Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Greve do transporte versus lista do petrolão

25 de fevereiro de 2015 2

Nos bastidores de Brasília, é grande a preocupação com a provável divulgação, até esta sexta-feira, da lista dos políticos envolvidos no petrolão. Mas pela gravidade da greve dos caminhoneiros, com riscos de desabastecimento crescente em todo o país nos próximos dias, a presidente Dilma Rousseff e sua equipe deveriam priorizar a busca de um acordo com a categoria. Pelas negociações realizadas nesta quarta, não houve avanço nas pautas principais levantadas pelos manifestantes. Eles pedem redução do preço do diesel, preço mínimo de frete e redução do preço dos pedágios, tudo o que pesa efetivamente no bolso dos motoristas.

Comentários

comments

Comentários (2)

  • Schell diz: 26 de fevereiro de 2015

    Cara Colunista, não há greve de caminhoneiros, mas, sim, paralisação, já que apenas empregados, funcionários e servidores fazem greve; caminhoneiros são, em geral, proprietários e, se simples motoristas, estão paralisados por conta dos proprietários. Proprietários fazem look-out, movimentos que – em geral – antecipam os golpes políticos (como aconteceu no Chile, na Venezuela e na Argentina, por exemplo). Portanto, é bom ficar de olhos bem abertos em relação a quem, efetivamente, está por detrás dessa paralisação: os de sempre, tentando desestabilizar o governo federal. Não nos iludamos… os vivandeiros permanecem mais “vivos” do que nunca…

  • Henrique diz: 26 de fevereiro de 2015

    Que maldosos esses caminhoneiros hein Shell.Veja você, os gananciosos estão querendo desestabilizar o honesto governo federal . Sera que não é a CIA por trás disso hein ?

Envie seu Comentário