Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Saltos altos garantem pleno emprego em São João Batista

28 de setembro de 2015 0
Marco Favero

Marco Favero

Moda, design, inovação, qualidade e beleza. Estes são os principais atributos priorizados pela indústria calçadista de São João Batista, em Santa Catarina, que se empenha para criar calçados femininos cada vez mais parecidos com joias. Prova de que a estratégia está correta é o pleno emprego no município com cerca de 33 mil habitantes enquanto o total de vagas no Brasil só cai diante da profunda recessão. No período de janeiro a agosto, foram gerados na cidade 832 novos empregos (dados do Caged), garantindo ao setor calçadista um dos maiores saldos do Estado.

Com mais de 40 anos de atuação, 70 indústrias de calçados, número semelhante de fabricantes de componentes e uma produção média de 120 mil calçados por dia, o polo de calçados femininos responde por 80% da economia do município. Entre os que trabalham há mais de uma década na projeção do setor está o diretor-executivo do Sindicato das Indústrias Calçadistas de São João Batista (Sincasjb), Rosenildo Amorim (E), que esteve em Florianópolis sexta com o prefeito do município, Daniel Netto Cândido (D), para tratar da divulgação de mais um evento do setor, a próxima edição do SC Trade Show, que será em novembro. Amorim conta com orgulho o fato de consumidoras do país entrarem em lojas e pedirem calçados Made in São João Batista em função da qualidade e design. Por isso, em breve, os produtos batistenses ganharão um selo de denominação de origem. O aprimoramento dos calçados conta com apoio de duas instituições do Sistema S, o Sebrae e o Senai.

Diante da importância da indústria de calçados para a economia municipal e das demandas que ela gera, o prefeito Cândido também se empenha na projeção do setor. Já participou, junto com empresários, de missão técnica internacional e marca presença em eventos no país. À frente da prefeitura, seu maior desafio é na qualidade da educação. Investe alto em creches para que as mulheres possam trabalhar nas fábricas de calçados, que geram mais de 8 mil empregos diretos.

Atualmente, 10 indústrias do polo exportam e quatro têm filiais nos EUA por meio de projeto do Sebrae. O setor aproveitou o Encontro Econômico Brasil-Alemanha, semana passada, em Joinville, para prospectar importadores germânicos. Entre as principais ações para impulsionar as vendas está o SC Trade Show.

Criatividade
O scarpan da foto acima é da grife Raphaela Booz e foi exposto na mostra Design Catarina que integrou a Bienal Brasileira de Design, realizada em Florianópolis em maio e junho deste anos. O maior diferencial do produto é a estrutura trançada, feita com fitas de couro costuradas artesanalmente. A marca é uma das pioneiras de São João Batista, com 40 anos de atuação.

Comentários

comments

Envie seu Comentário