Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Impulso à economia de Florianópolis

30 de junho de 2014 1

Diversas atividades econômicas de Florianópolis estão ligadas ao mar pelo fato de o município abrigar belíssima ilha e praias continentais. Mas é possível agregar ainda mais valor, especialmente com o setor náutico. Essa virada será possível com a instalação de quatro marinas que estão em fase de licenciamento. Segundo o prefeito Cesar Souza Junior, o executivo municipal está finalizando os projetos e vai solicitar ao Serviço do Patrimônio da União (SPU) e a órgãos ambientais licanças para instalar uma marina na altura do trapiche da Beira-mar Norte e outra em área continental, ambas flutuantes, o que significa baixo impacto ambiental. Além disso, há dois projetos privados avançados, o da marina do hotel da Ponta do Coral, também flutuante, e o da Ponta do Ataliba, na área continental, perto do Parque Coqueiros, que será no Litoral e terá complexo de lojas e restaurantes.

Quatro marinas
O prefeito Cesar Souza Junior estima que os quatro projetos de marinas somarão investimento de pelo menos R$ 400 milhões. Como o município não tem recursos para investir, fará via parceria público-privada (PPP). Há empresários de SC, de outros Estados e do exterior interessados nos projetos. A propósito, cada barco acima de 25 pés gera de três a cinco empregos diretos.

Iluminação e serviços
A prefeitura vai lançar PPPs no segundo semestre deste ano também para a instalação de lâmpadas de LED para toda a iluminação pública da cidade. A expectativa é uma concessão de 20 anos por cerca de R$ 100 milhões. O município fará concessão para melhorar os serviços públicos aos cidadãos, com mais uso da internet.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Eduardo Alves diz: 30 de junho de 2014

    Bela notícia sobre as marinas. Vamos ver se resistem aqueles que não suportam a idéia de ver barco no mar.

    Mas sobre as marinas, realmente ninguém ainda viu aqueles estudos que mostram que marinas com pedras aumentam a diversidade marinha, por proporcionar abrigo para peixes e outros animais? Que marinas flutuantes eram consideradas ecológicas à 10 anos atrás, e que hoje em dia, o ideal é colocar pedras mesmo?

    Sério que ninguém sabe disso? Acredito que é o que acontece quando a dita “ecologia” é mais ideológica, do que fundamentada na realidade…

Envie seu Comentário