Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Com falta de gás natural, indústrias usam insumos mais poluentes

20 de agosto de 2013 0

Os governadores dos Estados que integram o Codesul - Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul - cobram urgência da Petrobras para uma solução à falta de gás natural a indústrias da região. Foi esse o tom da correspondência encaminhada à companhia após a reunião do conselho, ontem, em Florianópolis. Enquanto mais de 60 empresas de SC estão sendo obrigadas a postergar a produção ou usar fontes mais poluentes como óleo diesel, lenha, carvão e gás de cozinha, a estatal responsável pelo fornecimento do insumo tem informado, nos últimos meses, que não tem como resolver este problema de oferta imediatamente. Segundo a SCGás, responsável pela distribuição em SC, a empresa não tem detalhado as razões pelas quais não consegue atender o pleito. Tanto o governador catarinense, Raimundo Colombo, quanto o presidente da Federação das Indústrias do Estado, Glauco José Côrte, alertaram que, sem maior oferta de gás, o setor industrial começa a ser afetado. Presente na Capital, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, mostrou confiança de que a Petrobras vai resolver o problema. Ele informou que o RS propôs articulação com multinacionais coreanas que estão interessadas em investir em um terminal privado de regaseificação.

- Temos várias alternativas e precisamos de uma definição. Se a Petrobras não empalmar essa necessidade, teremos uma crise na produção industrial – disse Tarso Genro.

Comentários

comments

Envie seu Comentário