Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 29 outubro 2014

BC surpreende e eleva juro para reduzir a inflação

29 de outubro de 2014 1

Embora sem unanimidade, o Copom, do Banco Central, elevou a taxa básica de juros Selic de 11% para 11,25% ao ano. A decisão pegou, tanto o mercado financeiro quanto o setor produtivo de surpresa. Ninguém imaginava que essa opção seria adotada este ano pelo menos considerando uma parte dos discursos da presidente Dilma na campanha à reeleição. Ela dizia que focaria a manutenção de empregos e que seus opositores, Aécio e Marina, adotariam política recessiva. Juros altos é recessivo.

Diretores do Banco Central chegaram a afirmar que, se necessário, os juros seriam elevados, mas a expectativa era de que isso ocorreria em janeiro. A persistente alta de preços em diversos setores e a volatilidade do dólar pesaram na decisão.
A Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), por meio do seu presidente e ex-candidato ao governo de SP, Paulo Skaf, logo emitiu uma nota criticando a decisão.
- Colocar toda a responsabilidade do combate à inflação na taxa de juros vem se mostrando uma estratégia equivocada, uma vez que está pondo em risco o maior patrimônio da economia brasileira atual, que é o emprego – disse Skaf que defendeu não só o juro, mas a redução dos gastos públicos para conter a inflação.

Confira a nota do BC:

Copom eleva a taxa Selic para 11,25% ao ano

29/10/2014 20:20

​Brasília – O Copom decidiu elevar a taxa Selic para 11,25% a.a., sem viés, por cinco votos a favor e três votos pela manutenção da taxa Selic em 11,00% a.a.

Para o Comitê, desde sua última reunião, entre outros fatores, a intensificação dos ajustes de preços relativos na economia tornou o balanço de riscos para a inflação menos favorável. À vista disso, o Comitê considerou oportuno ajustar as condições monetárias de modo a garantir, a um custo menor, a prevalência de um cenário mais benigno para a inflação em 2015 e 2016.

Votaram pela elevação da taxa Selic para 11,25% a.a. os seguintes membros do Comitê: Alexandre Antonio Tombini (Presidente), Aldo Luiz Mendes, Anthero de Moraes Meirelles, Carlos Hamilton Vasconcelos Araújo e Sidnei Corrêa Marques. Votaram pela manutenção da taxa Selic em 11,00% a.a. os seguintes membros do Comitê: Altamir Lopes, Luiz Awazu Pereira da Silva e Luiz Edson Feltrim.

Brasília, 29 de outubro de 2014

Com a BMW

29 de outubro de 2014 0

Executivos da Top Car, concessionária oficial da marca BMW em SC, participam do 28º Salão do Automóvel de São Paulo a convite da fabricante alemã que acaba de iniciar produção em SC. Na maior feira automotiva da América Latina, que abre amanhã e vai até 9 de novembro, a BMW vai expor seus últimos modelos. A Top Car também representa a BMW Mororrad, Mini, Land Rover e Jaguar.

Royale hair

29 de outubro de 2014 0
Foto: Guilhermes Dimatos / Divulgação

Foto: Guilhermes Dimatos / Divulgação

Premiado como melhor cabeleireiro para noivas pela revista Wedding, o hair stylist Thon Coelho (foto) inaugura novo centro de beleza na Grande Florianópolis dia 5 de novembro. O Royale Creative Hair Lounge abre as portas em Biguaçu com foco na excelência de atendimento e atenção às tendências internacionais de beleza ditadas por Nova York e Miami.

Lacerda, um visionário

29 de outubro de 2014 0

O ex-governador Jorge Lacerda, que tem sua trajetória detalhada em livro que será lançado hoje pelo jornalista Moacir Pereira, foi um visionário em diversas áreas, especialmente na economia. A Usina Termelétrica de Capivari – a Sotelca – hoje Usina Jorge Lacerda, da Tractebel, foi criação sua, observa o jornalista. A primeira rodovia asfaltada de SC, ligação Itajaí-Blumenau, hoje Jorge Lacerda, foi obra do ex-governador, a exemplo da Acaresc, que revolucionou a extensão rural e a agricultura.

Marca alemã avança

29 de outubro de 2014 0
Foto: Adidas, Divulgação

Foto: Adidas, Divulgação

A Adidas, tradicional grife alemã, abre duas franquias no Estado, uma amanhã, no Shopping Iguatemi, em Florianópolis, e outra dia 15 de novembro no Balneário Camboriú Shopping. Juntas, as duas unidades receberam investimento da ordem de R$ 1,5 milhão, feito em sociedade pelo Grupo Nomura, de Florianópolis, e o empresário carioca Júlio Pavlov.

Os espaços seguem o padrão mundial de lojas da marca, com peças casuais e esportivas para homens e mulheres. Uma coleção masculina exclusiva foi criada em parceria com o duo italiano Carnovsky (foto).

À espera da nova equipe econômica

29 de outubro de 2014 1

Investidores esperam a presidente Dilma Rousseff anunciar a equipe econômica e que ela dê autonomia aos novos titulares para que tracem os rumos pela retomada do crescimento. Só depois é que decidirão quanto e quando vão investir. Isso porque o mercado interno está fraco e continua difícil exportar. Se for um nome de confiança, o crescimento interno será maior e mais rápido.

A lista para a pasta, sugerida pelo ex-presidente Lula e divulgada ontem, animou o mercado: Luiz Carlos Trabuco, presidente do Bradesco; Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central; e Nelson Barbosa, ex-secretário executivo do Ministério da Fazenda. A bolsa subiu 3,62%.

Esse compasso de espera, que reflete o crescimento do PIB perto de zero, foi identificado na sondagem sobre investimentos feita pela FGV junto a 699 empresas no terceiro trimestre. Entre os entrevistados, 30% informaram que investiriam menos e 29% que investiriam mais que nos 12 meses anteriores.

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) realizou a posse da sua diretoria reeleita ontem. O presidente Robson Andrade defendeu mais diálogo e medidas para melhorar a competitividade. O presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, assumiu uma vice-presidência da confederação. Junto com o Sebrae, a entidade lançou programa para incentivar pequenas empresas a exportar.