Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Após o desabafo, soluções

21 de junho de 2013 0

Entre as razões claras e ocultas que levam milhares de brasileiros às ruas estão problemas como a inflação alta e serviços públicos precários. Os protestos de ontem, na maioria das capitais e em outras cidades, revelaram um desabafo amplo no país. Está na hora de os governantes apresentarem soluções concretas além da redução ou manutenção dos preços das tarifas do transporte coletivo. Embora os manifestantes não tenham uma pauta pontual, a maioria protestou contra corrupção, estádios desnecessários e serviços precários. Apesar de o governo federal e o Congresso Nacional fazerem de conta que não é com eles, quem dita os rumos da economia e de uma série de outras questões é a União. E quem vota as medidas são os parlamentares. Cabe a eles, agora, as soluções. É preciso ampliar a transparência das contas públicas, cortar gastos e aprimorar serviços. O mesmo vale para os estados e municípios.

Todas as classes

A manifestação de ontem, em Florianópolis, levou para as ruas pessoas de todas as classes sociais, mas principalmente grupos da classe média. Empresários também estiveram lá. A insatisfação com preços altos, carga tributária de 36% do PIB e serviços deficitários vai de A a Z.

Excesso de cargos

O excesso de nomeações para cargos de confiança é um dos problemas do país. São 22 mil no governo federal, enquanto no Reino Unido são 300 e na Alemanha 170. Esses números citados pela Exame são lembrados por Carlos Schneider, do Movimento Brasil Eficiente.

Comentários

comments

Envie seu Comentário