Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Como o governo pretende acabar com filas nos hospitais

24 de agosto de 2013 5

Como os problemas nos serviços de sáude pública em Santa Catarina vão além da falta de recursos, o plano de gestão ao setor, que será anunciado quarta-feira, às 9h30min, pelo governador Raimundo Colombo, com base em estudos detalhados da consultoria Roland Berger, terá como um dos pontos altos a volta da remuneração por resultado. A Medida Provisória que o governador vai assinar prevê a médicos a exigência de carga horária e uma determinada produção. Acima disso, terão uma remuneração a mais por procedimento, incluindo cirurgias, exames e consultas. É fato que o problema da saúde não é de recursos, pois a cada ano o governo investe mais no setor e contrata mais profissionais. O foco deve ser na gestão e na meritocracia. Com isso a saúde pública de Santa Catarina voltará a ser referência positiva para o país disse o secretário de Estado da Fazenda, Antonio Gavazzoni, um dos líderes do novo plano ao setor. Também participam dos trabalhos a secretária de Saúde, Tânia Eberhardt, e o secretário-adjunto da pasta, Acélio Casagrande. Conforme Gavazzoni, os 14 hospitais públicos do Estado custam R$ 800 milhões por ano e o SUS fornece apenas R$ 134 milhões. A diferença é paga pelo tesouro estadual. A tabela do SUS não é reajustada há 15 anos. Outro entrave é a queda de produtividade. Há cinco anos, esses hospitais tinham mil médicos e hoje tem 1,7 mil, 70% mais. Só que a produção é 40% menor do que em 2007. A razão é que naquele ano caiu a remuneração por produtividade. O plano que está sendo adotado é parecido com o modelo de São Paulo.

União por soluções
Diferente do governo federal que comprou uma guerra com a classe médica com decisões de cima para baixo, o governador Raimundo Colombo e sua equipe buscaram a colaboração das entidades do setor no Estado. A Associação Catarinense de Medicina e sindicatos do setor foram ouvidos.

Comentários

comments

Comentários (5)

  • Marcio diz: 24 de agosto de 2013

    Êta piada velha.

  • André diz: 24 de agosto de 2013

    Eleições se aproximando e o inoperante governo começando a se preparar para a reeleição !!!!!!!!

  • Carlos diz: 24 de agosto de 2013

    Este governador até agora não disse pra que veio. Seus secretários Na frente das câmeras de TV falam mesma balela de sempre, “estamos providenciando”. Assim ele vai enrolando até as eleições do anos que vem.

  • rogério cardozo diz: 25 de agosto de 2013

    Acho deve investir nos postos de saúde, aqui em Tubarão tem um que faz até pequenas cirurgias .
    Visite Tubarão http://www.galeriatubarao.net/

  • Marcelo diz: 25 de agosto de 2013

    Você chegar ao ponto de criar uma medida provisória obrigando esses corporativista a cumprir horário de trabalho ? E sacanagem ne, E esse governador nao e burro ele quer a classe medica no lado dele.
    E nao precisa nenhuma empresa de consultoria,para saber como anda a saude,basta tirar a bunda da cadeira e ir ate a emergência do regional de sao jose. Mas vá sem assessoria e puxa sacos,depois tire suas conclusões .

Envie seu Comentário