Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de julho 2014

Assento sanitário high-tech vira moda em imóveis de luxo

31 de julho de 2014 0

Avança no Brasil o uso de assento sanitário eletrônico, especialmente o modelo japonês.Diversos empreendimentos de luxo já estão investindo cerca de R$ 5,5 mil (bem mais do que um refrigerador de alta tecnologia) por unidade para ter um vaso quentinho, com jatos e secagem, tudo com controle remoto. Isto porque, além de muito confortável, é ecológico (elimina ou restringe o uso de papel higiênico).

O empresário Marcelo Scherer, de Florianópolis, que conheceu esse tipo de produto quando competia no Japão, comprou para os banheiros femininos da academia F. Scherer Fitness unidades da marca TOTO, líder mundial no segmento. A novidade faz sucesso e tem levado muitas alunas a optarem pela compra para suas residências. A empresa importadora Espaço Revestir, da Grande Florianópolis, acaba de vender cerca de 900 unidades para um condomínio de luxo na Praia Brava, em Itajaí. Para quem necessita adquirir o assento sem o vaso, o preço cai para R$ 3,8 mil.

Assento portátil

assento1

O curioso é que os usuários asiáticos se sentem tão desconfortável sem o assento eletrônico que adotaram uma versão portátil para viagem (foto). Trata-se do Washlets, que custa R$ 3.990. A pessoa leva na bolsa e na hora de usar só coloca sobre o vaso sanitário e liga.

O que o produto oferece:
Tanto o fixo, quanto o portátil oferecem aquecimento do assento com controle de temperatura, lavagem da bacia e do bastão antes de cada utilização, jato com opções de movimento cíclico e massagem, temperatura e volume de água ajustáveis, sistema de aquecimento de água instantâneo, secagem com ar quente (cinco ajustes de temperatura) e neutralizador de odor automático além de sistema bactericida, que higieniza a bacia.

Ovelhas são estrelas da campanha sobre propaganda inteligente

31 de julho de 2014 0

O Sindicato das Agências de Propaganda de Santa Catarina (Sinapro-SC) lançou hoje uma campanha para valorização da propaganda criada por agências do Estado. As animadas peças publicitárias têm como estrelas ovelhinhas brancas (assista abaixo).
A presidente da entidade Rosa Estrella, afirmou que o valor do trabalho do setor está no conhecimento sobre como projetar marcas. A intenção é mostrar para empresas que ainda não contratam serviços de agências profissionais que a propaganda feita com inteligência traz resultados maiores e melhores para os negócios. A campanha foi criada pela agência Fórmula e será lançada nesta sexta-feira nos veículos de comunicação de Santa Catarina.

http://youtu.be/2W03PX8xeKk

Jornal A Notícia promove a Expoimóvel Premium em Joinville

31 de julho de 2014 0

Com uma das economias mais fortes do Brasil, o Norte de SC conta com  dinâmico mercado de imóveis de luxo. O jornal A Notícia promove a partir de amanhã à tarde, no V12, em Joinville, a Expoimóvel Premium,  que vai até domingo. Entre os expositores estão as construtoras Correia, Estrutura, Incorposul, Thá, Vectra e Wecon. Além de imóveis, o público poderá comprar itens de decoração para o lar. Sábado e domingo, a abertura ao público será das 10h às 22h.

Em paisagem paradisíaca

31 de julho de 2014 0

A marca Beagle, do empresário Kiko Souza, de Blumenau, fotografou a campanha da coleção primavera e verão no paradisíaco arquipélago de Galápagos (Foto).  A empresa atua no país com 27 lojas próprias e mais de 400 pontos multimarcas. O foco é moda para aventura e, nos últimos anos, a empresa passou a fornecer também looks femininos.

Foto: Renan Hackradt Rêgo, divulgação

Foto: Renan Hackradt Rêgo, divulgação

Exportação de carne suína ao México

31 de julho de 2014 0

Agroindústrias de SC ficaram animadas com o resultado da missão liderada pelo presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal, Francisco Turra, ao México. Segundo o gerente de Comércio Exterior da Aurora Alimentos, Dilvo Casagranda, o setor quer entrar no mercado mexicano com carne suína, mas a expectativa é de que a abertura demore um pouco em função dos trâmites burocráticos necessários na área sanitária.

