplicando no Tesouro Direto, em títulos públicos indexados à inflação (IPCA), os NTN-B e NTN-B Principal. Segundo o Banco Central, em janeiro, 58,6% das vendas foram desses dois títulos. Enquanto os papéis indexados à Selic (LFT) apresentaram participação de 5,7% nas vendas totais.

Mais cadastrados

O número de novos participantes cadastrados no Tesouro Direto, em janeiro, alcançou 5.446 segundo o BC. Nos últimos 12 meses, a aplicação recebeu 334.285 novos cadastros, um aumento de 18,2% frente ao mesmo período anterior. O Tesouro Direto é uma opção segura para investimento de longo prazo e diversificação de aplicações. O valor médio das operações, em janeiro, ficou em R$ 21.209,44. Do total, 51,5% das aplicações foram inferiores a R$ 5 mil.

Criado em 2002 numa parceria entre o Tesouro Nacional e a BM&FBovespa, o Tesouro Direto visa a democratizar o acesso a investimentos em títulos federais e incentivar a formação de poupança de longo prazo.

 

Taxa de desemprego fica em 5,4% em janeiro

26 de fevereiro de 2013 0

O nível de emprego no país continua elevado, retratando a leve retomada da atividade econômica neste inicio de ano. É isto que mostra a taxa de desemprego de 5,4% divulgada hoje pelo IBGE, a menor para o mês desde o início da série do instituto, em março de 2002. Ela ficou 0,1% menor do que no mês anterior, dezembro, e 2,4% superior a janeiro do ano passado. O número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado (11,6 milhões) não teve variação frente a dezembro e, na comparação anual, houve alta de 4,1% no nível de emprego privado.  

A grife de Venus Williams

26 de fevereiro de 2013 0

A bela estrela do tênis surpreendeu presentes ao aparecer para entrevista, sábado, com um brinco gigante (detalhe). Mas Venus Williams também é um ícone de moda e tem a sua própria grife, a Eleven by Venus, da qual participa das criações. Com grau de Design de Moda pelo Institito de Arte de Fort Lauderdale, ela tem empresas de vestuário e decoração. Na sua visita a SC para o Brasil Tennis Cup, prometeu comprar biquínis para a irmã Serena, também ícone do tênis mundial. Nas fotos, Venus em imagens do lookbook da sua grife, cujas peças estão à venda no site www.elevenbyvenus.com.

Hotéis buscam a nova classificação

26 de fevereiro de 2013 0

Destino preferido de turistas brasileiros nos últimos anos, Santa Catarina ainda não aderiu à nova classificação hoteleira lançada pelo Ministério do Turismo em 2012. O Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass) define novas categorias por estrelas para hotéis, resorts e hotéis de matas.

Por enquanto, somente hotéis de cidades que vão sediar a Copa do Mundo estão adotando. Segundo o presidente do conselho deliberativo da ABIH-SC e presidente da Câmara de Turismo da Fecomércio/SC,João Eduardo do Amaral Moritz, é importante que meios de hospedagem do Estado tenham a nova classificação porque alguns estão dispostos a hospedar seleções para a Copa.

o empresário, a nova classificação está em sintonia com as adotadas no exterior. O objetivo é deixar claro para os turistas os serviços prestados por cada equipamento. Para hotéis, a diferenciação vai de uma a cinco estrelas. Além de adaptar seu hotel à nova classificação, a empresa terá que contratar um escritório especializado para fazer a auditoria. O custo desse serviço vai variar de R$ 6 mil a R$ 10 mil.

Empresas de SC terão mais recursos para inovação

25 de fevereiro de 2013 0

A Câmara de Tecnologia e Inovação da Fiesc, com apoio da Acate, promove nesta terça-feira, às 14h, palestras sobre novas linhas de financiamento da Finep e Fapesc para empresas inovadoras do Estado. Os executivos do Departamento de Tecnologias da Informação e Comunicação da Finep, Luiz Coelho Lopes e Igor Bueno, falarão sobre as novas linhas da Finep, reembolsáveis e subsidiadas. E o cooerdenador de projetos da Fapesc, José Renato Garcia Dellagnelo, fará palestra sobre o Programa Tecnova, financiamento para micro e pequenas empresas catarinenses. O evento será na sede da Acate, rua Lauro Linhares, 589, bairro Trindade, na Capital.

