Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Celesc prevê R$ 500 milhões em geração

22 de setembro de 2014 0

Como a geração de energia é o negócio mais rentável do setor elétrico, o plano diretor da Celesc prevê mais investimentos na área. Para os próximos dois anos, a meta é investir cerca de R$ 500 milhões não só em geração hidrelétrica, mas também em usinas eólicas, solares e de biomassa, informa o diretor de Geração, Transmissão e Novos Negócios da empresa, Enio Branco.

Esta semana, a empresa abre uma chamada pública para atrair parceiros privados com projetos avançados e decididos a ter a companhia como sócia com 49% do capital, no modelo de Sociedade de Propósitos Específicos (SPE) que já vem sendo adotado. Do total previsto, a Celesc deve investir R$ 200 milhões. Segundo Enio Branco, com base no plano diretor da companhia, tanto do governador Raimundo Colombo, quanto o presidente da empresa, Cleverson Siewert, focam a expansão da geração para melhorar os resultados.

Hoje, a Celesc tem 12 PCHs que geram 106,75 MW. Além disso, tem mais quatro SPEs que geram juntas 5,52 MW. A meta é chegar a 150 MW em 2016, 300 MW em 2020 e mil MW (1 GW) em 2030. O chefe do departamento de Novos Negócios, Renato Rolim, diz que um projeto alternativo é o de parque eólico na região de Laguna, que vai gerar 60 MW. Na nova chamada pública, a Celesc espera receber propostas também para geração solar e de biomassa.

Está em obras a PCH Xavantina, de Xanxerê, que vai gerar 6,08 MW. É uma SPW que ficará pronta em meados de 2015.

Comentários

comments

Envie seu Comentário