Como está difícil vender para a Argentina, é bom conseguir outro mercado na região.

Baixo crescimento afeta contas públicas

31 de julho de 2014 1

Como a economia está crescendo pouco e os gastos públicos seguem avançando bem acima da expansão da arrecadação real do governo federal, as contas estão se deteriorando. No mês de junho, o governo central, que inclui as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, teve déficit primário de R$ 1,946 bilhão. Foi o pior desempenho para o mês desde 1997, quando foi iniciada a série histórica. Essas contas consistem no resultado das receitas e despesas com pessoal, custeio, programas sociais e investimentos, excluindo despesas de juros.

No primeiro semestre, o resultado do superávit primário ficou positivo, em R$ 17,237 bilhões. Porém, representa 50% do total registrado no mesmo período do ano passado e foi o pior primeiro semestre desde 2000. Frente ao PIB, o superávit do semestre 2014 está em 0,69.

O governo tem tomado medidas para aquecer a economia, mas parece que o mercado espera a definição da eleição.

Setor da pesca pede sobretaxa a importados

31 de julho de 2014 1

Atendendo a pleito da indústria da pesca de SC, que é a maior do país, o secretário da Fazenda, Antonio Gavazzoni (D), solicitou ontem ao ministro do Desenvolvimento, Mauro Borges (E) estudo para sobretaxa ao filé de peixe que vem da Ásia, especialmente da China. Borges abriu diálogo de SC com a equipe técnica para aprovar a medida.

Para poder competir
Segundo o presidente da Câmara de Desenvolvimento da Indústria da Pesca da Fiesc, Dario Vitali, o setor precisa de imposto de importação de 30% para poder continuar competitivo. Isto porque o peixe da Ásia chega ao consumidor brasileiro com preço equivalente a 80% do praticado pelas empresas nacionais que geram empregos e têm outros custo de produção aqui. Na indústria nacional também estão incluídos importadores com unidades de processamento aqui.

Presidente da Fiesc propõe novo pacto federativo a presidenciáveis

30 de julho de 2014 0
GlaucoPaCTO

Foto: Miguel Ângelo Pinheiro, CNI/divulgação


O presidente da Federação das Indústrias de SC, Glauco José Côrte, foi um dos empresários que sabatinaram os presidenciáveis nesta quarta-feira, na Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília. Ao questionar o candidato  Aécio Neves, defendeu a simplificação do sistema tributário brasileiro.

- A indústria não quer favores, quer apenas isonomia com os países com os quais compete. E isso não é pedir demais – afirmou o presidente da Fiesc.

Côrte argumentou ainda que a competitividade da indústria brasileira depende, em grande parte, de um novo pacto federativo, que reduza a carga tributária sobre investimentos, exportações e atividades industriais, além de ampliar o prazo para recolhimento de tributos.

 

Leia síntese das propostas dos candidatos divulgada pela Fiesc:

Eduardo Campos
O candidato disse que as reformas política e tributária terão prioridade em seu eventual governo. Ele garantiu que não aumentará a carga de impostos e prometeu que, caso seja eleito, enviará ao Congresso na primeira semana de governo uma proposta de reforma tributária, focada na simplificação, na desoneração dos investimentos e das exportações e na eliminação da cumulatividade dos tributos. Veja aqui a íntegra do texto.

Aécio Neves
O candidato afirmou que a política externa será alinhada à agenda comercial brasileira, com a retomada de negociação de acordos comerciais com parceiros no mundo. Ao falar à plateia de empresários, ele assegurou apresentar, no início de um eventual governo, a proposta para simplificar o sistema tributário brasileiro, mediante a unificação de tributos indiretos e com a compensação horizontal de créditos tributários. Veja aqui a cobertura completa.

Dilma Rousseff
A candidata à reeleição disse que é “capaz de fazer” as mudanças almejadas pelo setor industrial. Apontou a educação como o melhor caminho para o aumento da competitividade da indústria brasileiro e afirmou ser difícil aprovar uma reforma tributária integral, embora tenha admitido que, no primeiro ano de um eventual novo mandato, o governo poderá ter mais força política. Dilma defendeu ainda a política do governo para a indústria e criticou aqueles que conspiram contra o financiamento do setor. Leia o texto na íntegra.

