Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Uma nova oportunidade para soluções

12 de julho de 2014 0

O primeiro debate com os candidatos ao governo do Estado realizado ontem pelo Grupo RBS foi concentrado em propostas e evidenciou que os grandes problemas que afligem a população catarinense continuam os mesmos: carências na educação, saúde, segurança e infraestrutura. Os candidatos Afrânio Boppré(PSOL), Cláudio Vignatti (PT), Elpídio Neves (PRP), Janaina Deitos (PPL) e Paulo Bauer (PSDB) conseguiram colocar parte dos seus planos e criticaram a gestão atual do governador Raimundo Colombo, que não participou do debate, alegando compromisso de trabalho. Bauer disse não compreender porque o governo de Colombo toma tanto empréstimo para investir se SC arrecada bilhões em impostos para a União. Uma das medidas que tomará para reduzir despesas é o corte de 50% dos cargos políticos do governo.
Janaina Deitos afirmou que vai priorizar educação de qualidade porque só a educação liberta as pessoas, dá condições para se desenvolverem. Para infraesturutra, defendeu a construção das ferrovias do Frango e entre os portos.
Um dos pontos criticados por Afrânio foi o modelo atual de atendimento à saúde no Estado, que é uma espécie de privatização porque uma empresa de fora controla hospitais públicos. Ele prometeu mudar esse quadro. Vignatti defendeu a construção da ferrovia Leste-Oeste do Estado e, também, uma rodovia duplicada. Elpidio Neves afirmou que Santa Catarina tem grande potencial turístico que pode ser mais explorado com melhor infraesturutra, incluindo mais aeroportos.
A lista de propostas é grande, mas o que a população catarinense necessita é de um governo que administre o Estado com a perfeição do jogo dos alemães contra o Brasil. Com soluções efetivas.

Comentários

comments

Envie seu Comentário