Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Estado articula centro de inovação ao turismo

03 de dezembro de 2014 4
Foto: Marcos Porto, BD, 27/11/2014

Foto: Marcos Porto, BD, 27/11/2014

Com forte presença do turismo na economia – mais de 12% do PIB – e potencial de avanço ainda maior, Santa Catarina articula a instalação de um centro de inovação ao setor. A futura instituição, que deverá ser instalada no Sapiens Parque, no Norte da Ilha de SC, terá, entre as funções fazer estudos voltados ao desenvolvimento da atividade, apontar tendências, realizar projetos em parceria com o setor privado, apoiar o aprimoramento de gestão e até sediar uma incubadora de empresas ao setor.

Entre os mais envolvidos no projeto estão o presidente da Santur, Valdir Walendowsky; o diretor-executivo do Sapiens Parque, José Eduardo Fiates; e o secretário nacional de Políticas de Turismo do Ministério de Turismo, Vinícius Lummertz. Segundo Fiates, a nova instituição deverá ser instalada no ano que vem em ambiente do novo Centro de Eventos do Norte da Ilha. No futuro, terá uma sede própria. Inicialmente, atenderá o Estado, mas poderá ter atuação nacional.

Segundo Walendowsky, é um projeto estudado há tempos pelas lideranças do setor no Estado e poderá acelerar o avanço do setor em qualidade e receita. Um dos objetivos é incentivar empresas de tecnologia da informação e marketing para dar suporte ao setor. Essas empresas, mais tarde, podem ampliar sua atuação no país e no exterior.

O projeto tem até um pré-orçamento. A futura sede, que será feita próxima do Centro de Eventos, poderá receber investimento em torno de R$ 7 milhões e a manutenção do centro é estimada em R$ 2,5 milhões por ano (custos fixos). Considerando a vocação do Estado, que tem atrações turísticas em todas as regiões, trata-se de uma iniciativa inteligente. Afinal, Os turistas são disputados pelo mundo todo e quem surpreender mais, com mais qualidade, levará vantagem.

10% mais visitantes
A Santur projeta para a temporada de verão deste final e início de ano um acréscimo de 10% no número de visitantes frente ao mesmo período da virada do ano passado. Segundo o presidente da empresa, Valdir Walendowsky, a desvalorização do real frente ao dólar vai impulsionar a vinda de estrangeiros de países vizinhos e também de brasileiros, que já estão viajando menos ao exterior. Ele está animado com o aprimoramento dos serviços da operação verão, que será lançada amanhã.

Comentários

comments

Comentários (4)

  • rogerio cardozo diz: 3 de dezembro de 2014

    Estela o brasileiro gasta por mês em viagens ao exterior mais de 2 bi de dólares , muito compram produtos e gastam com serviços , SC precisa para desenvolver o turismo mais investimentos em divulgação e publicidade no exterior , não é fácil competir com A DISNEY na Florida que tem um estúdio de cinema que projeta para o mundo todo suas riquezas turísticas .E outros lugares do mundo chegam a pagar para que filmes sejam rodados em suas cidades só para divulga-las ,SC precisa melhorar sua infra-estrutura em tudo e tratar turista bem .

  • Rogério diz: 3 de dezembro de 2014

    será que é mais um cabide de emprego como as secretarias regionais??? eu morro e não vejo tudo.

  • Alexandre diz: 3 de dezembro de 2014

    é contraditório, já que boa parte dos manezinhos da ilha ‘detestam turista’, pois incham sua terra natal, provocam o caos no trânsito, sujam as praias, disputam a água potável, etc, etc. Santa Catarina, mas sobretudo Florianópolis, precisa decidir se quer aumentar ou diminuir o número de turistas.

  • gerson matos diz: 3 de dezembro de 2014

    no mínimo um bom negócio 7 milhões e depois 2 milhões e meios de manutenção. quem sabe finalmente esqueçam aquele ferro velho entre a ilha e a ponte e roubem de outra modo espúrio.
    Até o CV usa de criatividade, não é mesmo?

Envie seu Comentário