Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Queda de investimento pesou mais no recuo da economia

29 de agosto de 2014 1

O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do país no segundo trimestre veio pior do que as consultorias esperavam, com queda de 0,6% frente ao trimestre anterior e de 0,9% em relação ao mesmo período do ano passado. As principais causas dessa recessão técnica são a redução da taxa de investimento (formação bruta de capital fixo) em -5,3% e da despesa de consumo da administração pública (-0,7%).

A formação bruta de capital fixo indica quanto as empresas investiram em máquinas e equipamentos para produzir outros bens no futuro e, também a atividade da construção civil pelo fato de requerer uma série de outros serviços e produtos.
A indústria, uma das principais responsáveis pela alta da taxa de investimento, teve recuo de 1,5% no segundo trimestre, o que significa que é quem mais sente a recessão. No mesmo período, os serviços tiveram retração de 0,5% e a agropecuária, setor que avança acima da média no Brasil, teve alta de 0,2%.

Queda do PIB e eleições
A recessão técnica pode provocar algumas mudanças nas intenções de votos dos eleitores, mas não de forma a pesar no resultado final da eleição presidencial. Com a economia em queda, quem mais pode perder eleitores é a presidente Dilma Rousseff porque seus adversários vão culpá-la pelos pífios resultados do PIB. O candidato Aécio Neves pode atrair mais votos porque já apresentou o principal nome da sua eventual equipe econômica, o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga. A candidata Marina Silva, que está atraindo mais eleitores, ainda não mostrou claramente o que fará na economia e quem será seu ministro da Fazenda. Apesar disso e da inflação elevada, como a maioria tem emprego e não conhece sobre impactos futuros de decisões econômicas do passado e do presente, vai votar em quem chamar mais a atenção para temas gerais.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Rogério Cardozo diz: 29 de agosto de 2014

    Estela muitos no Brasil querem mudança de governo , mas acho que o problema é que muitos setores da economia vão bem , tanto que a bolsa esse mês subiu mais de 9 % , no governo do PSDB depois de vender todas as empresas publicas os economistas da época , já não tinham o que fazer ai perderam as eleições . Esse governo zerou o desemprego e quem não tem carteira assinada e porque trabalha por conta própria , morrendo de fome ninguém esta .Vai abrir 10 fabricas de automóveis até 2016 e quem é de fora investe e poucos daqui o fazem , acham que a economia vai mudar muito com novo governo? Acho que não.

Envie seu Comentário