Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Estado legaliza endereços no mar

23 de março de 2015 0

ESTELA 009cf1eb
Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agência RBS

Maricultores de Santa Catarina contarão, em breve, com a demarcação de 820 fazendas aquíferas entre Palhoça e São Francisco do Sul para a produção de moluscos como ostras e mexilhões. Com isso, o Estado será o primeiro do país a legalizar endereços no mar, definindo ocupação ordenada, um sonho dos produtores e do poder público há 23 anos, explica Luiz Hessmann, presidente da Empresa de Pesquisa Agrícola e Extensão Rural (Epagri), vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura e Pesca.

Segundo ele, a sinalização foi viabilizada com a liberação, agora, de R$ 722,04 mil pelo ministro da Pesca e Aquicultura, Helder Barbalho. O trabalho será feito por empresa que será licitada.

Fazendas marinhas
Para demarcar as fazendas marinhas, que terão áreas de um a 10 hectares, a Secretaria de Agricultura adquiriu mais de 3.200 boias laranjas e amarelas, e cabos de aço para fundeio. A Epagri vai capacitar os maricultores e o Ministério da Pesca fará a gestão e o monitoramento ambiental. Essa demarcação, cuja licitação de áreas foi realizada em 2011 e 2013, vai dar mais segurança para os maricultores ampliarem a produção.

Ostras e o turismo
O último balanço do setor, de 2013, apontou que foram produzidas em SC 19.082 toneladas de moluscos com geração de receita bruta de vendas de R$ 55,4 milhões. O maior destaque são as ostras, que estão gerando turismo gastronômico específico em Florianópolis e região. Também fazem sucesso em sofisticados restaurantes de São Paulo, Rio, Brasília e em outras cidades, para onde são embarcadas fresquinhas, de avião, pela manhã.

Comentários

comments

Envie seu Comentário