 

Totvs lucra 18,5% mais no trimestre

30 de julho de 2014 0

A Totvs, empresa de software para gestão que incorporou, anos atrás, as joinvilenses Datasul e Logocenter, registrou lucro líquido de R$ 64,020 milhões no segundo trimestre de 2014, o que representa alta 18,5% sobre o mesmo período do ano passado. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 110,929 milhões, aumento de 12,1% na mesma base de comparação. A margem Ebitda subiu 0,3 ponto porcentual, para 25,3%. A receita líquida da companhia somou R$ 439,300 milhões entre abril e junho deste ano, avanço de 11,1% ante igual intervalo de 2013.

Governo inclui Sinotruk no Inovar-Auto e abre caminho para fábrica em Lages

30 de julho de 2014 0

sinotruck

Após longas negociações, os governos federal e estadual chegaram a um acordo para incluir a montadora chinesa de caminhões Sinotruk no programa Inovar-Auto e, assim, abrir caminho para a instalação da empresa em Lages. A inclusão foi decidida hoje, em reunião entre lideranças de SC com o ministro de Desenvolvimento, Mauro Borges Lemos. Na próxima semana deverá ser realizado um ato em SC para a entrega da portaria oficial. O governador Raimundo Colombo e a presidente Dilma têm pressa nessa solução que poderá repercutir favoravelmente na eleição de outubro.

McDonald's do Japão vai comprar frango do Brasil após escândalo na China

30 de julho de 2014 0

A rede de lanchonetes McDonald’s do Japão anunciou que vai importar frango do Brasil para atender suas lojas. Ela interrompeu as compras da chinesa Husi, de Xangai, que foi flagrada usando produtos químicos em carnes de frango vencidas para fornecer a redes de fast-food no mercado chinês.

O escândalo provocou o cancelamento de compras da Husi por parte de outras empresas como a Starbucks, Burger King, KFC, Pizza Hut e outras. Atualmente, cerca de 90% das importações de carne de frango do Japão são atendidas pelo Brasil e Santa Catarina é o maior fornecedor.

Guerra fiscal

30 de julho de 2014 0

O Estado de São Paulo apresentou ao STF ações questionando guerra fiscal de diversos Estados, incluindo SC. Carlos Roberto Molim, diretor de Administração Tributária da Fazenda catarinense disse que SP questiona incentivo a empresas de tecnologia (hardware). Mas sem esses incentivos,  a tendência é a concentração do setor no Sudeste. A intenção de SP é acelerar o fim da guerra fiscal.

Inovação pelo design

30 de julho de 2014 0

Atenta à força que o design pode dar ao valor de produtos, a CDL Jovem Joinville promove uma palestra hoje, às 19h30min, com o tema Inovação Através do Design. O palestrante é o designer e empreendedor Marcos Sebben (foto), sócio e fundador do escritório Design Inverso, de Joinville, um dos maiores e mais premiados do Brasil.

Foto: Design Inverso / Divulgação

Foto: Design Inverso / Divulgação

Por que um PDV a aposentados

30 de julho de 2014 0

A Celesc lançou programa de demissão voluntária a servidores que já são aposentados pelo INSS porque esta é a forma de desligamento para renovar quadro. Segundo o diretor de Gestão, André Bazzo, sem incentivo para sair, essas pessoas podem continuar trabalhando porque a legislação da categoria permite.

Competitividade

30 de julho de 2014 0

Para Santa Catarina conquistar  a 5ª posição no ranking de Gestão e Competitividade dos Estados Brasileiros, divulgado no final de semana, foi preciso uma série de ações, conta a secretária de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucia Dellagnelo. A pasta monitorou indicadores e encaminhou investimentos.

Sustentabilidade
Conforme a secretária Lucia Dellagnelo,  em 2011, no quesito Sustentabilidade a nota de SC era 81,3. Em 2013 subiu para 93,8. Em Ambiente Econômico, o Estado estava em 10º lugar, agora está 3º. O ranking da Economist e CLP avalia 26 tópicos para atrair investimentos.

