Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Mais um ano com crescimento econômico tímido

13 de dezembro de 2013 0

A exemplo de 2012, este ano começou com projeção otimista do mercado para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). Em janeiro, as previsões eram de que o PIB brasileiro cresceria 4% este ano. Nesta semana, as instituições financeiras ouvidas pelo Banco Central para o relatório Focus projetaram alta de apenas 2,35%. Em 2012, a expansão do PIB ficou em 1%.

Para 2014, apesar da realização da Copa do Mundo e das eleições para deputado, governador, senador e presidente, os analistas estão cautelosos. Projetam 2,15% de crescimento, enquanto que pela atual taxa de investimento a expansão poderia ser um pouco maior. As causas dessa acanhada evolução estão mais relacionadas ao Brasil do que à limitação do mercado externo para os produtos industriais do país. A lista de obstáculos inclui gastos do governo acima do projetado, contabilidade que afeta a credibilidade externa, inflação alta (5,77% nos últimos 12 meses) e falta de investimento em infraestrutura. Para 2014, a maior dúvida é sobre quando o governo norte-americano vai suspender os estímulos fiscais de US$ 80 bilhões por mês. Uma decisão brusca aliada a dificuldades econômicas internas pode comprometer a expansão do Brasil.

Comentários

comments

Envie seu Comentário