Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Encontro com ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação busca acelerar economia catarinense

27 de agosto de 2015 0
Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Convencidas de que só a inovação em tudo poderá garantir uma aceleração do crescimento econômico acima da média do país e até de concorrentes do exterior, lideranças catarinenses dedicaram a quarta-feira (16) , para debater o tema em Florianópolis com o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo. Ele iniciou a manhã com palestra para industriais na Federação das Indústrias (Fiesc), depois falou durante o almoço para estudantes que disputam as Olimpíadas Brasileiras de Matemática de Escolas Públicas no Norte da Ilha de SC e, à tarde, participou do evento Fomento à Inovação SC, na sede da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) na rodovia SC-401.

Apesar de Santa Catarina ter um setor de tecnologia avançado e estar sofrendo menos com a crise econômica, tanto governo quando o setor privado pediram mais ajuda para o ministro. O presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, cobrou mais linhas de crédito, e o secretário de Desenvolvimento Carlos Chiodini falou sobre os avanço dos 13 centros de inovação. Rebelo enfatizou que investimentos em tecnologia são fundamentais para o país.

Apreensão

Anfitriã do evento Fomento à Inovação SC no centro que abriga sua sede, na SC-401, em Florianópolis, a Acate está muito apreensiva com a burocracia da prefeitura. O presidente da entidade, Guilherme Bernard, alerta que ela corre o risco de perder mais de R$ 10 milhões da Finep para a construção da sede da Acate Sapiens Parque, no norte da Ilha de SC.

Da Acate

Isto porque a prefeitura não aceita como base para o imposto ITBI o valor pago pelo terreno. A associação pagou R$ 2 milhões, mas os técnicos municipais dizem que o valor é de R$ 10 milhões e cobram R$ 500 mil de ITBI. Além disso, a entidade ainda espera o alvará para o belo prédio que abrigou o evento de ontem.

Jaraguá

Quem está animado é o secretário de Desenvolvimento de Jaraguá do Sul, Márcio Silveira. Isto porque o Centro de Inovação do município será um dos primeiros a ficar prontos, quase junto com o deLages, até o final do ano. Os jaraguaenses buscam investimento também para uma aceleradora de empresas.

Para grandes empresas ou apenas uma pessoa criativa: quatro caminhos para quem quer inovar

Leia as últimas notícias

Comentários

comments

Envie seu Comentário