Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O exemplo da Grécia é alerta para o governo federal e governos estaduais

06 de julho de 2015 0

Primeiro país desenvolvido a dar um bilionário calote no Fundo Monetário Internacional, a Grécia é exemplo de que é preciso realizar gestão responsável dos recursos públicos, ou seja, não dar um passo maior do que a perna e fazer esforço máximo para a economia seguir crescendo.
Durante a posse da diretoria da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Faesc), o governador Raimundo Colombo alertou que o gasto brasileiro com Previdência está elevando e crescerá mais. Disse que a Grécia quebrou quando passou a ter despesa de previdência equivalente a 13% do PIB. A brasileira está perto de 10% do PIB. Colombo citou o caso da Irlanda que, em crise anos atrás, cortou 20% de todos os salários públicos, fez outros ajustes fiscais e a economia do país deslanchou.
É bom que gestores públicos fiquem atentos porque, apesar das medidas feitas no ajuste fiscal do governo federal, outras deverão ser tomadas no futuro para que o país tenha mais equilíbrio das contas públicas. É claro que o país está em melhores condições do que a Grécia, especialmente nas reservas cambiais (seguirá como grande exportador de commodities por décadas) e por ter moeda própria (pode desvalorizar o real diante de uma crise).
Com a decisão de ontem da Grécia, haverá fase de turbulência, mas com pouco impacto no Brasil. Nossas dificuldades são de origem interna.

Comentários

comments

Envie seu Comentário