Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Polêmica sobre portos e impostos

18 de dezembro de 2014 0

O projeto que muda a forma de distribuição de ICMS de exportação para municípios produtores, aprovada na Assembleia, além de poder cair por questão legal, não resolve o problema. Para ter uma destinação mais justa, seria necessário mudar a legislação nacional para uma alocação por pessoa e fazer outros ajustes, defende Ari Pritsch, coordenador da apuraçaõ do valor adicionado em SC.

Hoje, no Estado, o valor adicionado médio seria em torno de R$ 700 por pessoa. Só que em Itajaí, por exemplo, chega a R$ 1 mil e há municípios com apenas R$ 280. Joinville, o maior do Estado, recebe pouco mais de R$ 700 por pessoa. Além da melhor distribuição de impostos, é preciso melhorar a gestão municipal.

Comentários

comments

Envie seu Comentário