Blumenau abre amanhã a Texfair Home. Setor de artigos para o lar vai faturar R$ 5,4 bi em 2013

25 de fevereiro de 2013 0

Blumenau realiza, a partir de amanhã, o seu maior evento de negócios, a Texfair Home, que apresenta produtos têxteis para o lar. Uma das novidades para os expositores é a pesquisa Pyxis Consumo do Ibope Inteligência, que apontou projeção de crescimento de 8% para o setor de artigos para decoração de casa este ano, totalizando R$ 5,4 bilhões no país. O consumo per capita dos produtos será de R$ 33,17 este ano, frente a R$ 31,01 em 2012. Consumidores da classe apresentam o maior potencial de consumo, com R$ 2,3 bilhões, o que representa 42% do total do no país. A classe C aparece em segundo lugar, com um gasto estimado em R$ 1,5 bilhão, 29% do total, pouco a frente da classe A, que deve gastar R$ 1,3 bilhão com esses produtos, isto é, 24% do que será consumido no país em 2013.

Consumo em Santa Catarina

Os consumidores catarinenses devem gastar, de acordo com o Pyxis Consumo, R$ 267,93 milhões com artigos para decoração neste ano, crescimento de 5% em relação a 2012. O consumo por habitante deve ser de R$ 49,81, acima dos R$ 47,43 gastos no ano passado. A classe B catarinense também é a que mais vai consumir esses produtos, com um valor estimado em R$ 123,84 milhões, o que representa 46% do consumo do estado. No Estado, a classe A está em segundo no ranking de gastos com artigos de decoração, com estimativa de R$ 78,39 milhões, 29% do consumo projetado para o estado. A classe C deve gastar R$ 57,54 milhões, o que representa 21% do desembolso dos catarinenses com artigos de decoração.

Tomazoni, ex-presidente da Sadia, vai comandar negócios de aves da JBS

24 de fevereiro de 2013 0

O engenheiro catarinense Gilberto Tomazoni, que presidiu a Sadia de 2005 a 2009, vai assumir, a partir de 7 de março, as operações globais de aves do Grupo JBS SA, maior processador de carne bovina do mundo. Uma das metas da companhia é avançar no segmento de carnes de aves. Ele vai se reportar diretamente ao presidente da empresa, Wesley Batista e terá como principal atribuição o posicionamento estratégico do grupo no segmento. O JBS considerou a vasta experiência de Tomazoni no setor de carnes e de alimentos. Ele trabalhou por 27 anos na Sadia, onde atuou na internacionalização das marcas da companhia. E nos últimos três anos, foi vice-presidente da Bunge Alimentos, à frente dos negócios de alimentos e ingredientes, respondendo, também, como diretor-executivo para a América do Sul e Central. O executivo é engenheiro mecânico graduado pela Universidade Federal de Santa Catarina e tem pós-graduação em desenvolvimento gerencial.

- A chegada de Tomazoni à JBS é mais um passo na profissionalização de nossa companhia e no fortalecimento do nosso grupo de executivos. Ele possui um amplo conhecimento do negócio de aves e dará uma importante contribuição para que a JBS passe a ter um olhar global sobre esse segmento – disse Wesley Batista, presidente da JBS.

Hoje, a JBS processa mais de 8,5 milhões de aves por dia em suas unidades espalhadas pelo mundo. A companhia possui operações com carne de frango nos Estados Unidos, Brasil, México e Porto Rico e exporta para mais de 100 países, sendo uma das líderes globais neste segmento.

Frigoríficos de SC aprovados a exportar para China

22 de fevereiro de 2013 2

Três frigoríficos de aves de SC foram aprovados a exportar para a China. A decisão foi comunicada nesta sexta ao Ministério da Agricultura, pelas autoridades sanitárias chinesas. Em 2012, uma missão chinesa esteve no Brasil para visitar os estabelecimentos.

O grupo conheceu 20 frigoríficos, destes, seis foram contemplados. Além dos catarinenses, um frigorífico de carne suína do Rio Grande do Sul, um de aves de São Paulo e outro do Mato Grosso do Sul foram contemplados.

