Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Razões e alertas da redução da nota de crédito do Brasil

25 de março de 2014 1

A redução da nota de crédito do Brasil de BBB para BBB- pela agência Standard & Poors, ontem, não pegou o mercado de surpresa. Boa parte dos agentes econômicos já tinha “precificado” esse recuo que, mesmo com a mudança, manteve o país como grau de investimento. Mas a decisão é um alerta para o governo de Dilma Rousseff de que muitas coisas não vão bem, de que fundamentos estão se deteriorando. Um dos mais sentidos pela população é a alta da inflação. Até ricos catarinenses estão reclamando dos altos preços nos supermercados diante de uma inflação que sinaliza superar 6% enquanto o centro da meta está em 4,5%. A lista de problemas na economia inclui a contabilidade criativa para melhorar números do setor público, altos gastos correntes, baixos investimentos, previsão de déficit de Us$ 80 bilhões no balanço de pagamentos, medidas que desvalorizaram as grandes estatais Petrobras e Eletrobras, além de políticas que privilegiam alguns setores econômicos em detrimento de outros, o que gera desequilíbrios. A propósito, um desequilíbrio muito desejável seria um fortíssimo programa pela qualidade da educação básica, como fazem tigres asiáticos, Finlândia, Suíça, Alemanha e outros. Até agora, apenas algumas iniciativas isoladas de prefeituras vão necesse sentido. Assim, nossos trabalhadores serão menos inovadores, vai ficar ainda mais difícil competir no mercado internacional e o balanço de pagamentos pode piorar.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • rogério cardozo diz: 25 de março de 2014

    Acho que essa agência de risco querem conturbar.Os EUA chegaram ao ponto de inadimplência total de suas contas e elas ficaram quietinhas,

    VEJA MEUS SITES:
    http://www.abcinfor.net/arquivo.html

Envie seu Comentário