Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Plano estimula demissões em empresas do Estado

23 de agosto de 2013 3

Com o propósito de ampliar e tornar mais ágil os serviços aos cidadãos, o governador Raimundo Colombo vai lançar, em 30 dias, um plano de gestão que incluirá uma reestruturação administrativa em oito estatais: Epagri, Cidasc, Ciasc, Codesc, Cohab, Bescor, Santur e Ceasa. Juntas, elas empregam cerca de 4 mil pessoas e têm um orçamento da ordem de R$ 1 bilhão por ano. Uma das primeiras medidas será um programa de demissão voluntária incentivada (PDVI). A reestruturação é resultado de estudos detalhados que estão sendo feitos há mais de um ano por grupo coordenado pelo secretário de Administração, Derly Massaud, do qual participam os secretários da Fazenda, Antonio Gavazzoni, e Agricultura, João Rodrigues, e os presidentes das empresas.
– O grupo fez um trabalho muito minucioso e está chegando o momento do lançamento. A comunicação aos empregados começou para que eles possam opinar – disse Gavazzoni.
Segundo ele, o plano visa a redução de estruturas e, ao mesmo tempo, a realização de concursos públicos para as empresas que precisam ser fortalecidas. O foco do governador não é reduzir despesas, mas otimizar e ampliar as estruturas que necessitam. Empresas que perderam suas funções tenderão a ser fundidas com outras no futuro. O governo não informou estimativa de quantos servidores podem aderir ao PDVI.

As empresas

A Epagri, que atua com pesquisa agrícola e extensão rural, e a Cidasc, que é responsável pela vigilância sanitária animal e vegetal, são as maiores empresas que integram esse grupo. Apenas duas estatais do Estado não foram incluídas: a Celesc, que lançou um PDVI ano passado e saíram mais de 700 empregados, e a Casan. O presidente da Santur, Valdir Walendowsky, disse que a empresa, responsável pela divulgação do turismo, tem cerca de 30 servidores que poderão aderir. A Cohab, Codesc e a Ceasa não têm quadro grande de funcionários. A Bescor, que era vinculada ao Besc, é a corretora de seguros do governo do Estado desde 1978.

A Codesc é a Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina. Sob seu guarda chuva estão o Sapiens Parque, a Bescor, o Badesc e a Zona de Processamento de Exportações de Imbituba. O Ciasc é o responsável pela parte de sistemas de computação do governo.

Correção

Na primeira versão deste post, a notícia era de que sete estatais passariam por mudanças. Mas a assessoria do governo informou que são oito. O Ciasc também está no grupo.

 

Comentários

comments

Comentários (3)

  • Lucas diz: 23 de agosto de 2013

    Esqueceram da SCPAR???

  • neoleo diz: 23 de agosto de 2013

    A codesc é que esta sob o guarda do BADESC pois é o BADESC que paga a folha de pagamento da CODESC.

    E eu gostaria de saber porque, alguem sabe?

  • Ragnar Thofehrn diz: 28 de agosto de 2013

    Cálculo do valor de 1 (um) funcionário, por mês, em cada estatal: 1.ooo.ooo.ooo,oo/12 x 4.000 funcionários = R$ 20.833,33/mês!!!!!!!!!!…..

Envie seu Comentário