Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Por que os alimentos continuam caros

29 de março de 2014 1

Como não dá para revogar a lei da oferta e da procura e, também, controlar o clima, o consumidor terá mais um ano com alimentos caros. Esse é o cenário traçado por lideranças da Federação da Agricultura e Pecuária de SC(Faesc). A principal vilã, agora, é a carne bovina, que subiu 20% este ano. Está mais cara porque as enchentes na Amazônia estão afetando a produção e transporte de animais da região do Acre e do Pantanal, houve seca na Austrália e nos EUA, grandes produtores.Em função disso, as exportações brasileiras do produto cresceram 15% este ano e também presionaram preços aqui, explica o presidente da Faesc, José Zeferino Pedroso. Além disso, os preços de outras carnes e de grãos estão elevados, observa ele. O vice-presidente da Faesc e presidente da Cidasc, Enori Barbieri, afirma que o clima também pressiona o preço do leite, que subiu 8% nos últimos dias.

Peste suína na Europa  aumenta exportação

Um surto de peste suína africana cancelou todo o comércio de carne suína entre a Dinamarca, Noruega e Rússia. Por isso, os russos voltaram a comprar o produto de dois frigoríficos de SC, pressionando preços das carnes aqui, diz o presidente da Cidasc, Enori Barbieri.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • rogério cardozo diz: 29 de março de 2014

    Estela os preços sobem quando a excesso de dinheiro na economia ( os aumentos salarias de janeiro e fevereiro) depois disso os preços tendem a se acomodar , porque também se aumentar muito não haverá consumidores.

    Conheça meus sites:

    http://www.abcinfor.net/arquivo.html

Envie seu Comentário