Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

SC tem 55 propriedades que cultivam 590 vinhedos de altitude

28 de junho de 2015 0
Foto: Gilmar Gomes

Foto: Gilmar Gomes

Regiões produtoras de vinhos de altitude de Santa Catarina já estão consolidadas e aceleram o desenvolvimento do enoturismo. Atualmente são 55 propriedades que cultivam 590 vinhedos num total de 332,35 hectares situados em três regiões da Serra e Meio-Oeste que abrangem 3.173.300 hectares. Estes dados integram as conclusões de estudo sobre o setor realizado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Epagri) em parceria com a Fundação de Pesquisa do Estado (Fapesc), considerando caracterização agronômica e edafoclimática (de clima, solo e relevo). Os objetivos são melhorar a qualidade das uvas e, no futuro, buscar registro de origem dos vinhos catarinenses de altitude. Segundo o coordenador do projeto, o pesquisador Luiz Fernando Vianna, de 1998 a 2008 a taxa de implantação dos vinhedos foi de 25,8 hectares por ano. Nos anos seguintes houve uma redução dessa expansão, mesmo assim, a área plantada continuou crescendo até 2013, quando foi concluído o levantamento. A pesquisa apurou dados sobre propriedades, área cultivada, variedades e outros detalhes de plantio. O trabalho foi coordenado pelo pesquisador da Epagri Luiz Fernando Vianna e contou com a participação de mais quatro pesquisadores: Angelo Mendes Massignan, Denilson Dortzbach, Sérgio Luiz Zampieri e Valci Francisco Vieira.

O estudo da Epagri apurou que são 11 as vinícolas com infraestrutura para receber turistas. Dessas, 10 oferecem degustação, oito têm restaurantes, três contam com hospedagem e quatro têm outras atrações. São Joaquim e Água Doce têm as maiores áreas plantadas. Há produção expressiva também em Campos Novos, Tangará, Urupema, Videira, Campo Belo do Sul, Urubici e Bom Retiro.

AS VARIEDADES DE UVAS COM MAIOR ÁREA PLANTADA SÃO CABERNET SAUVIGNON (37,88%), MERLOT (14,52%) CHARDONNAY (8,05%) E SAUVIGNON BLANC (7,47%). ENTRE 2009 A 2013, PARTE DAS ÁREAS MAIS ALTAS COM CABERNET SAUVIGNON FOI SUBSTITUÍDA POR UVAS BRANCAS E PINOT NOIR.

Leia as últimas notícias sobre vinho

Comentários

comments

Envie seu Comentário