Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Decisão do HSBC preocupa mais SC no aspecto de emprego

09 de junho de 2015 0

O maior impacto para Santa Catarina da decisão do banco britânico HSBC de sair do varejo bancário brasileiro deve ser nos empregos. Atualmente, as agências da instituição no Estado geram 760 postos de trabalho e boa parte dessas vagas podem ser fechadas, mesmo que o HSBC Brasil seja comprado por outro banco. Nessa troca de controlador há sempre uma redução de custos e, no caso de serviços bancários, o trabalho tem peso expressivo. A preocupação cresce em função do atual momento econômico de crise vivida pelo país.

A imprensa de São Paulo já divulgou que o Bradesco e o Santander estão interessados em comprar o HSBC local. Isso é um alento para os trabalhadores, mas como são bancos já estabelecidos, é muito provável uma redução de equipe.

E falando em Santander, o atual vice-presidente da instituição no país é o catarinense Conrado Engel, que presidiu o HSBC Brasil entre 2009 e 2011, após ter atuado como executivo do banco em Hong Kong.

Para tranquilizar correntistas, HSBC diz que seguirá “operando normalmente”
Giane Guerra: segundo analistas, clientes do HSBC estão protegidos
HSBC anuncia saída do Brasil e da Turquia

Comentários

comments

Envie seu Comentário