Em 2012, a produção de carne de frango em Santa Catarina foi de aproximadamente 2,3 milhões de toneladas, sendo que o Estado exportou 1,02 milhão de toneladas, o que resultou numa receita cambial de US$ 2,2 bilhões, segundo dados da Secretaria de Estado da Agricultura.

União de forças contra sonegação

22 de fevereiro de 2013 0

Secretaria de Estado da Fazenda e as prefeituras catarinenses vão unir forças para combater a sonegação fiscal em Santa Catarina. Na próxima terça, dia 26, o governo do Estado assina um convênio com os municípios para a implantação do programa Com Nota Fiscal Vai Legal, que incentiva ações municipais de interesse mútuo com a Secretaria da Fazenda.

Farão parte do programa estadual ações pontuais de orientação aos contribuintes, incluindo a conferência documental de mercadorias em trânsito e a realização de palestras e cursos sobre educação fiscal nas escolas públicas.

— Estado e municípios têm muitos anseios comuns e muitos motivos para trabalhar em parceria. Ao combater a sonegação, além de educar os contribuintes e a sociedade, contribuímos para o incremento da arrecadação de ICMS, vital para as gestões estadual e municipais — afirma o secretário de Estado da Fazenda, Antonio Gavazzoni.

O convênio será firmado durante o Congresso Catarinense de Municípios, a ser realizado na próxima semana, no CentroSul, em Florianópolis.

Abilio Diniz é indicado para presidir o conselho da BRF

22 de fevereiro de 2013 1

O empresário Abilio Diniz foi indicado oficialmente ontem, por acionistas da BRF, para ser o presidente do conselho da companhia. Houve unanimidade na decisão dos conselheiros e a eleição será dia 9 de abril. Abilio vai suceder Nildemar Secches, que nos últimos 18 anos liderou o crescimento da empresa, que reúne as duas maiores marcas de alimentos de Santa Catarina: Sadia e Perdigão. Continuarão no conselho dois empresários do Estado, Luiz Fernando Furlan e Décio da Silva. O ex-presidente da Previ, Sérgio Rosa, será o vice-presidente do conselho. 

Com essa indicação, vai crescer a pressão dos acionistas do Casino para que Diniz deixe a presidência do Grupo Pão de Açúcar. Eles alegam conflito de interesses porque a BRF é grande fornecedora do grupo supermercadista.  

Caça aos empreendedores

21 de fevereiro de 2013 1

Identificar as futuras grandes empresas catarinenses enquanto elas ainda são pequenas e médias. Este é o desafio da equipe Endeavor, que começa a atuar mais fortemente no Estado. A organização internacional de fomento ao empreendedorismo passará a contar com um escritório regional em SC a partir de março e já está iniciando a busca por parceiros em duas frentes: na procura por líderes de empresas consolidadas dispostos a apoiar a iniciativa e compartilhar a sua experiência com os mais novos; e na identificação de bons negócios que estão chamando a atenção do mercado e que tenham projetos de expansão.

A primeira liderança local a confirmar parceria é a empresária Sonia Hess, da Dudalina. O coordenador da Endeavor em SC, Marcos Mueller, diz que a meta é conseguir mais quatro nomes de empresários que possam ser mentores dos mais novos. Já na seleção das jovens empresas em busca de aprendizado, o exemplo mais recente é a Uatt?, que acaba de concluir o rigoroso processo. Pelo menos outras duas empresas catarinenses devem ser selecionadas neste ano.

Para se tornar um empreendedor Endeavor, o novo empresário precisa preencher requisitos em áreas como potencial de crescimento, espírito empreendedor, inovação e ética e ter faturamento anual entre R$ 2 milhões e R$ 50 milhões. Os candidatos passam por uma seleção que inclui entrevistas, apresentações diante de conselheiros, um painel nacional de avaliação e ainda uma rodada internacional. Os selecionados integram programas de orientação em gestão e estratégica. Em todas as atividades, voluntários da rede – composta por empresários que são referência em diversos setores – fornecem orientações práticas e conceitos de fácil implementação.

Mais informações: www.endeavor.org.br.