Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Porto de Itapoá acelera expansão de 300%

30 de janeiro de 2014 0

Um exemplo do salto de Santa Catarina em logística é o Porto de Itapoá. Privado, demorou quase 18 anos para sair do papel devido à burocracia, mas atingiu capacidade máxima de movimentação de cargas – 500 mil TUs por ano – em cerca de 2,5 anos. Em função disso, tem projeto para aumentar em 300% a atual capacidade, para 2 milhões de TEUs/ano (contêineres de 20 pés). As obras devem começar no terceiro trimestre deste ano,, informa o presidente do terminal, Patrício Junior.
– O Porto de Itapoá movimenta tudo, apesar de operar com contêineres. Estamos embarcando madeira, cargas frigorificadas (30% do total), equipamentos, máquinas e até granel em contêineres como açúcar, soja, milho e fubá. Mais recentemente, passamos a receber os carros da BMW, o que significa um alto padrão de qualidade. Esses carros são o xodó de Santa Catarina – afirma Patrício.
O porto, que tem como sócios a Portinvest (Batistella e Logz) com 70% do capital e a Aliança Navegação (Hamburg Süd) com 30%, está investindo R$ 500 milhões na expansão. A expectativa é de que seja concluída no final de 2015 ou inicio de 2016. Conforme Patrício, serão gerados 600 novos empregos, o que dará um novo dinamismo ao município de Itapoá, que tem 16 mil habitantes. Daqui a três anos, o impacto do porto na cidade será de 2 mil pessoas. Hoje, Itapoá é o segundo maior porto do Estado, atrás apenas do Complexo Itajaí. Para Patrício, o terminal não está tirando clientes de outros portos porque o mercado é grande. O Brasil movimentou 8.186.896 TEUs em 2012. No ano passado, atingiu 8.583.345, um acréscimo de 4,84%. Ele avalia que o pontencial do país é maior pelo tamanho da economia brasileira diante da média de movimentação de carga de outros países.

Comentários

comments

Envie seu Comentário