Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Mais fiscais agropecuários para portos de SC

12 de agosto de 2014 2

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) incluiu no seu orçamento a partir de primeiro de setembro a contratação dos 796 fiscais agropecuários aprovados em concurso e mais 50% desse total, conforme é permitido em lei. A informação é do superintendente Federal de Agricultura em Santa Catarina, Jacir Massi. Segundo ele, o Estado deverá receber 13 novos fiscais e 14 técnicos de fiscalização. Esse número inclui profissionais aprovados no concurso e remoção interna promovida pelo ministério. Além disso, a superintendência de SC está solicitando o acréscimo de 50%. Se for atendida, contará com um número satisfatório para as atividades. Atualmente, 146 fiscais agropecuários atuam no Estado e o sindicato da categoria aponta falta de 60, o que está sendo avaliado.

Conforme esta coluna alertou na última semana, a maior carência é de engenheiros agrônomos para avaliar cargas no Complexo Portuário de Itajaí. Dos seis profissionais que atuavam nos dois portos – Itajaí e Navegantes – quatro se aposentaram. Mas Massi contesta operadores portuários de que há atraso na movimentação de cargas devido a falta de fiscais. Segundo ele, apesar do número limitado, o pessoal está cumprindo os horários. Três agrônomos vieram de fora para reforçar a equipe.

Massi está sempre em contato com as entidades empresariais do agronegócio, que também estão cobrando do governo as contratações. Ele explica que SC tem demanda maior do que a média nacional porque está ampliando exportações de carnes e produção de uma série de alimentos. A demora ocorre porque o Mapa precisa de autorizações dos ministérios da Fazenda e do Planejamento para fazer as admissões.

Comentários

comments

Comentários (2)

Envie seu Comentário