Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Um defensor de causas econômicas e sociais

25 de agosto de 2014 0

O empresário Antônio Ermírio de Moraes, que faleceu ontem, além de ser uma das principais referências da indústria brasileira, mostrou que é possível tocar os negócios e, também, trabalhar e colaborar com a área social, defender causas coletivas e escrever. Adepto da vida simples, fez questão de dirigir um dos hospitais mais importantes de São Paulo, o Beneficiência Portuguesa. Autor de peças de teatro e escritor, afirmava que a política era um teatro e vencia a eleição quem conseguia emocionar mais o eleitor.

Entre os gargalos da economia brasileira que ele mais criticava estão juros altos. Das críticas que recebia, a principal era a concentração da produção de cimentos no Brasil já que o seu grupo, o Votorantim, é o líder. Sobre o mercado de cimentos o Cade adotou medidas, mas no caso dos juros, entra governo e sai governo e o país continua com uma das taxas de juros mais elevadas do mundo. Esse é um desafio que a pessoa vitoriosa nas urnas no mês que vêm deveria enfrentar. O Brasileiro, empresário ou consumidor, paga muito juro. Melhor seria pagar produtos e serviços.

Comentários

comments

Envie seu Comentário