México pode importar carne suína e peru de SC

29 de julho de 2014 0

As exportações catarinenses de carnes, genética e ovos para o México devem ter salto expressivo nos próximos meses. Negociação realizada ontem no México por missão liderada pelo presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, e o secretário de Relações Internacionais do Ministério de Agricultura (Mapa), Marcelo Junqueira, superou expectativas.

Segundo Turra, os mexicanos manifestaram interesse em ampliar as compras de carne de frango do Brasil, surpreenderam com o interesse em comprar até 100 mil toneladas de carne de peru e iniciaram tratativas para abrir seu mercado à carne suína catarinense, que é livre de aftosa sem vacinação. Concordaram também em ampliar importação de genética e ovos do Brasil.

A agroindústria brasileira quer aproveitar o fato de o México e seu principal fornecedor, os EUA, estarem com problemas sanitários. Ambos enfrentam focos de influenza aviária e de Diarréia Suína Epidêmica.
- Solicitamos a abertura para carne suína. Eles ficaram em dúvida sobre o aspecto sanitário. Mas quando dissemos que Santa Catarina é livre de aftosa sem vacinação, já está vendemos para o Japão e os EUA, foi o passaporte para eles admitirem e contatarem o Ministério de Agricutura do Brasil para fazer as tratativas para a abertura de mercado para suínos – disse Turra.

Segundo Junqueira, esta janela de oportunidades está sendo aberta em função da sanidade brasileira porque fora das cotas, o imposto de importação de carnes no México é de 150%, proibitivo.
- No ano passado, abrimos cota de 300 mil toneladas de frango. Vendemos no primeiro semestre deste ano US$ 5 milhões, podemos chegar a US$ 20 milhões este ano e crescer mais ano que vem. A cota vai até 2016 – disse Junqueira.

Hoje, são cinco plantas brasileiras  habilitadas para exportar  frango ao México. A comitiva brasileira sugeriu às autoridades sanitárias mexicanas abrir para mais 25 plantas.

Fruticultura especial

29 de julho de 2014 0

O empresário Milvo Zancanaro, de Itá, está otimista com os negócios da sua empresa agrícola, a Itaberry Frutas Finas Ltda. Ele produz nas margens do lago da hidrelétrica de Itá mirtilo e outras frutas, que são vendidas em São Paulo. Indústrias catarinenses também são clientes.

Foto:  Filipe Scotti / Fiesc, divulgação

Foto: Filipe Scotti / Fiesc, divulgação

Falta infraestrutura de transporte para o turismo no interior do Estado

29 de julho de 2014 0

Entre os maiores obstáculos ao crescimento do turismo no interior do Estado está a falta de infraestrutura de transporte, especialmente rodovias e aeroportos. Lages, por exemplo, espera decisão federal para ativar o aeroporto, que vai melhorar a economia regional.

Entidade incentiva o empreendedorismo para jovens do Estado

29 de julho de 2014 0

A Junior Achievement Santa Catarina já realizou mais da metade (28 mil) da meta de aplicação de sua metodologia de incentivo ao empreendedorismo para jovens de todo o Estado no primeiro semestre. Até o fim de 2014, a entidade pretende chegar a 53 mil estudantes. Nesta semana, Evandro Badin, diretor executivo, participa do encontro nacional da instituição, em São Paulo, onde falará sobre os resultados e apresentará um painel sobre comunicação institucional.

Móveis planejados em alta na Ilha

29 de julho de 2014 0
Foto: Eduardo Beltrame

Foto: Eduardo Beltrame, divulgação

A jovem empresária Andreza Michelon (foto), franqueada da marca Bontempo em Florianópolis, está otimista com os negócios. Ela comemora os 36 anos da marca de móveis planejados do Rio Grande do Sul e também o sucesso das vendas na região. A Bontempo é destaque na Mostra de Arquitetura Six By Six, da Koerich Imóveis, no projeto de Mariana Pesca.

Hoje, Andreza recebe os profissionais da Asbea para o tradicional happy hour promovido pela associação. A palestrante será Tatiana Junkes, que falará sobre a Alemanha.

A Bontempo também será a  principal fornecedora do café da Mostra Casa & Cia deste ano, com projeto da arquiteta Mariana Schwarz.