Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Demagogia com o Simples nacional

26 de fevereiro de 2015 3

Enquanto empresas de micro e pequeno porte esperam a atualização da tabela do Simples há três anos porque a última mudança ocorreu em janeiro de 2011, o governo federal fez um evento ontem para lançar o programa Bem Mais Simples, que visa reduzir a burocracia. O desafio colocado pela presidente Dilma é a abertura de empresas em cinco dias, mas o que preocupa o segmento é a inflação e a recessão. A principal medida nova é a possibilidade de fechar a empresa mesmo com débitos tributários, o que não era possível antes. Assim, será possível ter uma estatística mais exata sobre o número de empresas no país.

Reajuste da tabela pode ajudar a economia

Agora que a tabela do Simples não será reajustada para este ano, o Congresso aprovou regime de urgência para atualizá-la. Mesmo assim, é uma opção que o governo federal tem para impulsionar a economia. Se garantir os novos limites para 2016, as milhares de empresas desse segmento poderão crescer mais este ano. O empresário Tirone Meyer, conselheiro da Ajorpeme, CDL e Acij, de Joinville, é um dos que acreditam que a nova tabela vai aquecer o segmento.

Comentários

comments

Comentários (3)

  • Lauri Feymann diz: 27 de fevereiro de 2015

    Fechar a empresa? Enquanto nos vizinhos aqui como Peru, México, Chile se levam em média duas semanas, aqui: 200 dias.

    Ê Brasil………

  • Wilson Miranda diz: 27 de fevereiro de 2015

    Esse Aécio mente, dizia que Dilma não faria isto, não aumentaria impostos, nem a gasolina, como pode um senador nos enganar assim…. kkkkk. Até a desoneração da folha que ele disse que era um benefício que só seria ampliado, agora ele aumenta o imposto em até 150%…. Será que este cara convenceu a Dilma a praticar as maldades?

  • Rodolfo A Mangrich diz: 1 de março de 2015

    A culpa é do desinformado povo brasileiro, que acredita nessa gente!

Envie seu Comentário