Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Por falta de câmbio livre, indústria nacional perdeu cerca de 412 bilhões de dólares nos últimos 20 anos

01 de setembro de 2015 0

Por falta de câmbio livre, a indústria nacional perdeu cerca de US$ 412 bilhões, o equivalente a quase R$ 1,5 trilhão nos últimos 20 anos. Essa projeção espantosa foi feita pelo ex-ministro da Fazenda Delfim Netto durante debate no 7º Congresso Internacional de Mercados Financeiro e de Capitais da BM&F Bovespa, em Campos do Jordão, sexta-feira, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. Conforme Delfim, o governo achava que faltava demanda, mas o que estava faltando era demanda para a indústria nacional.

MAIS EXPORTAÇÃO
A Portobello, empresa de revestimentos cerâmicos, chegou a exportar 50% da produção e ter unidade de distribuição nos Estados Unidos com 120 profissionais. Devido ao dólar baixo, desativou a estrutura e, agora, começa a organizar de novo. Exporta 15% da produção e quer ampliar. “O câmbio é um fator relevante, mas não é o único. Enfrentamos falta de logística, energia cara, altos impostos e baixa produtividade”, afirma o presidente Cesar Gomes Junior.

HORA DE CRESCER
A Intelbras, de São José, produtora de centrais telefônicas, tecnologia para segurança e tablets, foi uma das empresas que tiveram perdas. “Prejudicou as exportações e as vendas internas das indústrias. Com dólar baixo, a importação e o contrabando ficaram muito fáceis. Agora, ficamos mais competitivos no mercado interno e nas vendas externas”, disse Jorge Freitas, presidente do conselho da empresa que cresceu 15% este ano.

 

Leia as últimas notícias

Comentários

comments

Envie seu Comentário