Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Importações avançam na economia brasileira

21 de maio de 2014 0

O coeficiente de penetração de importações calculado pela CNI, que mede a participação de importados no consumo doméstico, atingiu novo recorde no primeiro trimestre deste ano. Chegou a 22,5%, com aumento de 0,4 ponto percentual.No caso da indústria de transformação, o coeficiente aumentou de 20,5% para 20,9%.
Na outra ponta, o coeficiente de exportação da indústria no trimestre ficou em 19,8%, quase o mesmo do quarto trimestre do ano passado, de 19,7%.Esses dados revelam que a mudança do câmbio com desvalorização do real não foi suficiente para impulsionar exportações.
Para o diretor de Relações Industriais e Institucionais da Federação das Indústrias de SC (Fiesc), Henry Quaresma, o que puxa esse coeficiente de importação da indústria, tanto de componentes quando de produtos acabados, são as compras externas de grandes equipamentos, como plataformas de petróleo, aviões e itens da indústria extrativa que o mercado brasileiro não oferece, como o cobre.Segundo ele, as importações de têxteis e confecções, por exemplo, avançaram pouco.
E a estabilidade das exportações da indústria evidencia que ela segue com dificuldades para competir pelos elevados custos de energia, mão de obra e logística.

Comentários

comments

Envie seu Comentário