Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Grupo JBS compra a catarinense Seara

08 de junho de 2013 1

Atualização

O grupo JBS comprou a empresa catarinense Seara, controlada pela Marfrig e patrocinadora da Copa de 2014. Os principais veículos de imprensa nacional informam que o negócio foi fechado e que a oficialização vai ser comunicada segunda-feira. Como ambas as empresas estão na Bolsa, não dá para descartar uma possível comunicação ainda neste domingo, em fato relevante na CVM. A razão principal da venda pela Marfrig é o alto endividamento, da ordem de R$ 13 bilhões. O grupo, que tem forte presença global, anunciou que queria reduzir sua dívida em pelo menos R$ 2 bilhões com a venda de ativos. Ele comprou a Seara em setembro de 2009 por US$ 706,2 milhões mais dívida de Us$ 193,8 milhões.

As duas empresas não falaram sobre o negócio, nem de valores envolvidos.  

 Matéria do início da tarde:

A colunista do Estadão, Sonia Racy, informa no site do jornal que o Grupo JBS, maior empresa de carnes do mundo, teria comprado a catarinense Seara, que pertence ao grupo Marfrig. Segundo a nota, o negócio será anunciado segunda-feira. Fontes do setor daqui do Estado, consultadas por este blog, disseram desconhecer a informação mas o presidente da Seara, Sérgio Rial, afirmou dias atrás ao Valor Pro, serviço em tempo real do Valor Econômico, que o grupo está se desfazendo de ativos para reduzir dívida que soma mais de R$ 9 bilhões. Ele admitiu que até a Seara, um dos principais negócios do grupo, poderia ser vendida. Fontes do mercado apontavam que o JBS e a americana Tyson estariam interessadas na companhia que naceu em SC. Nesta semana, a Seara foi alvo de boatos porque estaria atrasando pagamento do patrocínio da Seleção Brasileira. A empresa não se pronunciou.

Fundada pelos irmãos Artêmio e Aurélio Paludo, mais Teodoro Barbieri e dezenas de sócios no município de Seara em novembro de 1956, a Seara já pertenceu a vários grupos. Foi comprada pela Ceval, depois passou para o controle da Bunge (que comprou a Ceval), mais tarde foi adquirida pela Cargill e, desde setembro de 2009 está com a Marfrig.

A propósito, tanto a JBS quanto a Mafrig foram “novas” multinacionais brasileiras criadas pelo governo Lula com recursos do BNDES. O banco é dono de 19,6% do capital da Marfrig, cujo valor de mercado teve queda de aproximadamente R$ 1 bilhão na Bovespa, nos últimos tempos.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Pedro Timóteo diz: 16 de junho de 2013

    Coitados! a Seara, mais especificamente a BRASLO (que fabrica os hanburgueres para o Mec Donald), é a principal responsável pela dívida da empresa, la é comum encontrar funcionários descontentes com a administração da empresa que mais parece um órgão publico distribuindo cargos com salários altíssimos a “compadres” da gerencia e da coordenação. lá é comum ver cinco ou seis supervisores “tomando” conta de três funcionários. Só sei de uma coisa hoje não tenho coragem de comer um hanburguer no Mec Donald depois de ver o que um funcionário desmotivado é capaz de fazer!

Envie seu Comentário