Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

PF apreende R$ 3,2 milhões e Arxo divulga nova nota

08 de fevereiro de 2015 0

Não foi fácil para a Polícia Federal contar as pilhas de dinheiro que encontrou na empresa Arxo, em Piçarras. Com a ajuda de máquinas, concluiu ontem que apreendeu R$ 3,186 milhões entre cédulas de reais, dólares, euros e pesos. Foram R$ 1,276 milhão, US$ 629,6 mil, 53 mil euros e 82 pesos. A defesa da Arxo divulgou mais uma nota em nome da companhia no início da noite deste sábado. Alega que o dinheiro era de uso pessoal dos diretores e que a empregada que fez a denúncia também estão sendo investigada por ter desviado mais de R$ 1 milhão da empresa.

Confira na íntegra, abaixo. Os grifos em vermelho são da empresa. 

 

“COMUNICADO ARXO À IMPRENSA

 O sócio proprietário da ARXO, João Gualberto Pereira Neto, apresentou-se espontaneamente na noite de sexta-feira à Polícia Federal, mas prestará depoimento somente nesta segunda-feira de manhã.

Na sexta-feira, o sócio da ARXO, Gilson Pereira, e o diretor financeiro da ARXO, Sérgio Marçaneiro, rebateram todos os argumentos da ex-funcionária responsável pela área financeira e contábil da empresa.

- As informações declaradas pela ex-gerente e responsável da área financeira e contábil da ARXO são infundadas.

 - A ex-gerente foi demitida em novembro de 2014, quando a ARXO instaurou uma auditoria interna para apurar indícios de desvio de valores que podem ultrapassar R$ 1 milhão por parte da mesma.

 - As apurações apontam que a mesma utilizava-se de empresas de terceiros para recebimento dos valores, incluindo duas empresas citadas por ela na denúncia. Para isto, a ex-gerente teria aliciado colaboradores, que acobertavam práticas suspeitas.

- Nenhum membro da diretoria ou colaborador da empresa teve qualquer ligação com tratativa ou pagamento de propina à Petrobras.

 - Da mesma forma, todos desconhecem o citado Mário Góes.

A direção da empresa reafirma a disposição de contribuir com o trabalho das autoridades, ajudando-os com todo e qualquer esclarecimento necessário. A ARXO é uma empresa que está no mercado desde 1967, líder em seu segmento, o que garante que todas as atividades da empresa e compromissos com os clientes e fornecedores sejam mantidos. A ação da Polícia Federal em nada impede o andamento do processo fabril e administrativo e todos os prazos de entrega de equipamentos, carregamento e pagamento estão assegurados”.

 

Comentários

comments

Envie seu Comentário